Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

5ª mensagem de ensinos espirituais - Livro: Nova Ordem de Jesus



Ditada pelo Apóstolo Thomé
Em 27-6-1970
Rio de Janeiro - Brasil

A PALAVRA AMIGA – NECESSIDADE DA ORAÇÃO DIÁRIA – O ENSINO RELIGIOSO – INFLUÊNCIA DO BRASIL NO PROGRESSO DA HUMANIDADE – ESPIRITUALIZAÇAO E FRATERNIDADE

NOSSO SENHOR JESUS agora instalado no solo desta grande nação brasileira, acompanhado de Sua luminosa equipe de assessores espirituais, espera poder falar ao coração dos homens e mulheres deste fim de século, a palavra amiga e compreensiva,
para que todos a ouçam e aceitem. O Senhor Jesus sempre se preocupou, e muito, com a vivência de todas as almas encarnadas na Terra, não apenas irradiando sobre elas as poderosas vibrações do Seu amor, como também destacando muitos milhares de Entidades altamente evoluídas para as inspirar e ajudar a vencer os obstáculos naturais da vida terrena. Chegados, porém à nova era, o Senhor Jesus achou conveniente vir Ele próprio instalar-se no solo terreno para melhor dirigir os trabalhos iniciados na Terra, destinados a modificar substancialmente a sua topografia.

Há urgente necessidade de liberar no mundo espiritual a reencarnação de vários milhões de almas ali estagiárias de longa data, para que possam alcançar novos progressos ao longo de uma encarnação do solo terreno. Examinadas, porém, as circunstâncias relacionadas com o problema alimentar desses novos milhões de almas, verificaram as Forças Superiores a carência de áreas suficientes para a produção de alimentos. Optou-se então pela conveniência de uma modificação substancial da estrutura do planeta, no sentido de transformar extensas áreas até agora improdutivas, em novos campos de produção de alimentos para a população terrena.

Eis porque certos fenômenos estão ocorrendo em algumas regiões do globo terrestre, como início de vários outros em preparo na profundidade do solo, destinados ao objetivo acima apontado. Deseja o Senhor Jesus dizer a propósito a todos os homens e mulheres do momento que passa, que o fato desses fenômenos importarem na partida inesperada de alguns milhares de almas que se encontravam na Terra, em nada as prejudica, segundo poderão imaginar as pessoas não atingidas. O Senhor Jesus deseja esclarecer que a circunstância de partirem inesperadamente para o mundo espiritual esses milhares de almas, somente as benefícia, porque lhes confere prontamente algumas onças de luz
espiritual que talvez não conseguissem alcançar ao fim de sua encarnação atual. E se, para sua maior felicidade, essas almas assim atingidas pelos fenômenos telúricos, tiverem adquirido o hábito de orar diariamente à Divindade, para que a Divindade soubesse que elas existiam e onde se encontravam, neste caso todas as almas ditas vitimadas pelos acontecimentos, só terão motivos de regozijo com a Divina Providência. Daí a recomendação incessante do Senhor Jesus a todos os homens e mulheres no sentido de que coloquem como um dos seus deveres principais a oração diária à Divindade, tão útil e necessária a todos, como o próprio alimento para o corpo, exatamente porque a oração à Divindade representa em verdade o alimento do Espírito enquanto na Terra.

Isto posto, deseja o Senhor Jesus entrar noutra ordem de considerações do maior interesse para todas as almas transitoriamente encarnadas. Deseja o Senhor referir-se nesta Mensagem ao que sucede no mundo espiritual às almas que regressam da Terra, onde apenas cuidaram da parte puramente material da vida terrena, com inteiro abandono da parte espiritual. É realmente de lamentar o fato de se presenciar a chegada de regresso da Terra a um número incontável de almas despreparadas para a vida espiritual,
por haverem esquecido na Terra o que antes aprenderam no Alto.

O Senhor Jesus, porém, conhece as razões desse esquecimento, do qual a culpa não recai inteiramente sobre as almas assim regressadas, mas especialmente sobre o tipo de ensino religioso ministrado pela maioria das religiões terrenas. Estas, preocupadas especialmente com a quantidade dos seus adeptos, deixam de ministrar aos mesmos os ensinamentos de ordem espiritual, e algumas até os combatem sob a alegação de inconvenientes. Por isso a grande maioria de homens e mulheres que freqüentam as religiões terrenas habituarem-se a cumprir apenas determinados preceitos propagados pelas religiões, com ausência total do sentimento de deveres para consigo mesmos perante a Divindade. É necessário, manda o Senhor repetir, que os homens e as mulheres se capacitem de que possuem eles próprios toda a capacidade de se dirigirem diretamente à Divindade, em todas as necessidades terrenas, e igualmente para ajudar os seus semelhantes se o desejarem.

Longe vão os tempos em que os homens sentiam necessidade de pedir a outrem para orar por si à Divindade, quando poderiam fazê-lo eles próprios. Esses tempos passaram e longe vão. Os homens do presente devem firmar em suas mentes que a ninguém precisam de recorrer para isso, e também que a Divindade muito aprecia e até agradece a prece de cada um, seja qual for a linguagem em que a façam. Isto porque não é a linguagem que importa na elevação da prece, mas unicamente o sentimento que a envolve. A Divindade recebe e traduz tal sentimento, tão claramente aquele que parte do homem culto como o expressado pelo homem destituído de instrução. O sentimento que dita e acompanha a oração à Divindade, é unicamente o que conta para Ela, e jamais a frase culta, burilada, proferida por certo número de criaturas. A prece deve expressar os anseios da alma em seu coração, em palavras simples, sem necessidade do uso de fórmulas pré-fabricadas. Sempre que o ser humano se prepara para orar, o seu pensamento se antecipa a esse ato, atraindo imediatamente as atenções da Divindade sobre si. Habituai-vos então, todos vós que vos encontrais em meio às lutas da vida terrena, a orar diariamente com simplicidade, fazendo à Divindade a vossa confidência como se o fizésseis ao vosso amigo mais íntimo, ou ao vosso próprio pai. Ficai certos disso e colhereis os mais excelentes resultados.

A presença do Senhor Jesus no solo terreno a dirigir estas Mensagens a quantos se encontram em condições de as entender e apreciar, vai determinar um grande avanço também no progresso desta grande nação, destinada como está ao desempenho de um grande papel no progresso da humanidade terrena. Sendo o Brasil um país guardado por milênios à vivência, da civilização humana, foi por isso preservado pelas Forças Superiores contra toda a sorte de ambições e conquistas pelos povos do Ocidente. Chegou, porém, o momento de longos séculos esperado para esta nação se tornar o ponto de apoio desejado pelas Forças Superiores, para daqui projetarem um novo e grande impulso a várias outras regiões da Terra. Instalando-se agora nesta grande nação
para dirigir os trabalhos da reforma da estrutura terrena, o Senhor Jesus, não só a preservará contra a cobiça e a maldade outros povos, como proporcionará aos brasileiros a pesquisa e descoberta de elementos que muito ajudarão o seu desenvolvimento como nação.

Uma condição apenas julga o Senhor indispensável ao progresso da nação brasileira, como seja a espiritualização do seu povo. A espiritualização de um povo atrai sobre a nação que habita as mais puras vibrações das Forças Superiores que do Alto a dirigem, para melhor a preservarem contra toda espécie de perigos existentes no mundo. A presença do Senhor Jesus no solo terreno ainda alcançará outros objetivos. Um deles será a compreensão por parte de todos os homens e mulheres, de que os seus irmãos não são apenas aqueles que vieram ao mundo no mesmo lar, filhos dos seus progenitores, mas todos os homens e mulheres que palmilham os mesmos caminhos da Terra, também como eles, em busca de maiores luzes espirituais. E aqui vai uma imagem que melhor vos elucidará. Imaginai um acampamento turístico estabelecido em determinada região aprazível, abrigando algumas centenas de almas que juntas partiram em caravana, para umas duas ou três semanas de recreio. Todas essas pessoas da caravana se conhecem e sabem que em qualquer das barracas do acampamento se encontram membros da caravana, os quais estimam como se seus irmãos fossem. Sabe cada membro da caravana, ocupante desta ou daquela barraca, que seus objetivos são idênticos, e por isso lhes facultará um ou outro objeto de que porventura necessite no momento. Haverá em todo o acampamento um só pensamento de viver o ambiente aprazível que a Natureza a todos proporciona, e jamais o sentimento egoístico predominante em todas as atividades da vida terrena.

Pois assim devem esforçar-se em viver também os homens e as mulheres do momento que passa, enxergando nos seus semelhantes um verdadeiro irmão, tal como o consideravam no mundo espiritual, antes de descerem à Terra. É desta maneira que os homens devem e podem contribuir para transformar o ambiente egoístico do mundo terreno num ambiente de pura fraternidade e amor, tornando o lapso de vida terrena num aprazível acampamento turístico semelhante à imagem precedente. Duas condições se tornam imprescindíveis à felicidade das criaturas que vivem na Terra: a fraternidade e o amor ao semelhante. Sem estas condições, a vida do homem na Terra continuará a ser um enredo terrível de circunstâncias adversas, tais como poderoso inimigos a espreitá-los em todos os seus atos, desejosos de o derrubarem se puderem, para que sofra duramente as conseqüências dos seus atos menos dignos. Mas essa errada forma de viver precisa terminar, e o Senhor Jesus veio instalar-se no solo terreno com esse objetivo. Vamos operar essa mudança?

Como o alimento para o corpo, assim é para o Espírito a oração fervorosa à Divindade.