Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

terça-feira, 2 de junho de 2015

Capítulo XLI - Livro: Elucidário – pelo espírito de Paulo de Tarso através do médium: Diamantino Coelho Fernandes. Modificações para dois a três milênios - A carne cederá lugar a alimentos espiritualizados - Agentes químicos extraídos dos vegetais - Corpos humanos menos volumosos - A faixa de Espíritos Superiores vos aguarda - Apenas um pequeno esforço vosso






Os acontecimentos em princípio de execução na Terra devem produzir efeitos que se projetarão por um porvir de mais de dois a três milênios, quando provavelmente se apresentará a necessidade de tornar a mexer na estrutura física desta pequena esfera. Com as modificações em perspectiva de realização, esperam as Forças Superiores tornar o planeta bem mais agradável à vivência dos seres humanos que tiverem a ventura de o povoar no decorrer de todo esse largo período.

Com as modificações a serem introduzidas no sistema alimentar dos terrenos, as áreas de produção de alimentos em vias de concretização serão suficientes para atender às necessidades de toda a população terrena.

O organismo humano está sendo submetido no Alto a uma série de estudos em suas matrizes espirituais, com vistas a uma certa modificação dos órgãos responsáveis pelo metabolismo, de modo a poderem os encarnados substituir em sua alimentação alguns elementos até agora considerados essenciais. A carne, por exemplo, deverá ceder lugar na alimentação humana a outros elementos mais condizentes com o grau de elevação espiritual das almas que aqui virão bem proximamente, e que de maneira alguma se conformarão com o uso da carne. Esta será substituída vantajosamente por agentes químicos extraídos em abundância dos vegetais que se encontrarão em todas as latitudes, transformados industrialmente em concentrados de grande poder alimentício. Não haverá nisto nenhuma novidade, visto como o processo vem sendo usado desde séculos ou milênios em planetas mais evoluídos do que a Terra, cujos habitantes são também Espíritos Superiores. Há apenas que criar no mundo terreno o mesmo processo existente noutros mundos, e disso se incumbirão numerosas Entidades que ou já aqui se encontram, ou deverão chegar dentro em pouco.

Desta modificação no processo alimentar resultará naturalmente uma redução de volume em todos os corpos, o que proporcionará aos Espíritos uma facilidade muito maior no que diz respeito às tarefas que lhes incumbe realizar. Os corpos excessivamente volumosos da atualidade, ostentando um peso que varia de cinqüenta a noventa quilos em média, havendo numerosos deles que atingem, se aproximam ou até superam a marca dos cem quilos, necessitando por isso de uma quantidade enorme de alimento, inibem os respectivos condutores de realizarem tarefas que exigem uma tranqüilidade espiritual que esses corpos assim volumosos não podem permitir. Sabem as Forças Superiores que o fato se deve em grande parte à vinda para a Terra de almas aclimatadas em ambientes planetários onde o desenvolvimento físico era favorecido pelo tipo de alimentação neles usado, resultando então a formação de perispíritos ou corpos fluídicos correspondentes aos respectivos corpos físicos. Tudo isto, porém, está sendo objeto de estudos acurados no Alto, cujo resultado será a redução fluídica desses perispíritos em sua próxima reencarnação neste plano físico, a fim de reduzir a pesada carga material a ser movimentada pelas almas que aqui voltarem a reencarnar.

Do que aí fica podereis todos vós fazer uma idéia aproximada do empenho e esforços desenvolvidos nos planos superiores do mundo terreno, no sentido de modificar as condições em que terão de viver os futuros habitantes desta pequena esfera, desfrutando o máximo de conforto com o mínimo de esforços. Trabalha-se efetivamente muito e constantemente em todos os planos espirituais no sentido de dotar a Terra de vários melhoramentos já existentes em planetas mais antigos, e isto porque o nível espiritual das almas a serem trazidas para cá não suportaria algumas das condições atuais que vós outros ainda suportais com certo sacrifício que todos reconhecemos.

Das várias condições de vida terrena de hoje é que tem resultado o grande número de desencarnações de crianças em todas as idades infantis, cujos órgãos físicos, por demasiado delicados, sucumbem as mais das vezes ao processo alimentar, principalmente entre as populações menos favorecidas. Vós não podereis imaginar o transtorno que para o Alto representa a partida prematura desse grande número de almas no período dos primeiros seis anos de vida, assinalando o fracasso de tantos e tantos esforços feitos no Alto para que pudessem reencarnar. Isto, porém, deverá ter um paradeiro com as providências que estão sendo tomadas pelos dirigentes espirituais da humanidade terrena, visando a modificar substancialmente o processo alimentar dos seres humanos desde a idade infantil.

Vedes por conseguinte, estimados leitores, quantas preocupações proporcionam às Forças Superiores as atuais condições a que têm de submeter-se as criaturas humanas desta pequena esfera terrestre, as quais tudo leva a crer venham a modificar-se substancialmente.

Vedes igualmente que podereis vir a participar dessas melhores condições de vida terrena em estudo no Alto, se daqui para lá vos encontrardes devidamente preparados para reencarnar em meio a outras almas grandemente evoluídas. E como existem geralmente três categorias de almas entre os habitantes dos diversos mundos, que são as de grande evolução, as de evolução média, e as menos evoluídas, caberá a cada um dos meus estimados leitores escolher ele próprio qual a categoria em que poderá situar-se, se lograr a necessária permissão para voltar à Terra.

Não cabe aqui o argumento de que poderá tornar-se difícil a situação de cada um entre as almas de grande evolução, que formarão a primeira categoria. Absolutamente. Para aquele que crê e possua uma vontade determinada de alcançar um desejado grau evolutivo, nenhum obstáculo poderá impedi-lo de realizar esse desejo. O homem como a mulher que crê, e possua uma vontade forte, determinada, de alcançar aquele objetivo, bastar-lhe-á acionar essa vontade com a determinação em vista, porque todas as portas se lhe abrirão, todas as barreiras desaparecerão. Para isso será apenas necessário que o ser humano assim determinado, comece por exercer sobre si próprio, sobre os seus próprios atos, uma fiscalização atenta para que nenhum ato volte a praticar, cujo reflexo possa vir a constituir-se em obstáculo ao seu justo objetivo de alcançar o mais alto grau evolutivo ainda na presente encarnação.

Se seus atos daqui para o futuro se inspirarem sempre naqueles sagrados princípios de que falei no capítulo anterior, podem estar certos os meus estimados leitores de que o seu objetivo será rapidamente alcançado.

Sucede ainda, o que talvez ignoreis, que a determinação de um ser humano no sentido acima delineado, recebe imediatamente o apoio altamente eficaz de numerosas Entidades a serviço do bem, as quais passam a cooperar com suas vibrações mais puras em favor daqueles objetivos.

Existe na Terra um conceito que todos deveis conhecer, em relação a um veículo estacionado, como a outra espécie de máquina ou motor. Diz esse conceito que toda a dificuldade consiste em vencer a estática. Uma vez vencida esta, fácil se torna conduzir o veículo ou pôr a máquina a girar. O mesmo conceito podeis vós aplicar ao que venho de expor como meio de alcançardes ainda nesta encarnação a vossa faixa de Espíritos grandemente evoluídos.

Empregai então vossos esforços para vencerdes a estática, porque vereis a seguir como vos será fácil prosseguir sempre com maior sucesso. Dai, portanto, a partida hoje mesmo, com a vossa determinação de alcançardes o maior grau evolutivo que será dado a um ser humano alcançar, considerando que todos quantos tiverem a ventura de abrir este livro e interessar-se por sua leitura, estão dando provas evidentes de que já se encontram além do meio do caminho.

Ora, se já conseguiram transpor a primeira metade do caminho, claro está que vencida tiveram a própria estática, sendo suficiente prosseguirem com a determinação de alcançar a meta final no decorrer dos poucos anos que ainda tenham de passar na Terra.

Quem isto escreve para o vosso aproveitamento, leitores meus, já o sabeis, é um irmão vosso que muito se empenhou desde longe em acelerar a sua marcha em direção à Luz Divina, que é a nossa luminosidade. E quando nos surge uma idéia alevantada de marchar decisivamente naquele objetivo, os obstáculos enfrentados tornam-se fantasmas que desaparecem das nossas vistas. Este vosso irmão que muito vos estima, leitores meus, recusou sempre tomar conhecimento dos embaraços que naqueles tempos de Paulo de Tarso os seus adversários lhe punham no caminho, com o objetivo de o atemorizarem.

Existe, porém, um elemento largamente difundido pela Divina Providência a quantos dele careçam, bastante só por si para anular todo e qualquer embaraço, todo e qualquer obstáculo: a fé. Munido da minha fé nos sagrados princípios ensinados pela Doutrina de Jesus, eu arrostava todos os perigos para realizar os meus elevados objetivos doutrinários. 

Todos deveis saber através da História que os meus adversários, isto é, aqueles a quem a minha pregação prejudicava, mais em virtude de sua rígida ignorância do que propriamente por interesses feridos, usaram certa vez de tal violência física para comigo, que por fim me julgaram morto e me lançaram no monturo, naqueles tempos o local onde se depositavam os detritos do lixo. O corpo, embora abatido, foi facilmente recuperado pela força do meu Espírito, ajudado pela enorme potencialidade da minha fé, e de tal modo isto sucedeu que pouco mais de vinte e quatro horas após o ato de violência, eu me encontrava em condições de prosseguir na minha santa pregação.

Se ao contrário fosse débil a minha fé, das duas uma: ou teria eu sucumbido sobre o monturo, ou teria abandonado para sempre a minha tarefa, o que felizmente não sucedeu.

Escusado será aduzir que as Forças Superiores, sempre atentas ao que na Terra se passa com estes milhões de seres humanos que aqui vivem e progridem, acorrem invariavelmente a todos os locais em que uma mente emita vibrações de natureza a atrair qualquer espécie de ajuda ou mesmo de socorro. Eu fui alvo do socorro espiritual na oportunidade citada, e por isso me recuperei sem maior demora. Abatidos ficaram os meus adversários ao procurarem na manhã seguinte os meus despojos e não os encontrarem. Alguém os informou de que sua vítima se erguera durante a madrugada e caminhara dali. O fato os abateu mais ainda por haverem-no desde logo atribuído a um provável milagre de Jesus, a cujo serviço eu me encontrava. Daí haverem ficado bastante impressionados ante o poder de uma doutrina que operava milagres como aquele, por eles considerado autêntica ressurreição.

Disto se conclui, amigos meus, que um mundo de progresso e de felicidade se encontra à frente e ao alcance de cada um de vós. Bastar-vos-á traçar vossos planos de ação no sentido de conquistardes desde agora esse belo mundo, objetivo verdadeiro de vossa presente encarnação, e eu vos aguardarei na oportunidade do vosso regresso para que me digais se foi ou não bastante útil para todos vós a minha presença na Terra neste momento, para grafar os conselhos e ensinamentos que aqui vos deixo de todo o meu coração.

Já foi dito, não só por mim como por outras Entidades que vieram à Terra com este mesmo objetivo, que a grande maioria dos homens e mulheres que aqui se encontram, são Espíritos já possuidores de um certo grau de evolução. Devo reafirmar que assim é realmente, e também que apenas um pequeno esforço se espera de cada um deles para que possam ingressar na categoria de Espíritos Superiores que lhes está próxima, a alguns degraus apenas. Ora, se assim e, eu perguntarei a cada um de vós, estimados leitores: o que mais vale no vosso modo de entender: privar-se o ser humano de alguns prazeres falazes da vida terrena e preparar-se para ingressar dentro em pouco naquela ambicionada categoria de Espíritos Superiores, ou regressar ao Espaço na situação melancólica dos vencidos, por preguiça ou desídia? Vossa resposta eu a adivinho, será a da primeira hipótese, por ser a que realmente convém ao vosso Espírito. E outra não poderia ser em face dos registros da vossa consciência, todos eles tendentes ao impulsionamento do vosso belo progresso espiritual.

Minha presença então, através destas páginas, pode ser comparada à do explicador que muitos pais concedem aos filhos nos últimos meses do ano para ajudá-los a raciocinar em torno das matérias do curso. Seja essa então a minha missão junto a vós, leitores meus, a quem eu e o Senhor Jesus desejamos felicitar a seu tempo, por haverem aceitado na devida conta o sentido de quanto lhes deixo nas páginas que aqui ficam, as quais eu espero se transformem em páginas de continuada consulta para a melhor orientação espiritual de todos os leitores. Este é o grande desejo meu e do Nosso Amado Jesus.