Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

113ª MENSAGEM DE ENSINAMENTOS ESPIRITUAIS Ditada pelo Apóstolo Thomé Em 10-7-1971 Rio de Janeiro - Brasil PRIMEIRA MODIFICAÇÃO SUBSTANCIAL DA ESTRUTURA TERRENA – AS LEIS ESPIRITUAIS FUNCIONAM SOMENTE PARA PREMIAR – O SENHOR ADVERTE OS CHEFES DE GOVERNO – ENVIEM-LHES ESTA MENSAGEM TRADUZIDA PARA QUE SOBRE ELA MEDITEM




ACONTECIMENTOS DE GRANDE MAGNITUDE se aproximam da Terra, com repercussão em todo o planeta, dos quais deverá resultar uma nova superfície em várias regiões. Será a primeira modificação substancial da estrutura terrena após a sua habitação pelo gênero humano. 

Dos esperados acontecimentos a se positivarem, hão de resultar numerosas áreas de produção de alimentos destinados a atender às necessidades de uma população de sete  a dez bilhões de bocas. Todos os planetas estão sujeitos a sofrer modificações em sua superfície sempre que as mesmas se tornem necessárias à melhoria de vida de suas populações. Chegou então a vez da Terra cuja estrutura conta já muitas centenas de milênios. Suas regiões montanhosas de nenhuma utilidade para o homem, serão em parte revolvidas pelos fenômenos telúricos e outros, de maneira a poderem ser cultivadas e assim contribuírem para a solução do problema alimentar da totalidade da população do planeta.

Certo é que várias conseqüências se apresentarão, decorrentes das operações telúricas em perspectiva, sendo uma delas naturalmente a partida de alguns milhares de almas da Terra para o Espaço, mas isto em nada as prejudicará, como o Senhor Jesus já declarou em Mensagem anterior. As almas que vierem a desencarnar por efeito dos acontecimentos em perspectiva, podem estar certas de serem recebidas e carinhosamente acomodadas nos planos vibratórios a que pertencerem. Todas estas almas receberão no Alto uma promoção em sua escala espiritual, promoção que talvez não alcançassem se permanecessem no solo terreno por mais algumas dezenas de anos. Isto sucede em face das leis espirituais que sempre funcionam para premiar e jamais para prejudicar a quem quer que seja. Ademais todas as almas que vierem a desencarnar por efeito das operações telúricas em andamento já desceram a à Terra com esse destino assinalado em sua carta-de-vida, do que bem se certificarão ao regressarem ao mundo espiritual.

O Senhor Jesus deseja, pois, tranquilizar a todos os homens e mulheres neste particular, assegurando a todos que as Forças Superiores estão preparadas para atender e socorrer a quantos vierem a se encontrar envolvidos nos acontecimentos. Entre estes acontecimentos capazes de ceifar numerosas vidas, um se encontra que o Senhor Jesus está procurando evitar a todo custo, que seria um novo conflito armado entre várias nações.

Os governantes dessas nações estão sendo advertidos pelo Senhor para que reconsidere cada qual as suas responsabilidades e trate de procurar solucionar seus problemas por meios pacíficos. O Senhor Jesus alimenta fundadas esperanças de que a paz não seja alterada mais uma vez, do que poderiam resultar bem sérias conseqüências para os responsáveis por sua alteração. Devem capacitar-se os homens responsáveis pelos destinos das nações, que as Forças Superiores também denominadas a Divina Providência, podem embargar-lhes o passo se essa medida se tornar necessária para evitar novos conflitos armados. 

Uma das medidas neste sentido é retirar do corpo as almas que persistirem em atitudes guerreiras contra outras nações, medida já posta em prática pelas Forças Superiores com resultado satisfatório. Fiquem certos os governantes de todas as nações do mundo que sua permanência no corpo poderá depender de sua linha de pensamento e ação à frente do seu posto na Terra, a quem as Forças Superiores, isto é, a Divina Providência, nega o direito de fazer guerra a outras frações da população terrena.

É necessário considerar o direito à vida a todas as almas encarnadas viventes em todas as nações da Terra, não sendo lícito a determinados governantes lançar essas almas na fogueira de uma guerra desnecessária e cruel. Meditem nisto todos os homens ocasionalmente responsáveis pelo governo de todas as nações, e certamente encontrarão meios de se harmonizarem com os demais governantes por meios pacíficos como o deseja o Senhor Jesus. Considerem os homens de governo onde quer que se encontrem, que sua ascensão a esses postos pode ter-lhes sido concedida como uma espécie de teste ainda necessário em sua vida espiritual, e isso lhes bastará para encontrarem sempre meios de entendimento harmonioso com os demais governantes.

Cessaram os tempos em que a Divina Providência concedia aos governantes terrenos a liberdade de se conduzirem a seu belprazer em suas tarefas de governo, motivo pelo qual tantos conflitos se realizaram na Terra com grave prejuízo para milhares ou milhões de vidas neles sacrificadas. Esses tempos cessaram completamente e novas maneiras de governar estão sendo trazidas à Terra, graças à deliberação da Divina Providência de intervir quando se tornar necessário a fim de manter a paz na Terra.

Se, por conseguinte, a Divina Providência verificar a iminência da deflagração
de um conflito armado em prejuízo de milhares de vidas que nele pereceriam, preferível será chamar ao mundo espiritual o governante ou governantes responsáveis, e com isso contribuir para a manutenção da paz entre as nações terrenas.

Bom seria que estas palavras do Senhor chegassem aos ouvidos de todos os chefes de governo para que sobre elas meditassem, e nelas se inspirassem em suas deliberações. Quem são, afinal, os chefes de governo das nações terrenas? O Senhor Jesus esclarece que são almas que vieram à Terra com o propósito de se engrandecerem espiritualmente à custa de um esforço pelo trabalho e pela oração à Divindade. Pelo trabalho, as almas adquirem os valores necessários à sua manutenção e à dos seus familiares, cujas almas a Divina Providência lhes confiou para encaminharem na Terra. Pela oração, as almas encarnadas mantêm-se diariamente em contato com a Divindade e d’Ela recebem as luzes e bênçãos em que suas orações se transformaram. Estes são os verdadeiros objetivos da vinda das almas à Terra em todos os tempos, passados e presentes. 

Ocorrendo que determinadas almas encarnadas sejam chamadas por seus concidadãos ou pelo próprio empenho a assumirem as tarefas de governo de uma nação, esse fato de logo se vinculará à sua evolução espiritual, podendo contribuir para ascender alguns degraus de sua escala espiritual, ou, lamentavelmente, para regredir, enegrecendo o seu diadema, se o empenho de suas tarefas se afirmar por atos incompatíveis com as leis do amor e da fraternidade. 

É por isto bastante melindrosa a situação de todos os governantes da Terra, muito especialmente se os maus conselheiros visíveis e invisíveis os levarem à prática da violência e da injustiça contra os semelhantes. Dizendo conselheiros invisíveis, o Senhor Jesus deseja referir-se a certos grupos de almas desencarnadas mal orientadas, que se aproximam dos homens de governo com o propósito de perdê-los se os mesmos se mostrarem acessíveis às suas idéias e inspiração. Existem sempre em torno dos homens com responsabilidade de governo Entidades bem orientadas, interessadas em os ajudarem nos seus problemas. Trata-se das almas mais ou menos evoluídas que viveram no país e muito se interessaram pelo seu progresso. Tais Entidades têm de ser atraídas pela oração dos governantes, e muito os ajudam por meio da inspiração de boas idéias. Mas existe igualmente outro grupo de almas desencarnadas, às quais interessa principalmente o fracasso do governante, e por isso tudo fazem para induzí-lo à prática de atos menos lícitos ou prejudiciais à coletividade. A única maneira do governante se precaver contra esse tipo de influências e apoiar-se na oração diária à Divindade, atraindo para junto de si o grupo de Entidades luminosas, desejosas de influir no acerto de seus atos de governo.
Tais Entidades embora desencarnadas, continuam a pensar com empenho no progresso da terra em que viveram, e se comprazem em inspirar os governantes acerca de quanto possa ajudá-los a bem se desempenharem de suas tarefas. Enquanto o grupo de Entidades evoluídas consegue influir lentamente em favor de uma boa administração dado o comedimento de sua ação junto aos governantes, o grupo perturbador emprega-se a fundo com suas idéias malsãs com o propósito de induzir o fracasso da administração e substituir o administrador. Isto acontece bem freqüentemente em várias nações onde os governos se incompatibilizam com os governados e terminam caindo do poder. Este fato pode ser traduzido em oitenta porcento dos casos, na falta da oração diária dos governantes à Divindade, deixando aberta a porta às influencias perturbadoras. Estas aproveitam-se do fato, e ei-las a conduzir os governantes pelo caminho errado ou mal escolhido, conduzindo-os à queda e afastamento do governo.

Bom será que os homens responsáveis pelo governo das nações tomem conhecimento do que aí fica, e passem a dirigir-se à Divindade ao fim de cada dia de trabalho, para que a Divindade se mantenha atenta aos seus atos e responsabilidades, inspirando-lhes a maneira correta de se conduzirem em suas difíceis tarefas.

O Senhor Jesus deseja que todos os homens de governo na Terra logrem a assistência e a inspiração da Divindade no desempenho do cargo que aceitaram com a promessa de tudo fazerem pela felicidade dos seus governados. Recomenda por isso a todos que se dirijam diariamente à Divindade, rogando Sua inspiração e ajuda para bem se desempenharem de suas responsabilidades. Aqueles que assim procederem certos podem estar de cumprirem até o fim o respectivo mandato e conquistarem o justo lugar no coração dos seus concidadãos.

O Senhor Jesus manifesta nestas linhas o seu grande desejo de ver os governantes das nações terrenas se desempenharem de seus encargos a inteiro contento dos seus governados, sobretudo se também se tornarem paladinos da paz na Terra. As almas que assim se desempenharem podem contar desde agora com o posto de destaque no mundo espiritual, ao serem chamadas de regresso. Nessa ocasião o Senhor Jesus terá a alegria de lhes testemunhar o Seu agradecimento, condecorando-as com um belo galardão de luzes espirituais.

Enviem esta Mensagem, sem qualquer encaminhamento ou comentário, aos Chefes de Estado de seus países, de preferência traduzida para o seu próprio idioma.