Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

21ª mensagem de ensinos espirituais - Livro: Nova Ordem de Jesus




Ditada pelo Apóstolo Thomé
 Em 22-8-1970 Rio de Janeiro - Brasil

TODOS VÃO NECESSITAR DO SENHOR – A TEMPESTADE APROXIMA-SE – PODEM SURGIR IMPREVISTOS – O MAU HÁBITO DE CRITICAR – OUTROS HÁBITOS CONDENÁVEIS – UM ENSINAMENTO DE GRANDE VALOR

A VINDA DO SENHOR JESUS ao solo terreno para uma permanência mais ou menos longa, tem o mérito de se encontrar o Senhor em mais estreito contato com as almas encarnadas, e melhor e mais rapidamente poder atender às suas solicitações. 

Deseja o Senhor Jesus fazer sentir a todas as almas encarnadas, ou seja a todos os homens e mulheres, que em nenhuma época do passado tanto necessitaram da presença e atendimento do Senhor. 

Vários acontecimentos se positivarão em todo este planeta terreno, e para vivê-los e vencê-los, lembrem-se:  todas as pessoas vão necessitar da presença e socorro do Senhor Jesus. Ele aqui está, portanto, para receber os pedidos e as vibrações das almas que necessitarem da ajuda do Senhor, onde quer que elas se encontrem.

O fato de o Senhor Jesus se haver instalado em solo brasileiro, não o impede de receber todos os pedidos e vibrações de qualquer outra região da Terra, e prontamente atendê-las como se fizer necessário. 

Para que isso aconteça com maior facilidade, recomenda o Senhor Jesus a todas as pessoas de todo o mundo que procurem manter-se em contato diário com a Divindade através da prece e da meditação, conservando com  isso perfeitamente limpo o seu campo mental. 

Havendo esse cuidado por parte das almas encarnadas, o seu campo mental irradiará facilmente as vibrações e pedidos de assistência espiritual, ajuda ou socorro, no momento em que dele possam necessitar.

Esta recomendação do Senhor Jesus assim repetida, tem o objetivo de firmar na mente dos leitores destas Mensagens a necessidade de se prepararem devidamente para enfrentar e vencer a tempestade que poderá desabar a qualquer momento.

Dizendo tempestade, o Senhor deseja significar tudo quanto preparado está para acontecer neste mundo terreno, e grandes abalos produzir por toda a parte. Assim pois, segundo o velho refrão de que “quem me avisa meu amigo é”, está o Senhor Jesus insistindo na necessidade premente de todas as almas encarnadas se voltarem desde já para a Divindade por meio de suas preces diárias não apenas para a aquisição de novas e maiores luzes, como também para que a Divindade saiba onde essas almas se encontram.

É comum ouvir-se de pessoas vivendo vida mais ou menos tranqüila, a declaração de que não praticam a prece diária a Divindade por julgá-la desnecessária em face da sua estabilidade de vida. Ainda assim a prece é necessária segundo a imagem seguinte: vai o viajor com o seu veículo pela estrada afora, inteiramente despreocupado porque tudo no veículo funciona a contento e ele conhece bem o caminho. 

Mas pode suceder que, por circunstâncias  eventuais, algo haja sucedido a certa altura, como, por exemplo, o aluimento de alguns metros do leito, formando-se um obstáculo a sua marcha. Se o viajor se encontrar devidamente preparado, ele enxergará de longe o obstáculo e freará o veículo a tempo, salvando-se possivelmente de morte certa. 

Em caso contrário ele poderá mergulhar com o veículo no precipício sem possibilidade de salvação. Transportemos a imagem para a vida espiritual das almas encarnadas, e melhor se compreenderá a razão da insistência do Senhor Jesus a respeito da necessidade da preparação espiritual de todas as almas ao longo de sua caminhada, a fim de se livrarem dos imprevistos que podem ocorrer a cada uma delas em sua marcha pelos caminhos terrenos.

O Senhor Jesus sabe muito bem qual o tipo e extensão desses obstáculos, e por isso se empenha em convencer a todos os homens e mulheres da necessidade de se comunicarem diariamente com a Divindade por meio da prece e da meditação. Desta maneira não poucos males e sofrimentos se evitarão a grande maioria das almas encarnadas, inclusive a preservação da vida terrena em face dos acontecimentos próximos.

Responsável que é o Senhor Jesus pelo rebanho humano recebido do Pai Celestial para conduzir e aprimorar moralmente, o Senhor Jesus, conhecedor como é do terreno em que o rebanho se encontra como que inteiramente às cegas, muito se empenha em indicar a melhor maneira desse rebanho se conduzir e poder alcançar a verdadeira meta de sua vinda mais uma vez à Terra.

Eis porque o Senhor insiste, não apenas na conveniência, mas na necessidade urgente da preparação espiritual de todas as almas encarnadas em face do que vem por aí. O assunto já está de tal maneira esclarecido e repisado, que o Senhor se dispensa de nele insistir, para se ocupar de outros não menos importantes. 

Tratará o Senhor Jesus em seguida do velho hábito existente por toda a parte neste planeta, de se entregarem as pessoas a comentar a vida de outras, pelo mero prazer de criticá- las. Semelhante hábito encontra-se catalogado entre a série de defeitos das almas encarnadas de longos séculos e milênios, do qual advém freqüentemente vários tipos de sofrimento para essas almas.

O fato de algumas pessoas se entregarem ao prazer de falar de outras, criticá-las em seus hábitos e procedimentos, em nada contribuindo para a felicidade de quem o faz tem o demérito de atrair perturbação e sofrimento para quem se entregar a esse tipo de passatempo. 

A lei mental estabelece nesses casos uma ligação muito estreita entre as pessoas que se divertem com tal passatempo, e aquelas que se criticam. Como se encontram por toda a parte entidades negativas em todo o ambiente terreno, aquelas que porventura se encontram junto às pessoas criticadas, costumam deslocar-se através da linha mental estabelecida pelas pessoas que de perto ou de longe se entregam à crítica, e a elas se encostam, seja para vingar as criticadas, ou seja para mudarem de ambiente. 

De uma maneira ou de outra, há sempre um sério inconveniente para quem se entrega ao prazer de falar da vida alheia, como costumais dizer na Terra. inconveniente esse que pode resultar numa enfermidade.

É por conseguinte recomendável o abandono de semelhante hábito que nada constrói de bom para aqueles que o praticam e muito poderá prejudicá-los. 

O Senhor Jesus tem observado agora de bem perto outro procedimento muito freqüente das pessoas que dispõem de tempo e recursos, para se entregarem à prática de atos desprimorosos e por isso condenáveis, em relação a outras pessoas que se encontram no desempenho de suas tarefas normais. 

Refere-se o Senhor ao que sucede constantemente entre criaturas jovens dispondo de recursos para se entregarem a prática de ações nada recomendáveis de tentar desviar dos seus afazeres outras cria- turas de boa formação moral, e atraí-las para o seu divertimento. O Senhor Jesus não deseja dar maior clareza ao assunto, estando certo, porém, de ser o mesmo compreendido tal como se encontra exposto. 

Deseja entretanto esclarecer que os recursos materiais desperdiçados inadvertidamente pelas pessoas de mentalidade ainda mal formada, irão fazer-lhes falta nos dias futuros, quando deles necessitarão. O futuro das pessoas assemelha-se à construção de um edifício de pedra e cal. Cada fração monetária desperdiçada representa um tijolo a menos nas paredes da construção, prolongando indefinidamente o seu acabamento.

Uma criatura ajuizada não desperdiçará os recursos que pode reunir, mas os aproveitará da melhor maneira em preparar o próprio futuro de tranquilidade e bem-estar. As criaturas que por ignorância ou desídia desperdiçam os recursos que a Divina Providência lhes colocou nas mãos, muitas vezes para as experimentar, dificilmente conseguirão levantar a sua obra terrena para o seu próprio bem.

A Divina Providência costuma experimentar de várias maneiras as almas encarnadas antes de lhes conceder a prosperidade material. Aquelas das almas encarnadas que falharem  no primeiro teste, poderão passar no segundo ou no terceiro, logrando então a ajuda da Divina Providência. 

Falhado, porém, o terceiro teste, terão essas criaturas de contar exclusivamente com os próprios esforços, e dificilmente conseguirão levantar o seu edifício terreno. Há por isso toda a conveniência em que as almas encarnadas estejam atentas desde tenra idade às oportunidades facultadas pela Divina Providência em prol de sua prosperidade. 

É este um ensinamento de grande valor para todos os jovens, o qual deveria ser-lhes ministrado pelos próprios pais, em palestras e conselhos oportunos. É necessário incutir na mente de todos os jovens certos princípios espirituais como este, por exemplo, com o que se evitará o desperdício de recursos que poderão faltar mais tarde na vivência de cada alma.

É uma recomendação que o Senhor Jesus transmite a todos os pais da Terra, no sentido de bem preparar os filhos para vencerem na vida. 

Deseja o Senhor Jesus esclarecer ainda, que ninguém nasceu na Terra para levar uma vida de pobreza e necessidade, vivendo em meio a fartura e prosperidade geral. Há certos princípios que podem levar as pessoas menos favorecidas pelo nascimento a alcançarem situações bastante cômodas e até de grande projeção no meio em que vivem, dependendo apenas do conhecimento de certos princípios espirituais que regulam a ascensão das almas encarnadas. 

Esses princípios constituem verdadeiras regras a serem observadas na vida de todas as pessoas, e se encontram ao alcance de quem desejar conhecê-las. Recomenda o Senhor Jesus em primeiro lugar a todas as almas encarnadas manterem ligação perfeita com a Divindade pelo processo  já  descrito, que é a prece e meditação diárias. 

O período de meditação tem uma finalidade ainda ignorada por muitas pessoas, que é a oportunidade mais propícia para as Forças Supe- riores inspirarem a mente das pessoas em estado de meditação, certas idéias e pensamentos de que estejam necessitando para o seu maior êxito no momento. 

Durante os dez, quinze ou vinte minutos da meditação, as Forças Superiores transmitem às pessoas em estado assim receptivo, as idéias que as ajudarão, não só a vencer possíveis obstáculos do momento, como também  aquelas que deverão frutificar na mente humana para lhe proporcionar o bom encaminhamento e a vitória nos seus empreendimentos. 

Poderá alguém supor que a recomendação do Senhor Jesus e a dos Seus emissários no sentido da meditação diária, seja apenas para que as pessoas se entreguem à sua prática como uma espécie de repouso da  mente. É muito mais do que isso. Durante os poucos minutos de meditação as almas encarnadas recebem idéias, conselhos, sugestões e ensinamentos que lhes permitem alcançar o maior êxito nos dois sentidos: material e espiritual.

Em apoio desta afirmativa será bastante referir que o fato de uma alma reencarnar, recebendo o seu invólucro carnal, retira-lhe da memória espiritual os fatos e registros nela existentes de outras vidas anteriores. E a melhor, senão a única maneira de as almas encar- nadas poderem recorrer aos seus arquivos espirituais é precisa- mente durante os minutos de meditação. 

Nesse estado receptivo, os seus Protetores invisíveis vão filtrando idéias, conselhos e sugestões que muito úteis se tornam para a alma que medita, dando-lhe assim como um roteiro a seguir em suas atividades materiais, de par com os conselhos e ensinamentos que se tornarem necessários ao seu comportamento espiritual. Eis aí ainda melhor explicado o sentido da meditação.

A meditação após a oração diária é a CHAVE que desenvolve as suas faculdades receptoras.