Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

segunda-feira, 17 de julho de 2017

CAPÍTULO LIII – Livro: Corolarium – ditado pelo Espírito de Maria de Nazareth ao médium Diamantino Coelho Fernandes. Tratai de adquirir bens espirituais. — O Senhor acompanha atentamente as reações das almas encarnadas aos conselhos divulgados pelos seus emissários. — A prática do amor universal. — Intervenção do Alto no último conflito armado na Terra.




Gostaria de poder falar por este meio ao ouvido espiritual de todas as almas encarnadas na Terra, no gozo de uma encarnação que tiveram de aguardar muitos anos no seu plano do Além. Gostaria de poder dizer-lhes em palavras feitas de luz e amor, que tratem de adquirir o maior volume de bens espirituais que puderem, a fim de evitarem tantas decepções e desgostos que têm ocorrido a muitas e muitas almas no seu regresso ao mundo espiritual. Efetivamente, temos assistido chegarem da Terra ao fim de encarnações bastante longas, durante as quais de tudo cuidaram na Terra, menos do seu progresso espiritual, almas que tanto se haviam empenhado em vir à Terra em busca de maiores luzes, e no entanto regressam ao Alto de mãos vazias de bens do Espírito. É um espetáculo bastante triste para quantos o assistem, não restando nada mais fazer do que contemplar a tristeza das próprias almas que assim desembarcam no seu plano de vida espiritual. Para evitar espetáculos semelhantes é que eu desejaria poder falar ao ouvido espiritual das almas encarnadas, para lhes dizer que as encarnações são muito difíceis de conseguir, como foi dito em páginas anteriores. Eu diria tudo isto que venho escrevendo ao ouvido espiritual de minhas filhas e filhos encarnados, para que as minhas palavras nele se gravassem e ficassem orientando cada uma de vós, almas queridas.

Enquanto envolvidas pela carne na Terra, as almas em sua maioria costumam fazer da vida espiritual uma idéia muito diferente do que ela é, e por isso muito pouco se preocupam com a sua verdadeira vida, que não é esta que estão vivendo na Terra. A vida espiritual que é a verdadeira vida dos Espíritos em seus respectivos planos, é uma vida feita de luz e amor, envolvendo nesse amor toda a vida universal. Não existem na vida espiritual interesses particularistas tais como estes que cultivais durante a vossa permanência na carne. Na vida espiritual todas as almas alimentam um só e único interesse que é o de se engrandecerem nos trabalhos do Senhor, e ampliarem constantemente a sua luminosidade. Sendo a vida terrena, quando sinceramente vivida, um meio altamente eficaz de as almas poderem ampliar a respectiva luminosidade nas oportunidades que constantemente se oferecem para isso, decorre daí o empenho de todas as almas desencarnadas, de aqui voltarem com esse belo propósito. Mas eis que uma vez reencarnadas se esquecem desse belo propósito, em face da densidade do meio terreno, de ouvidos fechados também às influências espirituais que as cercam e acompanham a vida inteira. Há, felizmente, exceções a esta regra, e não poucas. Muitas almas aqui se encontram no cumprimento de tarefas recebidas no Além, e a elas devotadas com verdadeira sinceridade e amor. Temos a alegria de constatar o empenho de um bom número de almas encarnadas em dar o mais fiel cumprimento àquilo que no Alto prometeram às Forças Superiores, a despeito das grandes seduções da vida terrena em desviá-las desse propósito. Percorrendo as várias regiões do solo terreno como efetivamente temos percorrido em processo de investigação, temos tido grandes alegrias decorrentes do empenho de muitas almas em se manterem fiéis aos seus compromissos.

O final do século XX  assinalou, evidentemente, uma série de procedimentos em favor das almas encarnadas, que não existiam antes, e que continuam no início do século XXI. Tratando-se de uma fase decisiva para muitas das almas encarnadas, deliberaram as Forças Superiores presididas pelo Senhor Jesus, dirigir ao meio terreno esta Grande Cruzada de Esclarecimento, na tentativa de ajudar as almas presentemente encarnadas nos seus objetivos de maior iluminação. Esta Grande Cruzada está sendo cumprida por meio da palavra espiritual falada e escrita, da qual este volume faz parte por minha espontânea deliberação. Os efeitos benéficos produzidos pelos demais volumes recebidos por este instrumento, estão sendo colhidos no Alto com verdadeira alegria pelas Forças Superiores, havendo então fundadas esperanças no seu completo êxito. Se todas vós, almas queridas, vos dispuserdes a meditar um pouco nestas minhas palavras, haveis de chegar à conclusão de que as únicas beneficiadas com os conselhos, ensinamentos e advertências enfeixadas nos livros aqui mencionados, sois vós mesmas, pela direção correta que resolverdes imprimir aos vossos atos daqui por diante.

O Senhor Jesus está acompanhando de muito perto as reações favoráveis produzidas nas almas encarnadas pelos ensinamentos e conselhos difundidos através das obras do Irmão Thomé, de Paulo de Tarso e das Forças do Bem em Vida Nova, e tem registrado grande satisfação pela penetração que aquelas obras alcançaram até agora. São tão importantes os conselhos e ensinamentos enfeixados nas obras referidas, que o Senhor Jesus espera vê-las difundidas também em outros países, pelo grande bem que as mesmas levarão a todos os povos. O Senhor não alimenta, contudo, qualquer ilusão em relação ao juízo que adeptos de várias religiões possam despender a respeito de tais obras, dado que não tenham vindo à Terra por seu intermédio. Isto, entretanto, nada retira do valor que ditas obras possuem no encaminhamento certo das almas encarnadas, inclusive daquelas que porventura as recusem. Tudo quanto foi escrito pelos emissários do Senhor nas obras em referência é, por assim dizer, ouro espiritual do mais puro quilate, destinado a ornamentar o diadema de todas as almas.

Em nossos trabalhos de observação temos verificado com a maior alegria, leitoras e leitores das obras citadas, recomendá-las com empenho, ou mesmo emprestá-las a pessoas de suas relações, muitas das quais repetem tão bem o gesto, fazendo o mesmo a terceiros. É bem a imagem do precioso líquido se espalhando sobre a terra batida pelo calor dos raios solares, para ajudar o crescimento da boa planta. Em nosso caso, a difusão dos belos ensinamentos e conselhos através dos volumes já citados, pode ser comparada aos efeitos do precioso liquido, por sua ação altamente benéfica sobre as almas encarnadas, ajudando-as em sua trajetória em direção ao Senhor. Nós vos pedimos, pois, almas queridas, que procureis proporcionar às vossas almas amigas, um pouco da alegria usufruída com a leitura dos nossos livros, os livros da Grande Cruzada de Esclarecimento, inculcando-lhes sua leitura e meditação. Será este um belo trabalho que estareis prestando às Forças Superiores, minhas queridas, e que todas nós vos agradecemos.

Em seguida conversaremos um pouco sobre assunto inteiramente novo para todas vós, o que eu bem sei que ireis apreciar. Tratarei então do que nós no Alto denominamos a pratica do amor universal perante os nossos irmãos de outros planetas. Isto sucede constantemente, sempre que os Dirigentes de outros planetas necessitam do nosso apoio. O ato processa-se da seguinte maneira. Quando, por motivos vários, acontece algum planeta vizinho necessitar do apoio vibratório da Terra, para reforço do seu próprio em face de algum fato nele verificado, os Dirigentes espirituais do planeta apelam para o Senhor Jesus pelos meios de que dispõem, seja o seu serviço de comunicações habituais, seja pelo envio de uma Delegação de Almas com o propósito de expor a sua situação ao Senhor Jesus. Fatos dessa natureza podem ocorrer em todos os planetas habitados como a Terra, onde já têm ocorrido também, como, por exemplo, no decorrer das duas grandes guerras ocorridas no século XX. Em circunstâncias tais, as reservas vibratórias podem tornar-se insuficientes para ajudar o lado bom do conflito, isto é, as forças que se opõem às ambições do agressor, sendo então necessário apelar para a ajuda dos planetas vizinhos. Há bem poucos anos foi o Senhor solicitado por uma luminosa Delegação de Almas provindas de planeta próximo da Terra, no qual um terrível conflito se prolongava demasiado e era necessário extingui-lo. Necessitava-se de força magnética abundante para deter as hostes agressoras e encerrar o conflito sem mais demora. Fato bastante conhecido pela cúpula dirigente deste planeta, foi o mesmo atendido de forma a enviar o Senhor ao planeta vizinho todo o potencial requerido com a necessária presteza. Para esse fim reuniu o Senhor Jesus a sua corte de servidores de mais alto gabarito, a quem foi conferida a incumbência de processar a transmissão magnética solicitada pelo planeta vizinho. Para tanto, foram efetuadas no Alto, nos locais designados, concentrações mentais das almas estagiárias que duravam, em regra, de quatro a seis horas por dia, cujo potencial vibratório era dirigido através das várias torres magnéticas. Durante aproximadamente duas semanas este trabalho foi realizado com o êxito desejado, comprovado pelos Dirigentes espirituais do planeta vizinho, ao enviarem a mesma Delegação para agradecer ao Senhor Jesus a valiosa cooperação da Terra na extinção do terrível conflito de almas do seu planeta.

Vou tentar descrever aqui para o vosso conhecimento o processo por meio do qual pode um planeta socorrer a outro em casos graves, como sejam os conflitos armados infelizmente ainda existentes em vários planetas, a atestarem o grau de inferioridade moral dos seus habitantes. A maneira pela qual os Dirigentes espirituais conseguem atuar em favor da parte sã dos conflitos, assim designado o conjunto de forças que se opõem ao grupo agressor, é o apoio magnético projetado sobre a parte sã, inspirando-a em seus planos de defesa, enquanto se esgotam as forças contrárias em suas reservas magnéticas. Tal seja, porém, o potencial acumulado pela parte agressora, podem as suas forças exercer um tal domínio sobre o conflito, que estejam a pique de vencê-lo, para sofrimento mais ou menos longo do resto da comunidade. Em tal emergência torna-se necessário reforçar o potencial magnético das forças do bem, que são a parte sã do conflito, potencial este que, como no caso citado, estava a caminho de exaustão no planeta nosso vizinho. Solicitada então ao Senhor Jesus a sua ajuda, que era a ajuda da Terra em favor da paz no planeta vizinho, foi esta concedida imediatamente e com tal eficiência, que ao cabo de duas semanas estava o conflito dominado com a derrota das forças do mal, que eram, no caso, as forças agressoras. Tal ajuda, embora possa parecer demasiado débil em face de sua invisibilidade, foi bastante poderosa, como acabei de dizer. Seu poderoso volume, constituído pelas vibrações de muitas mentes reunidas, e daí encaminhadas à Direção do planeta vizinho, tiveram o mérito de, de um lado, ativar o poder magnético das Forças do Bem no referido planeta, e do outro o de dominar o poder agressivo das forças do mal, que logo entraram em decadência até à derrota completa.

No vosso mundo ainda recentemente, deveis estar lembrados, teve lugar um grande conflito armado, o segundo do século XX, movido por uma força agressiva no propósito de dominar o mundo com o seu maléfico poder. Aqueles que aqui se encontravam viveram sérios momentos de apreensão ante o avanço constante das forças agressoras por toda parte. Essas forças contavam com grande potencial magnético, advindo de um plano muito próximo do solo terreno, habitado por forças maléficas ligadas aos dirigentes das forças agressoras. Quando as Forças Superiores do mundo terreno verificaram a necessidade de ajudar a parte sã do conflito, aquela que tão vigorosamente se opunha às forças do mal, trataram então de suprir de potencial magnético aquela parte do conflito, ao mesmo tempo em que procuravam interceptar a corrente inspiradora dirigida às forças agressoras, procedente de elementos invisíveis muito poderosos, viventes naquele plano bem próximo do solo terreno. Interceptada aquela corrente inspiratória dirigida aos chefes das forças agressoras, ou forças do mal, começaram a rarear os êxitos guerreiros mais necessários à vitória, ao mesmo tempo em que o lado são do conflito se firmava cada dia mais. O resultado, que não devia ser outro senão o que realmente se verificou, deveu-se, pois, à ajuda magnética substancial projetada pelas Forças Superiores sobre o conjunto defensivo do conflito.

Gostaríeis de saber, ao final deste relato, de onde terão vindo as poderosas vibrações magnéticas utilizadas pelas Forças Superiores no segundo grande conflito mundial do século XX. Eu vos direi, em favor do vosso esclarecimento, que o enorme potencial magnético assim tão eficientemente utilizado, foi retirado de certa região deste País — o Brasil — para a qual o Senhor transportou há perto de meio século certos elementos antes depositados em algum ponto do Oriente. Esses elementos desde então transportados para este país, é que recebem e conservam as vibrações magnéticas produzidas pelas almas aqui encarnadas, precisamente para serem utilizadas em momentos como aquele em que se tornou necessário por um basta às forças agressivas do segundo grande conflito mundial. Deve isto servir de meditação para todos os chefes de povos na Terra, considerando que nem sempre o poderio bélico é suficiente para vencer um conflito, se o mesmo vier a pecar por falta de motivo justo, como acabais de testemunhar. As Forças Superiores conservam-se permanentemente atentas ao que na Terra se passa, reservando-se para intervir no momento oportuno em favor da justa causa, como tendes visto e assistido.

Falemos então, do poder magnético que todas possuís, minhas almas queridas. Se entenderdes de utilizar esse potencial em vosso próprio benefício, isto é, em vossas preces diárias ao Senhor, pedindo-Lhe a ajuda de que necessiteis para vencer os vossos próprios conflitos morais, podeis estar certas de que a recebereis, da mesma maneira que a receberam os nossos irmãos daquele mundo vizinho. Pedi, pois, e recebereis, almas queridas. Pedi com fé aquilo de que necessitardes, na certeza de que sereis prontamente atendidas.

Deixo-vos aqui a bênção que o Senhor vos envia por meu intermédio, e a minha própria que eu vos ofereço de todo o coração.