Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

quinta-feira, 5 de março de 2015

Capítulo XXVI - Livro: Elucidário – pelo espírito de Paulo de Tarso através do médium: Diamantino Coelho Fernandes. Tal como no mundo terreno - Grande estrondo assusta a população - Caravana de curiosos partiu para o local – Alta cordilheira projeta-se no lago - Operação dirigida pelas Forças Superiores - Acontecimentos semelhantes esperados na Terra para breve





Aconteceu certa vez, milênios decorridos, estar a população de um determinado mundo na expectativa de acontecimentos surpreendentes, em face de certos avisos nitidamente percebidos, de que o seu mundo iria acabar, desintegrando-se na imensidade do infinito. Essa expectativa da maior ansiedade para toda a população prolongava-se já desde muitos anos, fazendo com que, com o decorrer do tempo, ela fosse abrandando, diluindo-se até ficar em parte esquecida pelas gerações mais recentes.

Os avisos difundidos, contudo, eram verdadeiros porque realmente algo teria de acontecer àquela esfera dentro de um período maior ou menor. Havia sido planejada pelas Forças Superiores uma grande modificação nas condições de vida na referida esfera, tal como está acontecendo ao mundo terreno, e era imprescindível prevenir sua população acerca dos fatos em perspectiva. O estado evolutivo da grande maioria dos habitantes daquele mundo era um pouco inferior ao da atual população da Terra, havendo por conseguinte uma grande dificuldade em fazê-los compreender o real objetivo dos avisos difundidos por toda a sua superfície. Foi deliberado anunciar-se o próximo fim daquele mundo em vez das modificações a operar na sua estrutura, por ser a notícia que mais fundo calaria no coração dos habitantes, levando-os à prática de atos preparatórios de sua partida pela morte de todos, e isto ajudaria bastante o trabalho de recuperação das almas que viessem a desencarnar. Assim deliberado, assim se fez. Apareceram por toda a parte Entidades reconhecidas pela maioria da população, anunciando-lhes, em palavras perfeitamente audíveis, o próximo fim daquele mundo pela desintegração lenta, havendo por isso a maior conveniência em que a população inteira se preparasse para o acontecimento, porque estava escrito que ninguém permaneceria em sua superfície.

Estes avisos lograram impressionar profundamente os habitantes da esfera em referência, por serem difundidos por Entidades nela veneradas por todos como homens que muito se destacaram por seus feitos em benefício de todos, a maioria dos quais eram venerados como mestres, instrutores e santos, para mencionar títulos designativos de fácil compreensão dos leitores. Os homens do governo, os líderes da população, os seus clérigos e quantos possuíam uma parcela de autoridade, passaram a promover reuniões públicas onde compareciam algumas das Entidades espirituais incumbidas de preparar a população para aceitar o fim do planeta com demonstrações de tranqüilidade e fé na sua salvação como almas que eram, e por isso sua existência era infinita, eterna, e dali seriam retiradas para outros planos onde nada lhes faltaria. O assunto era exposto pelas Entidades e pelos promotores daquelas reuniões com muita propriedade, sendo aceito sem reservas por todos os ouvintes, e levado por estes para seus lares e daí propagado aos que não podiam comparecer.

Em resultado da excelente pregação que era difundida por toda a parte, foram desaparecendo gradativamente da população em peso, todas as idéias malsãs até então existentes, para dar lugar à consolidação da idéia mater em todas as mentes, a respeito da necessidade de entendimento sincero entre todos, mútuo auxílio e cooperação fraterna como preparação necessária à perfeita salvação de todos.

Citavam as Entidades espirituais em seus avisos a necessidade absoluta de que todos deixassem naquele mundo toda espécie de ambições de grandeza e prepotência sobre os demais, porque tais sentimentos, por demasiado densos, impediriam as almas de se elevarem do solo, o que resultaria na sua desintegração juntamente com a esfera em que viviam. Esse plano de trabalho havia sido longamente meditado no Alto, devendo a sua aplicação atingir todos os objetivos visados, em beneficio de quantas almas teriam de ser preparadas, cientificadas, e por fim conduzidas ao espaço sideral.

Concluída a campanha preparatória em seus mínimos detalhes ao longo de muitos anos, meio século talvez, foi dado início aos trabalhos transformatórios do planeta em referência para introduzir em seu solo condições julgadas necessárias ao bem-estar dos seus habitantes. Esses trabalhos foram iniciados no centro do planeta por meio da colocação de elementos apropriados à produção dos efeitos esperados em sua superfície, em grande parte muito semelhantes aos que se processarão nesta vossa pequena esfera.

Lá, como aqui, havia grandes áreas inteiramente inaproveitáveis pela população, as quais necessitavam de ser revolvidas em profundidade. Para esse fim é que os trabalhos fundamentais eram iniciados no centro do planeta, e daí dirigidos técnica e cientificamente às regiões por eles visadas. E eu me permito relatar-vos o que sucedeu em determinada região nas condições citadas. Tratava-se de longa cordilheira bastante pobre de vegetação, desprovida de qualquer utilidade para a população, visto não ser sequer utilizada para pastagem do gado de qualquer espécie. Tal cordilheira marginava um lago imenso que, por sua localização em região desabitada, nenhuma utilidade oferecia também aos habitantes dessa esfera. Foram por este motivo incluídos, tanto a cordilheira como o lago imenso, no plano transformatório do mundo em referência. Certa madrugada a população distante desta região acordou assustada com o estrondo que todos ouviram e sentiram estremecer o solo em derredor. O que terá sido, o que terá acontecido, será então o fim do mundo, todos se indagavam, preocupados, decidindo reunir-se uma vez mais em prece de socorro para todos. Vinte e poucas horas mais tarde um novo grande estrondo abalava fortemente o solo, sem contudo causar qualquer efeito na região habitada. É que o epicentro do acontecimento se encontrava a muitos e muitos quilômetros de distância. Passados os primeiros dias após o fato, e nada mais se ouvindo nem sentindo, os habitantes dessa região se acalmaram e voltaram aos seus trabalhos normais. Concluíram que embora o seu mundo tivesse sofrido um grande abalo repetido, não tinha acabado, uma vez que tudo continuava em paz à sua volta.

A curiosidade que é humana e universal, e se manifesta a mesma em todos os planos ou mundos do Universo, contribuiu decisivamente para o esclarecimento do fenômeno que acabo de referir. Uma caravana de curiosos se constituiu entre os habitantes da região que ouviu e sentiu os dois grandes estrondos, e partiu em direção à região em que se localizava a cordilheira e o lago imenso, desejosos de identificar o fenômeno ocorrido naquela direção. Partiu a caravana de curiosos preparados para uma longa excursão, munidos, portanto, do que necessário fosse para a sua manutenção e vivência por largo período de tempo. Partiram na caravana alguns homens melhor preparados técnica e cientificamente para apurar e registrar o que quer que fosse em relação ao que fora ouvido e sentido em sua localidade. Esses homens, aparentemente movidos por mera curiosidade, não teriam decidido só por si tão longa caminhada se não tivessem a incentivá-los no plano invisível as Forças Superiores para que fossem tomar conhecimento dos fatos que a todos tanto preocuparam. Partiram assim verdadeiramente decididos a observar e registrar os efeitos do fenômeno, para elucidação de toda a região em que viviam, quiçá do resto do planeta.

Decorridas aproximadamente umas três semanas do vosso calendário, a caravana regressava com alvoroço, a relatar o que vira, observara e documentara no local de sua excursão. Declaravam então os membros daquela caravana que não mais existiam as montanhas altíssimas que formavam a longa cordilheira dantes situada à margem do lago imenso que para nada servia, por se encontrar inteiramente encurralado entre montanhas. Repetiam os excursionistas, verdadeiramente eufóricos, o que haviam observado e documentado fotograficamente. Não mais existiam, nem a longa cordilheira nem o lago. Aquela, impulsionada pela força do tremendo terremoto, projetara-se sobre as águas do lago, aterrando-o quase de maneira completa, havendo agora uma planície gigantesca em processo de decantação. Verificaram os excursionistas que o deslocamento da cordilheira fez aflorarem das muitas nascentes a preciosa linfa que procurava encontrar caminho por entre os destroços das montanhas arremessadas em direção ao lago. E concluíram que a antiga região absolutamente inútil à população do planeta, seria de agora em diante, possivelmente, uma região fértil que era necessário aproveitar de imediato.

E assim se fez. Na região antes descrita, reunindo a cordilheira de montanhas altíssimas e o lago imenso, existem desde então extensos campos de grande fertilidade na produção de alimentos, tendo-se edificado em seus arredores um volumoso núcleo populacional, graças às operações transformatórias empreendidas pelas Forças Superiores no mundo referido.

Este é um fato apenas entre muitos outros que se registraram em numerosas regiões daquele planeta, todos coroados do mais completo êxito, tal como previsto fora no plano longamente meditado e pacientemente elaborado pelos Dirigentes Superiores desse plano de vida física.

Não necessitarei de dizer que o plano foi igualmente coroado de êxito na parte que diz respeito à condução das almas aí desencarnadas por efeito dos acontecimentos citados. Se na região que acima descrevi o processo telúrico não alcançou nenhuma vida humana pelo fato de ter ocorrido em local inteiramente desabitado, é preciso esclarecer que outros fatos semelhantes se verificaram em locais mais ou menos povoados, em cidades inclusive, onde a colheita de almas necessitou de grande atenção e esforço para que nenhuma se transviasse. Muito ajudou o êxito deste tipo de operação espiritual, a circunstância da quase totalidade das almas viventes ter-se preparado para esperar o fim do planeta, purificando o quanto possível seus sentimentos e atos, com o pensamento firmado na sua própria salvação espiritual. Esta circunstância permitiu às Forças Salvadoras aplicarem sua força magnética atrativa, atraindo desta maneira as almas em sua vivência física, para o plano de vida espiritual respectivo.

Este breve relato, além de produzir em todos vós um grande desenvolvimento em vossos conhecimentos espirituais, serve para elucidar-vos acerca do que deve acontecer ao vosso pequeno mundo em tempos muito próximos, também necessitado de algumas transformações estruturais. Também se operarão na Terra deslocamentos em várias regiões por meio de processos telúricos, com objetivo idêntico ao registrado no planeta de que falei: aumentar as áreas de produção de alimentos para atender às necessidades de uma população algumas vezes maior do que a atual. Se, por efeito desses processos, houver desencarnação de almas, como, aliás, está previsto, todo socorro já está providenciado para que nenhuma se desvie do caminho do Senhor, onde serão carinhosamente recebidas quantas tiverem encerrada sua vivência na Terra. Com a vantagem seguinte: como compensação do abalo porventura recebido em conseqüência dos fatos que provocaram sua desencarnação, as almas que assim partirem da Terra encontrarão a esperá-las um belo foco de luz espiritual como jamais terão imaginado, foco que se incorporará definitivamente ao seu diadema espiritual.

Eis aí caros leitores, um elemento a mais para vosso estudo e meditação sobre a grandiosidade da sabedoria divina, manifestada em todas as suas atividades envolvendo seres humanos e espirituais.


Louvores sejam dados, pois, ao Nosso Divino Mestre e Senhor Jesus por sua dedicação imensa e incontido amor aos seus guiados deste pequeno mundo que é a Terra.