Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

terça-feira, 3 de setembro de 2013

114ª MENSAGEM DE ENSINAMENTOS ESPIRITUAIS Ditada pelo Apóstolo Thomé Em 11-7-1971 Rio de Janeiro - Brasil FATOS QUE NÃO PODEM SER TOTALMENTE EVITADOS – O ESCLARECIMENTO ESPIRITUAL DIMINUI O GRAU DE SAUDADE – O GRANDE BEM TRAZIDO À TERRA PELO ESPIRITISMO – APELO DO SENHOR JESUS ÀS RELIGIÕES TERRENAS


AS CIRCUNSTÂNCIAS que envolvem a população terrena, determinaram às Forças Superiores do mundo espiritual, ou seja a Divina Providência, a execução de diversas medidas em favor da melhoria das condições de vida das almas encarnadas. Uma dessas medidas, já o sabeis todos vós leitores destas Mensagens, é a ampliação das áreas de cultivo agrícola para suprir de alimentos uma população de quase duas vezes a atual. Esta medida foi estudada em seus mínimos detalhes no mundo espiritual, e seus executores se encontram à postos na profundidade do solo terreno, preparados para deflagrar as cargas magnéticas nos postos em que as mesmas devem produzir os necessários efeitos na superfície. Esses efeitos, já o sabeis igualmente, consistirão na demolição das elevações montanhosas inteiramente inúteis até o presente, as quais as operações magnéticas transformarão em áreas cultiváveis pelo homem. Desta maneira a superfície útil do mundo terreno deverá crescer de um terço da atual ou um pouco mais. O homem por sua vez se encarregará de preparar outras áreas para o mesmo fim, elevando assim o volume da produção de alimentos ao nível desejado para suprir toda a população dos próximos séculos.

Estas medidas tornaram-se necessárias em face do número de almas que necessitam de voltar à Terra numa nova encarnação de aprimoramento espiritual, dado o seu já longo estágio nos planos do Além. Examinadas como foram as circunstâncias atuais da Terra, e verificada a insuficiência das suas áreas cultiváveis em toda a circunferência do planeta, foi então empreendida pela engenharia espiritual a operação transformadora já iniciada em várias regiões.

Poderá alegar alguém que tais operações têm atingido cidades e povoações onde não existem áreas a ampliar, e ali sacrificando algumas centenas de vidas. O Senhor Jesus esclarece a propósito que os efeitos das operações levadas a cabo na profundidade do solo estão sujeitos a se manifestar num círculo de várias milhas, envolvendo povoações tranquilas com algum sacrifício de vidas. Isto pode suceder exatamente com o objetivo de localizar os pontos que devem ser atingidos pelas cargas magnéticas deflagradas na profundidade do solo, envolvendo algumas povoações situadas nessas áreas. O fato não pode ser totalmente evitado, dada a extensão dos efeitos produzidos pelas descargas magnéticas. As almas, porém, que forem atingidas e se separarem do corpo por efeito dessas descargas, serão recebidas e conduzidas ao mundo espiritual com o máximo de carinho, e ali recompensadas dos dias, meses e anos que deixaram de viver no solo terreno. Muitas destas almas, a maioria talvez, são desde logo preparadas para uma reencarnação muito próxima, a fim de prosseguirem no seu aprendizado terreno.

As Forças Superiores concedem prioridade de reencarnar a todas as almas vitimadas pelos fenômenos telúricos, para que completem numa próxima encarnação os conhecimentos e experiências interrompidos violentamente.

O Senhor Jesus acompanha de perto os fatos e acontecimentos que se processam em todas as regiões do planeta, desejoso de confortar Ele próprio as almas que forem desencarnando em conseqüência desses acontecimentos. Manda, porém, escrever, o Senhor Jesus, que tudo o que agora acontece faz parte da própria vida das almas, e só acontece para a felicidade e progresso de todas elas. A vida das almas encarnadas tem de estar sujeita a toda espécie de fenômenos ocorridos no solo terreno, como parte inseparável da vida terrena. O que se torna absolutamente necessário à felicidade e bem-estar das almas encarnadas, ou seja a todos os homens e mulheres, é a sua ligação constante, permanente, com a Divindade através da oração diária na hora de deitar, para que a Divindade se inteire da existência dessas almas no corpo e onde se encontram, para o envio da necessária proteção e ajuda. As almas que assim procederem por hábito diário podem viver sua vida na maior tranqüilidade, aconteça o que acontecer, porque a Divindade delas se encarregará. 

A circunstância, por conseguinte, de algumas ou muitas almas interromperem sua encarnação por motivos supervenientes em nada as prejudica nem altera a sua marcha para o progresso espiritual uma vez que lhes está reservada uma justa recompensa pelo fenômeno verificado. Uma vez conscientes do exposto, devem as almas encarnadas tratar de viver a sua vida dentro dos preceitos da mais pura moral e dando sua maior atenção aos deveres espirituais, dentre eles o contato necessário com a Divindade, e afastando toda preocupação quanto ao que possa ocorrer à sua volta. Desencarnações
inesperadas sempre ocorreram em todos os tempos, inclusive com muitas das almas atualmente encarnadas, do que nenhuma delas conserva a menor recordação. 

Sendo a vida infinita como efetivamente o é, os acidentes que vierem a ocorrer agora ou durante os milênios do futuro, em nada modificam a caminhada das almas para a perfeição. Adquiram, pois, toda a tranqüilidade espiritual enquanto na Terra, e confiem à Divina Providência a tarefa de as preservar dos males que porventura as envolverem, e de as conduzir pelos caminhos retos e seguros.

De todos os perigos que podem atingir ou assaltar as almas encarnadas, só um existe a temer, pelo mal que do mesmo poderá resultar para sua felicidade. Este perigo reside no afastamento das almas do necessário contato diário com a Divindade, ficando privadas de sua divina proteção da Divindade, tudo de mau pode ocorrer às almas encarnadas. 

Quanto a outros perigos oriundos de fatos e acontecimentos verificados na Terra, não provocados pelas próprias almas, aconteça o que acontecer, nada as prejudicará ainda que dos mesmos resulte a sua desencarnação. Em tal caso, as almas são imediatamente recolhidas pelas Forças do Bem e conduzidas ao respectivo plano no Além, onde prosseguirão na sua vivência infinita. Infinita, sim, porque sendo as almas imortais, sua vivência se divide entre a encarnação no plano físico, mais ou menos de século em século, e seu estágio no mundo espiritual.

Sua maior ou menor dose de felicidade, por assim dizer, depende da sua maior ou menor ligação com a Divindade, que é a fonte inesgotável de amor, bondade, a envolver todas as almas do Universo.

Bem sabe o Senhor Jesus da alegação de muitos filhos da Terra, à saudade enorme resultante da partida de um ente querido para o mundo espiritual, interrompendo-se um grande afeto que não deverá ter fim. O Senhor Jesus conhece bem o fato, mas esclarece que as circunstâncias peculiares à vida de todas as almas encarnadas é que determinam que isso aconteça. 

Acrescenta o Senhor Jesus que à medida que as pessoas se esclarecem acerca das leis espirituais, diminuirá o grau de saudade deixado pelas almas que partirem, pela certeza de que continuarão a viver no plano espiritual de onde poderão acompanhar a vida daqueles que ficaram nos lares.

O estudo, por conseguinte, das leis espirituais, levará um grande conforto aos que ficaram nos lares habilitando-os a se entenderem com as almas que partiram. Dentro de poucos anos o conhecimento e a prática das leis espirituais se desenvolverá entre as almas encarnadas, permitindo-lhes receber a palavra dos entes queridos que partiram e continuam a viver a vida espiritual.

Consultem as obras espiritualistas já bastante difundidas e exercitem-se no manejo da psicografia em dias e horas pré-determinados, e verão como se tornará possível o contato entre os entes que partiram e os que ficaram nos lares. Esta prática, aliás, já se encontra atrasada de mais de um século, desde quando o Mestre Kardec concluiu a codificação do Espiritismo no Ocidente.

O Espiritismo, que é a ciência do intercâmbio entre as almas encarnadas e as desencarnadas foi trazido à Terra precisamente com a finalidade de promover o entendimento entre os dois planos, o mundo visível e o invisível, para a satisfação e conforto espiritual das pessoas viventes na Terra. Se bem que o estudo e a prática do Espiritismo já se encontre assaz difundido no Ocidente, seu desenvolvimento tende a abranger todos os países do mundo, pelo grande bem que proporciona a quantos dele se aproximam.

O estudo das obras espiritualistas tem o mérito de contribuir para o adiantamento espiritual das almas encarnadas, pelo esclarecimento que lhes proporciona acerca da vida no Além, e conseqüentemente, pela feliz orientação que lhes transmite quanto ao seu comportamento na Terra. O Senhor Jesus vem recomendando a todos os leitores destas Mensagens o estudo das obras espiritualistas com sincero empenho, pelo grande bem que seus ensinamentos transmitem a quantos as compulsarem. Mas o Senhor Jesus também conhece a razão do combate movido ao estudo das obras espiritualistas por parte dos religiosos de profissão, no cumprimento de ordens superiores. Trata-se aqui de preservar o patrimônio religioso do qual vivem muitos homens e mulheres na Terra, empenhados em manter na escuridão espiritual as almas de seus fiéis. Esse empenho, contudo, não terá poderes de impedir que a totalidade da população terrena se volte para as obras espiritualistas e nelas descubra a luz espiritual pela qual as almas vieram mais uma vez à Terra.

O Senhor Jesus deixa aqui o seguinte apelo às religiões terrenas: – Irmãos religiosos que tanto vos empenhais em combater as obras espiritualistas! Voltai-vos vós próprios para elas, estudai-as, e em seguida tornai-vos vós mesmos os seus pregoeiros! Com tal atitude, não só iluminareis as almas dos vossos fiéis adeptos, como granjeareis novas e maiores luzes para vós mesmos, e, como corolário desse esforço, recebereis um belo galardão de minhas mãos ao regressardes por vossa vez ao mundo espiritual! Fazei isso a partir de agora!