Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

122ª MENSAGEM DE ENSINAMENTOS ESPIRITUAIS Ditada pelo Apóstolo Thomé Em 8-8-1971 Rio de Janeiro - Brasil ELEVAÇÃO DE GRAÇAS AO CRIADOR PARA A SANTIFICAÇÃO DOS LARES – ENVIAR PENSAMENTOS DE AMOR E SOLIDARIEDADE MORAL ÀS POPULAÇÕES AFLITAS – CONSEQÜÊNCIA DOS PENSAMENTOS DE ÓDIO SOBRE QUEM OS EMITE


O SENHOR JESUS tem observado em Suas visitas freqüentes a todas as nações da Terra, os pensamentos de suas populações voltados exclusivamente para os assuntos relacionados com a prosperidade da matéria, na qual se concentram todas as atenções.

Os objetivos da vinda das almas à Terra, que representam em verdade o caminho da felicidade de todas as almas encarnadas, quase não são lembrados, por toda parte. Tem observado o Senhor Jesus que as religiões disseminadas no mundo terreno são muito pouco lembradas nos lares da maioria das populações, o que é uma pena, em face da necessidade de todos os homens e mulheres se espiritualizarem. Sim, estimados leitores; há necessidade e urgência mesmo, de que todas as populações da Terra se voltem para os verdadeiros objetivos de sua vinda talvez pela milésima vez à Terra, que não são absolutamente o enriquecimento de bens materiais que há de ficar na Terra, mas a aquisição de novas luzes espirituais para as suas almas. Bem sabe o Senhor que esse fato decorre da falta de ensinamentos espirituais por parte das religiões terrenas, a despertar o sentido da espiritualidade em todos os corações.

Mas também tem registrado o Senhor Jesus com alegria em muitos lares, um hábito de grande eficiência no sentido da fé, que é a reunião das famílias após a última refeição do dia, para elevação de graças ao Criador pelo alimento daquele dia. O Senhor Jesus apreciou com alegria tão belo hábito, sobretudo nos países do Ocidente, onde o chefe da família reunida eleva graças ao Criador secundado mentalmente por todos os membros presentes. Este belo hábito de todos os dias tem o mérito de atrair para o lar e a família as graças do Criador numa autêntica santificação dos lares que assim procedem. Trata-se no caso de um belo preceito religioso herdado das gerações passadas, e que muito enobrece as almas que dele participam.

Verificou ainda o Senhor Jesus com igual alegria e contentamento, que esses mesmos lares costumam rezar o terço nas noites de inverno que são mais longas na Europa, quando as famílias se entretém a fazer serão para aproveitar o tempo. Observou-se então o Senhor que um dos membros da família que encarrega de dirigir o terço, ao que os demais respondem com verdadeiro sentimento de religiosidade. Este belo hábito acarreta grandes compensações para as famílias que o praticam, no prosseguimento de uma tradição multissecular, atraindo para os membros da família as bênçãos da Divindade em suas atividades. Nas noites de verão, bastante mais curtas que as do inverno, as famílias cumprem apenas o preceito de dar graças à Divindade pelo alimento daquele dia, indo em seguida ao repouso do corpo. O Senhor apreciou devidamente este preceito pelo que o mesmo representa de religiosidade para as famílias que o praticam, o que acontece em quase todos os lares do Ocidente.

Nos lares do Hemisfério Sul já esta bela prática quase não existe, adotando cada criatura a sua própria maneira de agradecer à Divindade o alimento, proteção e graças recebidos nesse dia. É porém, ainda muito rara esta prática, havendo uma imensa maioria de pessoas que se entregam ao repouso noturno sem o menor sinal de agradecimento à Divindade, por tudo quanto usufruíram nesse dia. É da maior conveniência para cada ser humano estabelecer a sua maneira de testemunhar o seu agradecimento diário à Divindade pela proteção recebida, com o pedido de sua continuação para o dia seguinte. A Divindade aprecia verdadeiramente o reconhecimento das almas encarnadas num testemunho de gratidão que a todas enobrece. As almas que assim se habituarem podem contar com uma assistência e proteção espiritual em suas atividades diárias cujo valor só poderão avaliar devidamente ao regressarem ao mundo espiritual. Nessa ocasião hão de ter oportunidade de constatar de quantos precipícios foram desviadas pela ação da Divindade. Por tal motivo, e ainda pela iluminação decorrente da oração noturna à Divindade, é que o Senhor Jesus não se cansa de recomendar essa prática a todas as almas que cumprem mais uma encarnação na Terra.

Em seguida o Senhor Jesus deseja abordar outro tema igualmente importante para todas as almas que se encontram em nova peregrinação pelos caminhos terrenos. O Senhor menciona aqui nova peregrinação, dado que todas as almas encarnadas do presente já aqui estiveram vezes seguidas, através de muitos séculos decorridos, com os mesmos objetivos de sua presente encarnação.

Deseja então o Senhor Jesus referir-se à maneira pela qual costumam as pessoas encarar os fatos ocorridos no mundo, envolvendo a vida, haveres e felicidade das criaturas humanas residentes nas regiões atingidas. Em geral as notícias de fatos mais ou menos graves ocorridos a grandes distâncias não chegam a imprensionar as populações de outros lugares, as quais recebem tais notícias com toda a naturalidade. O Senhor Jesus deseja, porém, solicitar a todas essas populações distantes, um pensamento de amor e solidariedade para com as populações atingidas, o que, custando bem pouco a cada alma, irá produzir um grande alívio às almas atingidas pelos fatos noticiados. Explica o Senhor a propósito, que sendo a vida universal um conjunto de vibrações, das quais todos os seres se beneficiam, um pensamento de amor e solidariedade emitido por muitos milhares de seres humanos, dirigido à coletividade envolvida por acontecimentos extraordinários, tem o mérito de amenizar o sofrimento dessa coletividade e de recuperar os seus elementos. A vida humana é bastante sensível a todo tipo de vibrações mentais, tanto no bom como no mau sentido. Assim, se uma coletividade emitir pensamentos de amor e solidariedade em favor de outra em momentos de sofrimento, tais pensamentos reunidos constituem um poderoso lenitivo para as almas atingidas.

Estará sendo aplicado desta maneira o princípio de solidariedade humana que deve existir entre as populações de todas as regiões do mundo terreno, e isto muito as dignifica aos olhos da Divindade. 

O Senhor Jesus apresenta em seguida uma imagem capaz de traduzir o valor dos pensamentos de solidariedade acima referidos. Imaginai, estimados leitores, que se tenham esgotado os reservatórios de água potável de uma cidade em face de algum acontecimento telúrico nela ocorrido, ou em suas imediações. A falta deste líquido precioso estará levando a população a enorme sacrifício para atender a um sem número de necessidades. E imaginai em seguida que os pensamentos reunidos de toda a população restante do planeta, se transformasse nesse precioso líquido de que tanto carecesse a população da cidade envolvida pelos acontecimentos, e qual não seria a sua manifestação de alegria ao constatar o fato. Pois bem, estimados leitores; o conjunto vibratório constituído pelos pensamentos de amor e solidariedade emitidos em todo o mundo terreno, irá produzir na coletividade atingida pelos fatos, uma sensação de alívio e bem-estar só comparável à notícia de que seus reservatórios de água potável se encontram novamente cheios. Um sentimento de profunda alegria, tanto num caso como noutro, inundará todos os corações, levando-lhes uma paz e tranqüilidade de que muito necessitavam.

Toma aí boa nota disto, estimados leitores, para que assim procedais ao receberdes notícias de fatos ocorridos seja a que distância for, contribuindo com o vosso pensamento de amor e solidariedade para com os vossos irmãos atingidos pelo sofrimento. Fazei isto, pois, estimados leitores, e a Divina Providência vos recompensará generosamente do vosso ato.

Mas não serão beneficiados apenas os vossos irmãos a quem houverdes dirigido o vosso pensamento de amor e solidariedade em casos extraordinários. Partindo do princípio universal de que todo ato bom ou mau age de retorno sobre quantos o praticam, o que é uma verdade autêntica, a vibração mental que emitirdes em favor de uma coletividade de almas encarnadas no sentido de beneficiá-las, após produzir o desejado efeito, ela retorna ao ponto de partida para beneficiar no mesmo grau as almas que a emitiram. Isto explica a sensação de bem-estar que envolve todas as almas que procuraram emitir vibrações de amor e solidariedade a outras almas, perto ou distantes. É que tais vibrações sempre retornam à fonte emissora, beneficiando-a no mesmo grau da vibração emitida.

Agora o reverso da medalha, ou seja o fato semelhante no caso da emissão de pensamentos de ódio ou malquerença contra outras pessoas. A vibração emitida, após haver atingido o alvo e nele produzir o mal de que for portadora, também retorna à fonte emissora e nela produz o mesmo grau de maldade de que se acha impregnada. Disto se deduz o grande inconveniente de alguém tentar atingir mentalmente ao seu semelhante, enviando-lhe pensamentos de ódio ou malquerença, porque tais pensamentos só se desfazem depois de voltarem à fonte emissora. Se o alvo visado vier a sofrer algum dano moral em conseqüência do potencial vibratório recebido, o mesmo dano sofrerá a fonte emissora em face do retorno desse potencial vibratório. Assim esclarecida, a humanidade estará em condições de eliminar da superfície terrena um sem número de males que atingem numerosas criaturas, produzidos pela emissão de pensamentos malévolos de muitos seres humanos. 

E dizer-se que existem criaturas na Terra cuja atividade consiste em realizar certa espécie de trabalhos destinados a produzir efeitos maléficos em outros seres humanos! As almas que a tal espécie de trabalhos se dedicam, usando em geral a parceria de outras almas afins do plano espiritual próximo a Terra, ao desencarnarem irão defrontar situações bastante lamentáveis, conseqüentes do acúmulo de maldades por elas próprias construídas quando ainda no corpo. A lei de Causa e Efeito que existe desde muito antes da formação da Terra, vai encarregar-se de punir devidamente as almas que se afizeram à prática do mal como meio de vida, e aí delas, agora no mundo espiritual. Todo o mal praticado as espera nos mais baixos planos do mundo espiritual, onde as mesmas não encontram sossego nem amparo para o seu sofrimento. A prece sincera, e somente ela, ainda poderá proporcionar a essas almas alguns minutos de alívio.