Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

quinta-feira, 18 de julho de 2013

101ª MENSAGEM DE ENSINAMENTOS ESPIRITUAIS Ditada pelo Apóstolo Thomé Em 29-5-1971 Rio de Janeiro - Brasil MILHARES DE ENTIDADES GRANDEMENTE EVOLUÍDAS EM SERVIÇO NA TERRA – NÃO SUBESTIMEM O VALOR DA ORAÇÃO – ESTE SÉCULO ASSINALARÁ AS ALMAS MERECEDORAS DE PROMOÇÃO ESPIRITUAL – A DIVINDADE E OS MÉDICOS





A PRESENÇA DO SENHOR JESUS no ambiente terreno fez com que se deslocassem para a Terra alguns milhares de Entidades de grande evolução, a prestar a sua colaboração às almas encarnadas. Essa colaboração deve ser entendida no sentido de afastar do ambiente terreno o grande número de influências astrais que aqui permanecem a perturbar a tranqüilidade das criaturas que cumprem suas tarefas em busca de novas luzes espirituais.

Este trabalho das Entidades presta o duplo benefício de aliviar o ambiente terreno dessas influências negativas sobre as almas encarnadas, e de conduzir para os planos de luz as almas que se encontram perambulando pelas ruas das cidades e vilas em que viveram e desencarnaram. 

Conduzidas assim para os planos a que pertencem no Além, estas almas vão entrar no período de repouso que merecem, para em seguida se prepararem para nova encarnação quando receberem a necessária permissão para isso.

O Senhor Jesus deseja retirar do solo terreno todas as almas que aqui cumpriram suas encarnações e não se prepararam para regressar aos seus planos de vida espiritual, inteiramente voltadas para os interesses materiais. Isto acontece a um grande número de seres humanos que olvidaram compromissos assumidos no mundo espiritual ao partirem para uma nova encarnação esquecendo-se do seu contato necessário com a Divindade. 

O Senhor Jesus compreende bem o fenômeno bastante generalizado por todo o orbe, mas não pode impedir que o mesmo se verifique em face do livre arbítrio concedido a todas as almas encarnadas. Deseja, porém, o Senhor Jesus influir para que as almas cumpram os compromissos assumidos no Alto no seu exclusivo benefício, quando recomenda em Suas Mensagens a necessidade da oração diária à Divindade ao menos uma vez no momento de se deitarem. 

Desta oração um grande bem resulta para as almas encarnadas, visto como a sua oração logo se transforma em luz e esclarecimento de que muito necessitam todas elas. É grande, muito grande mesmo, o número de criaturas viventes na Terra que subestimam o valor da oração, e dela se afastam na suposição de sua pequena ou nenhuma influência em suas vidas. Puro engano este, porquanto sem a prática da oração diária suas almas se embrutecem e retornarão ao seu plano espiritual em situação deveras lamentável, quando não permaneçam no solo terreno por falta das necessárias condições para dele se elevarem. 

Isto acontece em regra a todas as almas que dedicaram a sua vida terrena ao cultivo dos interesses materiais, sem tempo para colocarem o joelho em terra no momento de se deitarem para elevarem a sua prece de agradecimento à Divindade por mais um dia vencido. Esta falta repercute bem desfavoravelmente na vida de todas as almas que se esquecem do contato necessário com a Divindade, resultando daí a perda da encarnação em que deviam angariar novas e maiores luzes.

Senhor Jesus deseja chamar à realidade as almas que assim procedem, dizendo-lhes que do seu comportamento numa encarnação é que vai depender a concessão de nova reencarnação por parte das Forças Superiores.

O Senhor Jesus aqui declara com certa satisfação que o ambiente terreno do momento é bem mais espiritualizado do que aquele encontrado pelo Senhor há dois mil anos, quando o materialismo predominava na maioria dos seres humanos. Declara, pois, o Senhor Jesus com satisfação, que uma notável evolução se registrou na população terrena, onde tem vindo reencarnar numerosas almas altamente evoluídas com a missão de orientarem as demais.

Este século, porém, deverá assinalar às Forças Superiores, quais as almas encarnadas merecedoras de promoção espiritual ao desencarnarem, de acordo com o progresso que houverem alcançado. Daí a necessidade de que todas empreendam um esforço decisivo em favor do seu progresso, quer dizer, em favor da sua iluminação espiritual. Esta porém, só se consegue por estas duas maneiras: por meio da oração diária a Divindade, e pela prática de obras meritórias aos semelhantes. A oração à Divindade deve existir em quaisquer circunstâncias, por se constituir na maneira mais rápida da iluminação da alma, e seu conseqüente esclarecimento em relação aos assuntos de sua vida terrena. 

As almas que adotam o hábito da oração distinguem-se facilmente na multidão de seres humanos pela luz que suas mentes refletem, visíveis às almas desencarnadas que as observam. Isto as distingue das demais, ao mesmo tempo que as preserva de certos fracassos que a outras sucedem. 

Aí fica nas linhas acima, uma das razões pelas quais o Senhor Jesus recomenda o hábito da oração diária a todas as almas encarnadas.

Em seguida o Senhor Jesus deseja esclarecer detalhes da vida terrena de muitas e muitas almas, talvez ainda não compreendidos claramente por algumas delas. Indaga-se por exemplo, se uma alma encarnada que abraçou uma profissão liberal como meio de subsistência, um engenheiro, por exemplo, que se dedica aos trabalhos de sua classe, tendo contribuído para a melhoria e progresso das condições da vida terrena, indaga-se se essa alma também necessita de orar à Divindade. Sim, é a resposta do Senhor Jesus. E o Senhor Jesus acrescenta que essa alma necessita como as demais da ajuda da Divindade na realização dos seus trabalhos, a fim de que os mesmos possam corresponder aos seus objetivos. Bem sucedidos serão em verdade, todos os profissionais que se lembrarem de pedir a ajuda da Divindade no início de suas realizações para que as mesmas sejam bem sucedidas. Uma prece elevada por um profissional ao dar início à sua obra, tem o mérito de atrair para a mesma a benção da Divindade, o que a tornará eficiente e duradoura. No caso particular do engenheiro, a quem incumbe a construção de numerosos empreendimentos destinados a perdurar, a elevação de uma prece, tanto na elaboração dos projetos como no início e durante a sua realização, associará as bênçãos da Divindade à obra, tornando-a eficiente e duradoura.

Muitos homens do passado que tiveram de empreender a construção de obras destinadas a perdurar, tiveram a feliz inspiração de pedir para as mesmas as bênçãos da Divindade, e o fizeram por meio da prece silenciosa partida do coração. Suas construções assim abençoadas pela Divindade atravessaram séculos, e várias delas ainda perduram. Perguntar-se-á então: e esses homens também necessitam de orar à Divindade na hora de se deitarem? O Senhor Jesus esclarece que a alma desses homens se sente imensamente feliz em orar à Divindade, tanto na hora de deitar como no início dos seus trabalhos, porque a presença e as bênçãos da Divindade constituem boa parte da sua vida. 

Estas almas encarnadas vivem a vida espiritual em seus corações e de tal maneira, que os seus pensamentos se voltam constantemente para a Divindade como uma constante de suas vidas. Estas almas podem ser consideradas almas verdadeiramente felizes porque em verdade o são.

Falará em seguida o Senhor Jesus das almas que escolheram a profissão de médico na Terra. Nestas almas a lembrança e os apelos à ajuda da Divindade existe talvez como em nenhuma outras. O Senhor Jesus tem observado com alegria as almas dos médicos dirigirem a sua prece mental à Divindade nos casos difíceis de sua clínica, mas especialmente nos casos de cirurgia. Nesta sua estada no solo terreno o Senhor Jesus tem visitado numerosos hospitais e assistido a vários casos de cirurgia. E tem constatado com a alegria a emissão de pensamentos dirigidos à Divindade pelos cirurgiões incumbidos de operar, pensamentos que a Divindade bem conhece e atende prontamente. O cirurgião que assim procede pode ter certeza de que as bênçãos da Divindade estarão presentes ao seu trabalho operatório, não apenas para inspirar e auxiliar como também para beneficiar o paciente. 

O Senhor Jesus tem constatado serem muito raros os casos em que o cirurgião esquece ou despreza as bênçãos da Divindade em seus trabalhos profissionais. A Divindade, porém, que tudo sabe e tudo vê, não falta com a sua misericórdia nesses casos, principalmente porque os pacientes sempre apelam para Ela ao se submeterem à operação.

A profissão do médico é considerada pela Divindade o mais alto grau do serviço divino na Terra, pela circunstância da preservação da vida das almas encarnadas. Por isso onde um médico comparecer a serviço da profissão, estará sempre com ele um emissário da Divindade com a missão de o inspirar e ajudar para o bom êxito de sua tarefa. E quando, porventura, o médico se esqueça de pedir a proteção da Divindade, o anjo bom que o acompanha já o fez, e as bênçãos da Divindade estarão presentes para favorecer o paciente.

Mas assim como os engenheiros e os médicos, todas as demais categorias profissionais lucrarão imensamente com seus apelos à Divindade para o êxito de seus trabalhos. O apelo à Divindade por meio da prece falada ou silenciosa (mental) facilitará a execução de todas as tarefas das almas encarnadas, havendo casos em que este apelo servirá para afastar influências negativas desejosas de contrariar os desejos da alma encarnada. 

O simples apelo à Divindade terá o mérito de afastar tais influências para que não perturbem os trabalhos empreendidos pelo homem ou pela mulher na Terra.

A Presença e as bênçãos da Divindade constituem boa parte de sua vida. Ao ir a um médico ou hospital, eleve uma prece a Jesus, rogando inspiração do tratamento necessário que ireis receber.


Rogue à Divindade para o êxito em seus trabalhos.