Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

terça-feira, 25 de abril de 2017

CAPÍTULO XXXVIII – Livro: Corolarium – ditado pelo Espírito de Maria de Nazareth ao médium Diamantino Coelho Fernandes. Almas emissárias do Senhor na Terra. — O que lhes cumprirá fazer. — Uma viagem sem dia marcado que deverá chegar a qualquer momento. — A ligação com o Divino Mestre Jesus. — Considerai-me também vossa mãe autêntica.





As almas encarnadas vieram à Terra com uma destinação muito importante em sua vida evolutiva, embora não se dêem conta disso. São em sua grande maioria almas em fase final de aprendizado neste plano de vida material, e portanto em vésperas de serem promovidas à vivência em planos mais adiantados do que os frequentados até agora. Dentre as almas presentes na Terra em corpos de carne, algumas há que vieram com a missão de ajudar as Forças Superiores exatamente nesta fase histórica da Terra, das quais muito dependerá o êxito das operações em andamento na profundidade do solo terreno. É muito fácil a cada uma destas almas missionárias identificarem-se a si mesmas, acerca de sua missão. Bastar-lhes-á meditar um pouco no que aqui lhes digo, e aguardarem a resposta que virá do seu coração. Se o coração lhes disser que efetivamente aqui se encontram com o objetivo de servir ao Senhor do Mundo nesta emergência verdadeiramente histórica do mundo terreno, nenhuma dúvida poderá restar a respeito de sua missão. Somente aquelas que, consultando o próprio coração, se mantiverem indiferentes ao que possa acontecer à sua volta nos dias que se aproximam, é que poderão identificar-se negativamente, e em tal caso nenhuma obrigação assumiram para com o Senhor Jesus. Estas, contudo, devem ser em muito pequeno número, em face do grau de adiantamento espiritual da quase totalidade das almas encarnadas do momento que passa.

Verificando, por conseguinte, o grande número daquelas almas que facilmente se identificarão como emissárias do Senhor à Terra para O servirem nesta fase histórica, hão de indagar certamente o que lhes cumprirá fazer para bem se desempenharem a contento do Senhor. Eu vou então procurar ajudá-las nesse particular. Eu lhes direi que ao correrem os olhos pelo que consta deste livro, e também dos quatro outros componentes desta Grande Cruzada de Esclarecimento, deverá brotar em seu coração a idéia de se comunicarem com as pessoas amigas ou simplesmente de suas relações, no sentido de indagarem se já conhecem o assunto, se terão adquirido estes livros e se deles gostaram. Da resposta daquelas pessoas, que nada leram a respeito, surgirá prontamente o desejo de aconselhar tais pessoas a adquirirem os livros, não apenas com o pensamento de se iluminarem com a sua leitura, mas, principalmente, com o sentimento de quem terá de empreender uma viagem por mar e bem fará em levar consigo o seu salva-vidas particular bem guardado na mala, para uma eventualidade que poderá chegar inesperadamente. Esta idéia que aqui vos dou não é propriamente minha, minhas filhas e filhos do coração. Esta idéia vem sendo divulgada pelos emissários do Senhor em seus trabalhos como a que melhor poderá levar a todos os leitores a segurança de que todos irão necessitar de uma hora para outra. Efetivamente, a aceitação e prática de quanto vem sendo divulgado nestes últimos anos pelos enviados do Senhor ao meio terreno, tem uma finalidade em tudo semelhante àquele objeto conduzido pelos transportes marítimos para uso dos passageiros em caso de naufrágio. Com a diferença de que este tipo de salva-vidas que todos conheceis de longa data, serve exclusivamente para preservar a vida do corpo quando usado em alto-mar; ao passo que os nossos conselhos e advertências através dos nossos livros têm finalidade mais alta, que é salvar a própria alma e conduzi-la à sua verdadeira morada no plano espiritual.

Por conseguinte, minhas almas queridas, aquelas de vós que sentirdes em vosso coração o desejo de levar estas advertências e conselhos ao conhecimento do vosso próximo, estareis recebendo com isso a confirmação da missão recebida no Alto ao vos preparardes para descer à Terra. Devotai-vos então ao cumprimento de tão bela missão, procurando contribuir para que muitas outras almas encarnadas se preparem também para uma viagem sem dia marcado, mas que deverá chegar a qualquer momento. Eu bem sei que um tipo de advertência em tal sentido é recebido inicialmente com certo desagrado, em face de anunciar a possibilidade de as criaturas se despedirem da vida terrena talvez inesperadamente e contra a vontade. A um argumento destes, o melhor que tereis a opor é que a ninguém é dado prever o dia de sua partida da Terra, visto como todos os encarnados terão de partir a seu tempo. A circunstância porém, de todas as almas se prepararem, não importa na afirmação de que todas deverão partir em face dos acontecimentos marcados. Pode bem suceder, e sucederá seguramente, que uma grande maioria das almas encarnadas deva permanecer, e dentre elas inúmeras das que se houverem preparado convenientemente. Melhor será então prepararem-se todas indistintamente para a eventualidade, porque se vier a acontecer permanecerem na Terra, como efetivamente irá acontecer a vários milhões de almas, o fato de se haverem preparado só terá contribuído para a sua maior felicidade, por se haverem ligado bem fortemente ao coração magnânimo do Nosso Divino Mestre Jesus.

Eis, minhas queridas, o trabalho que todas vós podeis realizar com êxito no desempenho da vossa luminosa missão de servirdes ao Senhor durante a vossa estada atual na Terra, o que o Senhor vos agradecerá generosamente. Usai, portanto, o dom da palavra e a bondade do coração que é já bem grande em todas vós, almas queridas, procurando divulgar o quanto possível esta palavra que do Alto vos chega impregnada da misericórdia divina. Da minha parte eu me ofereço para ajudar-vos de todo o meu coração sempre que apelardes para mim ou me chamardes em pensamento, dado que eu pretendo instalar-me no solo terreno, precisamente para ajudar as almas encarnadas que necessitarem de ajuda. Assim, minhas queridas, eu estarei tão perto de cada uma de vós que poderei dizer estar mesmo no vosso próprio coração. Se dúvida tiverdes e desejardes comprová-la, experimentai chamar-me em pensamento e de coração puro, e eu imediatamente darei sinal da minha presença ao vosso lado.

Dizendo-vos o que aí fica, eu desejo dar-vos uma idéia aproximada do empenho de todos os servidores do Senhor nesta emergência em que grandes transformações estão sendo realizadas na estrutura terrena, podendo acrescentar para vossa convicção, que todas as Entidades evoluídas do mundo espiritual, servidoras do Senhor Jesus, se deslocaram para a Terra e aqui se encontram em todas as regiões habitadas, procurando falar ao coração de todos os homens e mulheres com o objetivo de os despertarem para que se preparem convenientemente para o que vem por aí. A preparação de cada ser humano, já sabeis em que consiste, mas nunca será demais repeti-lo: é o hábito da prece diária dirigida ao Senhor Jesus, ligando os corações terrenos ao coração do Senhor como o meio eficaz, seguro e insubstituível, de as almas encarnadas se salvarem no momento oportuno. Não estarei exagerando, pois, em vos dizer que se encontram em trabalhos do Senhor na Terra talvez maior número de almas desencarnadas do que as atualmente encarnadas. São Entidades deslocadas para o solo terreno na expectativa dos acontecimentos programados.

Tudo assim exposto com a clareza com que eu vos falo, acredito que não haverá problemas a solucionar por ocasião da chegada dos acontecimentos assim programados. O meu grande desejo é, então, poder estender também a minha mão a cada uma de vós, minhas filhas terrenas, com o mesmo sentimento de amor com que o fariam as vossas mães terrenas na mesma emergência. E se eu tiver essa felicidade, a felicidade de poder ajudar-vos no momento oportuno, eu me considerarei então uma alma verdadeiramente ditosa, minhas filhas queridas. Eu bem sei que muitas de vós hão de estranhar que eu fale desta maneira, em palavras tão simples, uma Entidade do mundo espiritual que vós vos habituastes a considerar tão distante e tão alta, talvez impossível de vos falar e também de vos ouvir. Esse conceito é resultante do que na Terra se tem dito e escrito a respeito daquela alma que teve a suprema ventura de ser designada pelo Pai para trazer ao mundo terreno o radioso Espírito do Senhor Jesus. Se bem que tal fato haja constituído a maior glória que meu pobre Espírito podia receber, não importou, contudo, em me retirar do vosso convívio, do convívio de todas as almas que têm reencarnado ao longo destes vinte séculos decorridos desde o início da era cristã. Nada disso, minhas almas queridas. Eu estou tão perto de vós, como disse acima, que sou capaz de sentir o pulsar dos vossos belos corações. Meu trabalho tem sido grande e maior ainda o meu empenho em contribuir para a iluminação de todas as almas que têm vindo à Terra século após século, ajudando-as no que eu possa e sempre que possível, para bem cumprirem sua própria missão. Constitui uma grande alegria para o meu coração a oportunidade de receber e abraçar no Alto muitas de vós, ao fim de cada uma de vossas encarnações anteriores, podendo hoje dizer que bem vos conheço já e estimo de longa data, por termos assim convivido através dos séculos.

Assim, pois, eu desejo que me considereis vossa mãe autêntica sempre que precisardes de mim, porque de minha parte eu vos considero a todas minhas filhas espirituais. Voltai-vos então para mim, filhas e filhos que eu muito estimo, e confiai-me aqueles problemas que não conseguirdes resolver sozinhos. O que eu muito desejo, como vedes, é mantermo-nos unidas de coração nesta emergência ímpar em toda a história deste pequeno mundo, para que unidas nos encontremos no amanhã que há de vir para todas vós, lá no meu plano de vida. Ouvi-me, pois, filhas e filhos queridos; levai estas minhas palavras às pessoas de vossas relações, e eu vos autorizo a fazer-lhes as mesmas promessas que ora vos faço. Dizei mesmo a todas as vossas amizades que lhes falais em nome de Maria Santíssima, como sou de muitas conhecida na Terra, e em meu nome as convidareis para o grande banquete que algum dia eu oferecerei a todas as minhas almas queridas no meu plano espiritual. Fazei isso, minhas queridas; fazei-o em meu nome, eu vos peço, e todas nos reuniremos um dia breve talvez para recordarmos juntas estas minhas palavras.

Deixo-vos aqui a bênção que o Senhor vos envia por meu intermédio, e a minha própria que eu vos ofereço de todo o coração.