Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Capítulo XVII - Livro: Elucidário – pelo espírito de Paulo de Tarso através do médium: Diamantino Coelho Fernandes. Melhoramentos programados para o século XXI – Novos elementos de progresso surgirão na Terra - Missionários de serviço divino - Não há mais tempo para esperar - Tarefa das Forças Superiores - Meu objetivo real – Faculdades mediúnicas que valem tesouros



As Forças Superiores que dirigem e superintendem a vida humana neste plano físico, muito se têm esforçado desde os primórdios, no sentido de despertar na memória dos Espíritos aqui encarnados, muitos dos conhecimentos e experiências acumuladas através de suas vidas anteriores. Isto tem sido conseguido em parcela mínima em face da impenetrabilidade da carne às idéias espirituais, porém esta parcela mínima tem podido implantar no mundo terreno a vultosa série de melhoramentos que conheceis. Como não bastem os melhoramentos atuais às necessidades do progresso a ser alcançado por esta pequena esfera terrena, é que foram programados outros melhoramentos a serem implantados no decorrer do século XXI.

Verificaram igualmente as Forças Superiores ser imprescindível também uma modificação mais ou menos profunda na estrutura do planeta, onde existem há milênios grandes áreas inaproveitadas pela população. E para transformar essas áreas em campos férteis na produção de alimentos, ante o crescimento do número de habitantes que estão chegando a Terra, tornou-se também imprescindível promover uma transformação em profundidade. Com a transformação já em curso, não pequeno número de elementos de progresso irão surgir do solo terreno, onde se encontram ainda ocultos vários metais ainda desconhecidos da ciência humana.

É em face dessa transformação que o Senhor do Mundo planificou com as Forças Superiores a campanha de esclarecimento da população terrena, para que a mesma não venha a ser tomada de surpresa ou mesmo de pânico, quando certos fatos se positivarem. Para esse esclarecimento de toda a população da Terra, o Senhor do Mundo destacou um elevado número de servidores, quase se podendo dizer que todos os seus luminosos auxiliares já se encontram no ambiente terreno com esse objetivo. A uns foi determinado o exercício da sua parte por meio da palavra escrita, como é o caso deste Espírito que vos fala, e também do luminoso Irmão Thomé, a fim de que, ficando registrada no papel e em livros, esta palavra possa servir ao maior número possível de nossos irmãos terrenos. A outros incumbe a tarefa de agir por meio da palavra falada em pequenos auditórios, o que também está sendo feito, para que, entrando pelos ouvidos, esta palavra iluminada pela origem e pela fé, possa permanecer na memória dos ouvintes. Sendo, entretanto, ainda muito reduzido o número de organizações espiritualistas onde os emissários do Senhor possam pronunciar-se, tornou-se necessário utilizar ao máximo o processo inspiratório, e este vem sendo desenvolvido de tal maneira, que os elementos mais categorizados de todas as religiões estão sendo já inspirados neste sentido com resultados apreciáveis. Não há tempo para maiores delongas no calendário dos acontecimentos telúricos que vêm por aí; não há tempo para esperar que este ou aquele filho de Deus na Terra resolvam aceitar ou não o que todos nós emissários do Senhor do Mundo estamos comunicando à Terra. Só há tempo de cada um lançar mão do único meio de segurança ao seu alcance que é o contato diário, fervoroso e sincero com as Forças Superiores, representadas na Terra pelo Senhor Jesus.

O que aí fica, todos vereis que constitui o assunto inicial e primordial de todos os capítulos, por constituir em verdade a razão e objetivo fundamental de minha presença junto a vós, leitores meus, através das páginas deste livro. E eu me considero imensamente ditoso em poder falar-vos por este meio, graças ao irmão que me serve de instrumento para isso, enviado à Terra pelo Senhor Jesus no fim do século XXIX, precisamente com a finalidade que hoje tão fiel e entusiasticamente cumpre. Ele é também, permiti-me dizê-lo, um dos luminosos servidores de Jesus há longos séculos, tendo feito parte do seu pequeno núcleo de servidores no início da era cristã. Já tem servido igualmente, e muito, à propagação pelo exemplo e pela fé, desta consoladora doutrina do amor e da fraternidade, possuindo como eu próprio, em seus arquivos espirituais, o registro de não pequenos sofrimentos de que foi alvo em duas, pelo menos, de suas encarnações, quando sentiu necessário dar testemunho da sua fé na doutrina de Jesus. Tendo voltado ao solo terreno com o objetivo desta grandiosa tarefa, é para nós outros motivo da maior alegria podermos constatar que a está cumprindo admiravelmente. Alonguei-me um pouco neste detalhe, com um objetivo diferente do que possais imaginar, ao referir-me assim ao meu intermediário. Meu objetivo real, verdadeiro, é o de despertar em cada um de vós leitores meus, a idéia de que podereis ser também portadores de missão de serviço divino igualmente grandiosa, e vos preocupeis em desempenhá-la da melhor maneira ao alcance de cada um.

O mundo em que viveis, porque vos foi designado para aqui desenvolverdes as vossas faculdades latentes, de instrução, cultura, progresso e elevação moral, a fim de que possais todos vós tornar-vos a seu tempo novos e eficientes mensageiros das Forças Superiores onde quer que possais desempenhar tarefas dignificantes, o mundo em que viveis, dizia, não tem limites no seu progresso evolutivo, assim não têm os Espíritos que o habitam . E assim sendo, aqueles dos habitantes que quiserem cooperar com a sua parte nessa grandiosa tarefa, bastar-lhes-á tratar de desenvolver aptidões e faculdades que já possuem para ajudarem as Forças Superiores nessa tarefa dignificante.

Poderá parecer a alguém menos preparado ou esclarecido, que sendo as Forças Superiores a própria grandeza e poder espiritual a dirigir e superintender a vida terrena, não estejam a precisar do concurso dos Espíritos aqui encarnados. Equivocado estará porém, quem assim pensar, e eu explicarei por quê. Às Forças Superiores incumbe a tarefa essencialmente espiritual da projeção de idéias de harmonia e progresso sobre o ambiente terreno, inspirando os homens e as mulheres a respeito do que realmente convém ao progresso espiritual de cada um. Incumbe, igualmente, às Forças Superiores, evitar por meios que lhes são próprios, que certos acontecimentos se positivem ou se prolonguem quando contrários ao bem-estar e à felicidade de quantos neles estejam envolvidos. Isto é tarefa permanente das Forças Superiores que se cumpre dia e noite em toda a superfície terrena. Se, entretanto, aquelas Forças necessitam de remover, por exemplo, pequeno obstáculo material, ainda que ele seja uma pedrinha ou uma palha, para o cumprimento necessário de sua tarefa, elas têm de recorrer ao concurso dos elementos encarnados porque também são matéria, sem os quais o obstáculo não poderia ser removido. Para esse fim é que nascem constantemente no solo terreno Entidades portadoras de aptidões e faculdades mediúnicas já devidamente preparadas para exercer determinada função no tempo próprio. Quantos de vós, leitores meus, não sereis portadores de faculdades mediúnicas notáveis? Podereis acaso dizê-lo? Certamente não podereis responder pela negativa, se ainda não as experimentastes. Eu, porém, vos afirmo com todo o fundo de verdade, que aqueles em cujas mãos se encontrar este livro, já trouxeram ao reencarnar, faculdades mediúnicas que valem tesouros, e que serão capazes de proporcionar aos seus portadores aquele belo e valioso galardão que Nosso Senhor destina aos seus servidores na Terra.

O que fazer então? — perguntar-me-eis certamente. O que apenas haverá a fazer é, conforme já o sabeis, em primeiro lugar entrar em contato com as Forças Superiores por meio da meditação, e indagar delas qual a tarefa que estareis aptos a desempenhar no serviço divino, no ambiente em que viveis. A resposta à vossa indagação não se fará esperar, porque em verdade elas estão bem atentas ao pensamento de quantos filhos se lhes dirigem. Se o conhecimento da resposta à vossa indagação não se positivar de imediato em vosso cérebro, não tenhais dúvida de que o tereis a seguir ou mesmo nos dias subseqüentes. Muitas vezes isto sucede na conversação com um amigo ou conhecido, na qual as Forças Superiores procuram intervir para que de uma palavra ou de uma idéia surgidas nessa conversação, possa resultar o esclarecimento acerca do caminho a seguir no desempenho da missão de cada um no serviço divino na Terra. Esse esclarecimento surge não raro da simpatia manifestada ou apenas sentida pelo ser humano por este ou aquele ramo das práticas espiritualistas cristãs ao seu alcance, sendo isso uma indicação positiva de suas inclinações. O meio do qual me utilizo, por exemplo, para ditar estas páginas nas quais eu ponho toda a sinceridade do meu coração a serviço da vossa maior felicidade, é um meio bastante eficiente para praticar alguém belos atos a serviço de Jesus. Servir de intermediário de Entidades evoluídas que desejam falar aos irmãos encarnados a respeito de sua própria felicidade, é sem dúvida um dos maiores serviços à coletividade, cujos trabalhos serão sempre recebidos com o maior interesse, e muito mais destacado ainda para o futuro, pela simples razão de que Espíritos sabidamente endurecidos ou materialistas não reencarnarão jamais nesta pequena esfera. Tais elementos humanos que ainda os há em quantidade na Terra, não mais voltarão nessa qualidade. Ao desencarnarem proximamente, ou seguirão destino compatível com suas vibrações atuais, em direção a mundo inferior a este, ou ficarão estacionários no Alto pelo tempo necessário ao aprimoramento de suas idéias. Assim pois, qualquer palavra recebida mediunicamente na Terra, ditada por Entidades credenciadas pelo Senhor, será recebida com interesse e alegria por quantos a tiverem ao seu alcance. Podereis talvez desejar saber como identificar a palavra quando autorizada ou não pelo Senhor, e eu com satisfação procurarei esclarecer-vos. Preliminarmente devereis saber que tanto no Alto quanto na Terra existem Entidades (Espíritos) mais e menos desenvolvidos culturalmente, mas todos sinceros, honestos e bons na exposição de suas idéias. Se, por conseguinte, uma Entidade espiritual utilizar um intermediário terreno (médium) para transmitir conselhos à humanidade, só haverá que analisar a ordem desses conselhos. Se tal Entidade se apresentar em nome do Senhor Jesus, é óbvio que seus conselhos e ensinamentos se desenvolverão integralmente no sentido de contribuir para o aperfeiçoamento da alma humana, dentro dos princípios cristãos que todos conheceis. Qualquer que possa ser o nível da linguagem na qual se manifeste, o sentido de sua mensagem deve ser o mais puro e santo no encaminhamento de seus leitores para Jesus e para Deus. Ao contrário disso, porém, se a Entidade procurar manifestar idéias contrárias aos princípios cristãos concretizados no espírito de fraternidade e do amor ao próximo, então tratar-se-á porventura de alguma Entidade desautorizada, ou ainda em estado que lhe não permita dar conselhos aos seus irmãos encarnados.

Isso que aí fica é simplesmente uma maneira de poderdes ficar sabendo como se apresentam e como operam os seres espirituais que eventualmente se comunicam com os encarnados. Tendo todos previamente os cuidados de elevar uma prece ao Senhor ao dar início ao trabalho mediúnico, perigo não existirá de vir manifestar-se uma Entidade incapaz de bem desempenhar aquela tarefa. A prece terá o mérito de desanuviar o campo mental daquele que a faz, atraindo concomitantemente para junto de si o seu guardião espiritual, que não permitirá a utilização do vosso instrumento mediúnico senão por quem estiver autorizado para isso. Existe, contudo, uma única possibilidade de ser o médium enganado em casos tal: o caso em que o estado inferior da sua moral pessoal não permita a aproximação e utilização do seu instrumento mediúnico por Entidades evoluídas. Em casos tais, a própria mensagem falará por si mesma. O estado inferior da moral pessoal do médium, por melhor que o seu instrumento possa ser considerado, assemelha-se a qualquer instrumento musical, um piano, por exemplo, cuja desafinação por descuido ou mau uso do seu proprietário, o tornassem imprestável para a execução da desejada partitura. A afinação, no caso do médium terreno, consistirá então no abandono de todas as práticas condenadas pelos bons princípios de moral cristã, constantes dos dez mandamentos que bem conheceis, podendo restaurar de tal modo o seu instrumento, que o próprio Divino Mestre poderá vir a utilizá-lo. Eis aí, leitores e irmãos meus, o que me parece um excelente conselho para cada um de vós.


Colocai então o vosso instrumento mediúnico à disposição do Senhor, e Ele designará alguém em condições de utilizá-lo.