Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

XLIII - JESUS E MARIA INSTALAM-SE NA TERRA – Livro: Vida Nova. Ditado por diversos espíritos – Psicografia de Diamantino Coelho Fernandes.



O Senhor Jesus acaba de tomar as últimas providências com vistas à Sua instalação no solo terreno por um prazo que deverá exceder à transposição dos umbrais do sec XXI, com o fim de acompanhar in loco os serviços de atendimento a todos os nossos irmãos atualmente encarnados.

Embora não me seja permitido declinar aqui o país e local exato no qual Nosso Senhor pretende armar a Sua barraca de campanha, sempre vos direi que um dos países a terem a suprema ventura de hospedar em seu solo o Senhor Jesus, será certamente este no qual vêm sendo grafados estes livros. Certamente Nosso Senhor se deslocará constantemente para outras áreas terrenas, devendo visitar outros locais nos demais continentes da Terra, onde o processo transformatório igualmente se positivará. Apenas o Senhor se fixará por mais tempo onde as condições vibratórias do ambiente se apresentem mais harmonizadas com as Forças Superiores, responsáveis pelo que irá acontecer na Terra.

Dando-vos aqui esta pequena informação, eu desejo que vos torneis elementos dos mais harmônicos naquele sentido, contribuindo com essa harmonia para a formação do ambiente desejado, no local em que viverdes. Sabendo eu de antemão que este livro, assim como os do Irmão Thomé irão circular entre todos os povos da Terra, bem poderá ser que Nosso Senhor venha a escolher o vosso ambiente, senão o vosso próprio lar para a Sua permanência demorada ou curta. Isto pode muito bem acontecer, amigos meus, pela preferência que Nosso Senhor dará aos lares solidamente constituídos para neles se hospedar em sua próxima peregrinação pela face da Terra.

Para conseguirdes estabelecer em vosso lar um ambiente realmente harmônico, não se faz necessária a aquisição seja do que for, com o objetivo de realçar a sua instalação. Absolutamente, meus estimados irmãos; o de que o Senhor necessita apenas para a sua permanência num lar terreno, é de harmonia, entendimento entre as suas colunas responsáveis, refletindo em conseqüência uma perfeita linha de ação moral em sua vida cotidiana. A presença do Senhor nos lares que visitar deverá ser conhecida através de alguns fatos a verificarem-se por essa ocasião, os quais serão facilmente verificados pelos responsáveis por esses lares.

Eu vos direi em seguida como poderá cada lar terreno adquirir as necessárias condições vibratórias para receber como hóspede o Senhor Jesus de Nazareth. O processo é muito fácil de executar. Em primeiro lugar há que instalar em cada lar terreno um sólido princípio de moral cristã, caracterizado pelo tratamento respeitoso, leal, sincero, entre as colunas ou responsável. Este tratamento inclui o uso de linguagem inteiramente sã, com a eliminação de tudo quanto não deva ser ouvido por Nosso Senhor Jesus e seus iluminados auxiliares. Com o aprimoramento da linguagem são automaticamente eliminados numerosos atos ainda tolerados pela sociedade dos vossos dias, mas que atentam contra os princípios morais que devem predominar nos lares constituídos por Espíritos já possuidores de maior ou menor grau de patrimônio espiritual. Com a observância de tais princípios, dar-se-á um conseqüente refinamento vibratório dos responsáveis por esses lares, formando-se então o ambiente desejado pelo Senhor Jesus. Os lares que já possuírem este ambiente, assim como quantos se apressarem a construí-lo, podem ter desde já a certeza de que Nosso Senhor os visitará dentro em pouco e neles permanecerá enquanto bem se sentir durante Sua próxima vinda a Terra. E quem de vós, meus estimados amigos, não desejará hospedar tão luminoso personagem? — pergunto eu. Ficai então certos, todos vós que me ledes, que vos estou referindo uma informação autêntica, quando vos declaro que Jesus de Nazareth, Ele próprio, deseja hospedar-se por algum tempo em vosso lar. Preparai-vos, pois, para o receberdes, porque a paga dessa hospedagem, não sendo embora expressa em moeda corrente do vosso país, excederá contudo à vossa expectativa mais otimista.

Dirigir-me-ei agora às minhas queridas irmãs também encarnadas, para as cientificar de outro acontecimento verdadeiramente marcante. Falo vos devidamente credenciada e plenamente autorizada por nossa querida Mãe Santíssima, como costumais designar em vosso carinhoso tratamento a Excelsa Mãe de Jesus. Venho dizer-vos então, minhas queridas irmãs encarnadas, que Nossa Senhora de Nazareth também se apresta para descer à Terra chefiando uma Grande Cruzada Feminina a secundar os trabalhos do Senhor Jesus, e pretende igualmente encontrar hospedagem no coração de todos os Espíritos viventes atualmente em corpos femininos que se dispuserem a recebê-la. Incumbiu-me Nossa Senhora de Nazareth de transmitir esta informação a todas as suas filhas terrenas, para que possa ela própria, com antecipação, planificar sua estada na Terra segundo as vibrações que possa receber dos corações femininos a partir de agora.

Pretende a Excelsa Mãe de Jesus percorrer também o solo terreno acompanhada de luminoso séquito de Entidades organizadas sob aquela Grande Cruzada Feminina para secundar, como disse, o trabalho de esclarecimento já iniciado em livros como este e também por meio do contato direto com todos os Espíritos encarnados. E devendo permanecer no solo terreno, manifestou esta Grande Entidade o desejo de encontrar hospedagem de preferência nos lares terrenos que desejarem recebê-la. Tenho instruções para dizer-vos, minhas queridas irmãs leitoras, que a visita de Nossa Senhora se fará religiosamente a todos, mas a todos os lares existentes na Terra. Sua hospedagem entretanto, dependerá exclusivamente das circunstâncias em que esses lares se encontrarem, isto é, o grau de humildade, harmonia, honestidade de atos e pensamentos, e jamais a grandeza material de cada um. Para a necessária escolha, Nossa Senhora ajuizará primordialmente o grau de bondade e de sinceridade dos corações visitados, condição essencial para que aí possa permanecer. Preparar-se, pois, cada uma de vós, minhas queridas, para receber condignamente a maior figura feminina que passou pela Terra será para vós o mesmo que receber por antecipação uma verdadeira consagração espiritual ainda na Terra.

Ainda não disse tudo, porém, minhas queridas irmãs encarnadas. Tenho algo mais a dizer-vos a respeito deste extraordinário acontecimento já muito próximo. Nossa Senhora de Nazareth deseja assinalar a sua estada na Terra e consequente hospedagem nos lares que lhe proporcionarem acolhimento, com a solução dos problemas que no momento mais preocuparem o coração de suas hospedeiras e seus familiares . Pede então que cada uma de suas filhas terrenas procure mentalizar esses problemas para que os mesmos assim se projetem no éter que circunda o planeta, e sejam então devidamente anotados. E uma vez anotados de par com a indicação da fonte emissora, serão tais problemas solucionados pelas Forças Superiores de seu luminoso séquito, previamente escolhidas para isso.

Aí está minhas queridas irmãs leitoras, o objetivo destas linhas redigidas precisamente para vos proporcionar a maior felicidade possível em vossa presente existência terrena. O resto só de vós depende. Iniciai também desde já a vossa preparação para receberdes a histórica visita de tão luminosa Entidade, cuja vinda a Terra espera ver coroada de êxito junto a todos os corações femininos. Os tempos já chegaram e os trabalhos de transformação do meio terreno já tiveram começo. Nossa Senhora deseja despertar os corações femininos para as alegrias do Alto, para o que necessitam de preparar-se tanto quanto os seus irmãos do outro sexo.

Os tempos que acabam de chegar para a Terra são únicos em toda a sua história, destinando-se, como vem sendo dito, a preparar dias melhores para a civilização que se aproxima. Se distúrbios ocorrerem em virtude dos trabalhos em andamento, eles só poderão atingir em certos casos, o veículo material; o Espírito, esse será conduzido a um estágio de vida bem melhor e mais feliz do que este que viveis na Terra. Preparai-vos pois, repito, todas vós minhas queridas irmãs, para oferecerdes à Excelsa Mãe de Jesus toda a doçura existente em vossos belos corações, recebendo em troca as mais puras vibrações do seu grande coração, e algo mais que Ela vos reserva para quando regressardes ao vosso lar espiritual.

O ambiente terreno continua infelizmente bastante perturbado em conseqüência da emissão constante de pensamentos impregnados de materialidade pela grande maioria dos seres encarnados. A soma desses pensamentos produz na atmosfera uma forte condensação enegrecida, uma espécie de nuvem inteiramente contrária a felicidade dos seres humanos. Há necessidade portanto, de tratar cada um de policiar seus próprios pensamentos, selecionando e projetando somente aqueles que possam contribuir para a felicidade e bem-estar de cada um. Eu bem sei que isto se torna difícil em muitas ocasiões, exatamente pela circunstância de estar o ambiente terreno impregnado desse tipo de pensamentos, e vós os recebeis e passais a manipular também. Nestes momentos então, nos momentos em que vos sentirdes envolvidos por certa onda de pensamentos inconvenientes ou impregnados da materialidade grosseira que predomina em vosso ambiente, lançai mão do seguinte recurso para deles vos libertardes: concentrai-vos por um momento e elevai em seguida o vosso pensamento à Excelsa Protetora dos humildes de quem vos falo neste capítulo, e vereis como um grande alívio e bem-estar imediatamente vos envolverá. Usai este processo, irmãs queridas, fazendo do mesmo a receita mágica para o vosso bem-estar.

Julgando bem cumprida a minha tarefa, uma tarefa demasiado honrosa para o meu pobre Espírito, aqui me despeço das minhas queridas irmãs terrenas, oferecendo a todas no Alto os limitados préstimos de quem se chamou
ISABEL DE PORTUGAL


Not. biogr. — Isabel de Portugal — 1503-1539 — Rainha da Espanha e Imperatriz da Alemanha. Nasceu em Lisboa em 1503, filha do rei D. Manoel e da infanta espanhola D. Maria. Possuidora de excepcionais dotes de beleza, inspirou uma paixão tão viva no imperador Carlos V da Alemanha e rei da Espanha, que este lhe deu por divisa as três Graças, sendo uma delas uma rosa, símbolo da formosura, outra um ramo de murta, símbolo do amor, e a outra uma coroa de folhas de carvalho, símbolo da fecundidade. Esta soberana, que desencarnou aos 36 anos de idade, foi um modelo de esposa e de mãe dedicada aos filhos que foram muitos. Enquanto o marido vivia empenhado em constantes conflitos armados com o soberano francês Francisco I, em busca de novas glórias guerreiras, Isabel passava o tempo em Toledo a rezar no oratório pelo êxito do marido e a cuidar dos filhos. Isabel de Portugal foi sepultada em Granada, tendo sua passagem para o Além consternado profundamente toda a nobreza e povo da Espanha e de Portugal onde era grandemente estimada. Conta-se que o Duque de Gandia, Francisco Borgia, ao ver a rainha morta no caixão, deliberou abandonar o mundo enganador para se consagrar ao serviço de Deus, recolhendo-se a um convento.