Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

segunda-feira, 3 de abril de 2017

CAPÍTULO XXXV – Livro: Corolarium – ditado pelo Espírito de Maria de Nazareth ao médium Diamantino Coelho Fernandes. As almas que regressam da Terra. — Seu comparecimento perante uma comissão julgadora. — Muitos infelizmente os pontos negativos. — Mas há também verdadeira alegria das Forças Superiores. — Um grande conselho a todas vós, minhas almas queridas.




Para a nossa conversa de hoje eu trago-vos do Alto um assunto deveras interessante para o vosso conhecimento, e bastante útil para todos vós. O assunto do qual me vou ocupar neste capítulo muito irá contribuir para o esclarecimento das almas que se encontrarem na Terra, preparando-as para a oportunidade que há de chegar um dia, de retornarem ao seu plano de origem. Ocupar-me-ei então do que no Alto se passa em relação às almas que regressam da Terra, ao fim de mais uma das suas numerosas existências na carne.

Iniciarei este assunto dizendo-vos que todas as almas regressadas deste pequeno mundo em que viveis são conduzidas pelos seus Protetores espirituais à presença de uma grande Comissão que também poderemos designar de júri, perante a qual testemunharão a execução na Terra do programa por elas próprias elaborado antes de reencarnarem. Esses programas encontram-se ali presentes e vão sendo desdobrados perante as almas às quais pertencem, para que sejam minuciosamente anotados os pontos em que foram cumpridos pelas almas presentes. Os pontos em que tais programas foram cumpridos vão sendo assinalados pelos membros desse júri ou Comissão, para que fiquem evidenciados também os pontos não cumpridos, que são muitos, infelizmente. Desse trabalho assim realizado pelo conjunto de Entidades dele encarregados, muito irá depender o futuro próximo de cada uma das almas cuja vida na Terra é assim investigada. Sua primeira influência se exerce sobre o desejo dessas almas em regressarem ao plano físico, o que todas almejam ardentemente, uma vez terminado o período de repouso no Alto. Verificado que seja o abandono em grande parte, na Terra, daquilo que se comprometeu a executar e seguir, e que exarado está no seu programa da última vivência terrena, bastante difícil se apresentará a concessão por parte das Forças Superiores, de uma nova encarnação. Isto sucede ainda como decorrência de procedimentos semelhantes, ao longo de outras vidas na Terra de maneira que somados os procedimentos de todas elas, verificam as Forças Superiores a quase inutilidade das vidas vividas na Terra pelas almas encontradas em tais condições.

É hoje geralmente sabido, inclusive por todos vós que vos encontrais encarnados, filhos e filhas que eu muito amo, que a circunstância mesma de a alma mergulhar num corpo de carne, retira-lhe da memória espiritual quase todos os registros que lá se encontram de longas eras, vividas em muitas outras encarnações. Este fato é verdadeiro, infelizmente. Se assim não fora, se as almas encarnadas pudessem recordar in totum a sua memória espiritual para o fim de pautarem todos os atos de sua vida terrena em harmonia com aqueles registros, na parte aconselhada para a sua presente encarnação, certo é que a evolução de todas as almas se processaria muito mais rapidamente, para sua também maior felicidade. Se isto, entretanto, não tem sido possível nos séculos decorridos, durante os quais uma enorme maioria de almas regressou da Terra com um índice mínimo de adiantamento espiritual, existem, contudo, os meios ao alcance de todas as almas, capazes de levá-las a penetrar em seus arquivos milenares para neles apoiarem os seus passos numa nova encarnação. Um desses meios principais é o estado de meditação num ambiente tranquilo, durante o qual a alma se transporta onde deseja ou necessita, a fim de buscar quanto possa precisar para o bom encaminhamento dos seus passos na vida presente. Por meio da meditação consegue a alma esclarecer-se acerca de todos os problemas da hora presente, de maneira a encaminhar as respectivas soluções. Durante o estado de meditação, as almas encarnadas entram em comunicação ou contato com seus mentores espirituais, embora o não recordem, dos quais recebem conselhos os mais oportunos a respeito daquilo que mais lhes interesse ou preocupe. Isto se verifica em virtude de o estado de meditação conduzir as almas às fontes espirituais ao seu alcance, para delas receberem quanto possam contribuir para o seu completo êxito na vida.

É com verdadeira alegria que as Forças Superiores constatam, entre a multidão de almas que regressam diariamente da Terra, aquelas que bastante se empenharam em cumprir à risca o seu programa de vida que trouxeram do Alto, precisamente aquelas que instituíram a meditação como um hábito necessário e insubstituível. Por este meio aquelas almas puderam manter vivas, presentes, as idéias recebidas do plano invisível no estado de meditação, daí decorrendo o acerto dos passos dados durante sua última existência na carne. Estas almas assim orientadas encontraram sempre meios de resistir aos maus pensamentos, os causadores dos maus atos, tendo então a alegria de verificar por ocasião do seu regresso ao mundo espiritual, como lhes foi fácil alcançar um notável índice de progresso em sua última vivência terrena. Citando aqui este detalhe do progresso espiritual, eu desejaria que todas as minhas filhas e filhos atualmente encarnados fizessem um pequeno esforço neste sentido, para o fim de verem encerrada, com sua presente existência terrena, a já longa e dolorosa estrada que todos vêm trilhando há milênios sem conta.

Poderá afigurar-se a alguém que a vida na Terra seja condição insubstituível no progresso das almas, sujeitas de maneira irrecorrível a este vaivém de nascimentos, lutas e falecimentos sem alternativa. Assim não é, porém, minhas almas queridas. A vinda de todas vós ao solo terreno obedece ao mesmo princípio que leva os vossos filhinhos à escola, desde o jardim da infância. A finalidade é uma só: a de aprender o quanto possa ajudá-las na vida em que se iniciam. Completado o curso primário, o secundário, e o universitário para muitas almas, elas se entregam a outros deveres e atividades, para só recordarem com saudade as escolas que frequentaram. O caso da vivência terrena é em tudo semelhante, minhas almas queridas. Deveis afastar de vós a idéia muito comum em numerosas mentes, de que a Terra seja a única morada das almas filhas de Deus, substituindo-a pela da grandeza da vida universal, ao alcance de todas vós. Se todas vos afizestes à vivência neste pequeno mundo terreno, onde os problemas comuns, as lutas, decepções e sofrimentos são constantes de todas as almas, imaginai agora o quanto não havereis de amar de todo o coração a vivência em planos de luz onde o amor puro e sincero é o elemento principal a reunir todas as almas numa só imensa família. Assim é a vida minhas queridas, no plano em que vivo juntamente com muitos milhões de outros seres espirituais como eu, e onde ardentemente desejo receber-vos um dia, quando encerrada tiverdes a vossa encarnação atual. Daí o meu desejo constante de que vos volteis decididamente para as práticas espirituais da oração e meditação, a fim de enriquecerdes o vosso belo Espírito dos divinos dons que Nosso Senhor Jesus tanto deseja conferir-vos.

A Terra está sendo preparada, já o sabeis, para receber outras almas que virão habitá-la em breves anos. Aquelas que aqui se encontram na hora presente, por terem vivido neste plano o número de existências previstos para aqui alcançarem o grau evolutivo necessário, estão destinadas a se transportarem a novos planos de vida bem mais adiantados do que este. Há de haver nisto, como não poderia deixar de haver, uma seleção de capacidades ou de habilitação. Nem todas as almas que hoje se encontram em solo terreno possuem as mesmas condições para serem transportadas aos planos de luz e amor de que acima falei. Há, por exemplo, entre vós, almas que compreendem inteiramente o problema espiritual, e o que necessário seja para nele se integrarem completamente para merecerem a promoção a outros planos mais adiantados. Muitas destas almas, contudo, sentem-se presas a velhos hábitos e procedimentos em nada condizentes com a felicidade espiritual, e por isso se sentem impotentes para romper com essa tradição e se devotarem à pratica de hábitos que as podem levar à aquisição da luz que vieram buscar na Terra. A estas almas assim emaranhadas no cipoal de hábitos inconvenientes, eu darei aqui um conselho, bastante, só por si, para as libertar desses hábitos, que é o seguinte: — Sejam homens ou mulheres, e sejam quais forem os hábitos ou vícios nos quais se encontrem enveredadas; façam o que lhes vou dizer e contem desde então com a minha inteira cooperação a seu lado: ponham diariamente o seu joelho em terra na hora de se deitar, elevem uma prece de todo o coração ao Senhor, e peçam-lhe a Sua ajuda para as libertar seja do que for, a fim de que possam caminhar para Ele, Senhor Jesus. Isto, apenas, é o que eu lhes recomendo. Bem sei eu avaliar a força de certos hábitos ou vícios terrenos, sobre as almas aqui encarnadas. Sei também que a maioria delas não conseguem por si mesmas libertar-se desses tentáculos, porque por detrás deles existem forças invisíveis muito poderosas, somente vencíveis por outras forças ainda mais poderosas que são as Forças do Bem. São, pois, estas Forças as que poderão restituir às almas acorrentadas à maldade, e ao vício, a sua liberdade integral em sua existência terrena. Adotem então o meu conselho, almas queridas, e pensem em mim também em seus momentos de prece, para que eu possa ajudá-las de todo o coração. Assim espero, pois, almas que eu muito amo e só desejo ver novamente animadas e felizes.

Uma outra classe de almas encarnadas que eu desejo mencionar aqui é aquela que vive uma vida mecânica, por assim dizer, uma vida quase automatizada, no amanhecer, trabalhar, comer e dormir, como se nada mais houvesse a fazer no seu maior interesse. Isso que eu venho de apontar representa em verdade o quanto diz respeito à vida do corpo e nada mais. Este acorda, levanta-se, alimenta-se, trabalha e dorme, porque sem isso não poderia manter-se de pé. Sendo o corpo, porém, apenas o veículo do Espírito, para que este consiga adquirir novas luzes para enriquecimento do seu belo diadema, há, que considerar este lado da vida, exatamente o fato determinante de sua encarnação. Prossiga, por conseguinte, o corpo com aqueles hábitos diários por lhe serem absolutamente indispensáveis à sua existência como veículo da alma ou Espírito. Falemos então no que compete a este fazer também diariamente pelo menos uma vez, mas se possível duas e mais vezes. É a oração. É a prece sincera dirigida ao Senhor Jesus com toda a unção, estabelecendo e ampliando cada vez mais a ligação da alma com o Senhor, através da qual receberá a alma toda a força, idéias e assistência espiritual que a habilitem a vencer brilhantemente a sua presente existência terrena e poder apresentar-se galhardamente no Alto perante o júri que terá de analisar o seu programa de vida terrena, Há um como adormecimento da alma encerrada na matéria densa, em virtude do qual não receberá ela do mundo exterior ou superior um conjunto de idéias e vibrações imprescindíveis ao êxito de sua encarnação. Notai que eu não digo êxito na vida, e sim êxito da encarnação. O êxito da vida terrena de uma alma deve considerar-se acima do êxito da encarnação. Pode ter esta alcançado um êxito material notável através do trabalho e esforços despendidos pela alma, êxito este que, por ser somente de ordem material, permanecerá para sempre na Terra, pouco ou nada podendo oferecer à alma quando esta regressar ao Alto. Se, porém, a par do êxito material alcançado na Terra, a alma tiver cumprido deveres de ordem espiritual através da prática sincera do seu contato diário com o Senhor, como, felizmente, vem acontecendo a muitos milhares de almas encarnadas, então, minhas queridas, as Forças Superiores exultam, ao inscreverem no Livro de Ouro do Espaço os nomes de todas as almas que regressarem da Terra plenamente vitoriosas.

Haveis de notar, todas vós, minhas almas queridas, que é bem novo na Terra o trabalho a que se entregam  os enviados do Senhor e eu própria, no sentido do esclarecimento de todos os viventes atuais. Isto acontece em consequência de só agora dispor o Senhor Jesus dos instrumentos necessários para escreverem na Terra os ensinamentos e conselhos das Entidades. Tem sido verdadeiramente difícil ao Senhor conseguir os instrumentos necessários e em condições de receber e grafar no papel estes ensinamentos e conselhos. Os que aqui vieram nos séculos decorridos não tiveram oportunidade nem ambiente para desenvolver esta faculdade maravilhosa que é a psicografia. Só a partir do último século, com a codificação do Espiritismo, foi iniciado o trabalho preparatório neste sentido. Algumas almas bastante preparadas para esta função desceram então à Terra, inclusive esta que me serve de intermediária, a quem eu muito quero de longa data, por ter sido sangue do meu sangue há precisamente vinte séculos, Mas não foi esta a única alma portadora desta faculdade a descer à Terra no século XIX. As demais ou não encontraram ambiente propício ou se desinteressaram da sua missão, já tendo regressado ao Alto. Grande tem sido a melancolia de algumas destas almas ao constatarem no Alto aquilo que deixaram de realizar no serviço divino, quando muito poderiam ter feito. Graças, porém, muitas graças elevamos nós todos, em podermos dispor deste belo instrumento que de tão boa vontade está servindo ao Senhor Jesus, para deixar-nos na Terra em letra de forma o nosso conselho a todas vós, almas queridas. Meditai em quanto aqui vos deixo, e considerai que vos esteja falando de viva voz ao vosso coração de filhas e filhos que eu espero receber um dia no plano em que vivo, para então vos abraçar e felicitar pelo aproveitamento do meu conselho, ditado pelo grande amor que eu vos dedico.

Deixo-vos aqui a bênção que o Senhor vos envia por meu intermédio e a minha própria que eu vos ofereço de todo o coração.