Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

24ª mensagem de ensinos espirituais - Livro: Nova Ordem de Jesus



Ditada pelo Apóstolo Thomé
Em 30-8-1970 Rio de Janeiro - Brasil

CHEGADOS SÃO OS TEMPOS DE FALAR CLARO – OS DOIS LADOS DA VIDA TERRENA – FRACASSO DE MUITAS ALMAS ENCARNADAS – A GRANDE VERDADE DA ORAÇÃO – SOBRE A PRÁTICA DO BATISMO – UMA AJUDA ESPECIAL DO SENHOR

PARA ESCLARECER devidamente os homens e as mulheres que se encontram na Terra vivendo mais uma etapa de suas vidas multimilenares, foi que o Senhor Jesus decidiu vir instalar-se no solo terreno e criar para isso esta Sua NOVA ORDEM.

Chegados são os tempos de falar claro a todos os seres humanos, esclarecendo-os da melhor maneira acerca dos deveres espirituais enquanto permanecem na Terra. 

Este esclarecimento muito há de contribuir para que homens e mulheres se inteirem devidamente de quanto lhes compete fazer em seu exclusivo benefício, antes de serem chamados de regresso ao seu lar espiritual.

Este esclarecimento devia ser ministrado pelas religiões estabelecidas na Terra, como meio de ajudar as almas encarnadas a bem se encaminharem em sua existência terrena. Como, porém, tal não tem acontecido, visto como os ensinamentos religiosos pecam por falta de clareza e até de verdade a respeito da vinda das almas à Terra, foi decidido no mundo espiritual vir o Senhor Jesus ao meio terreno para difundir quanto possa servir de esclarecimento às almas encarnadas.

Os tempos chegaram para que todos os homens e mulheres se informem com segurança acerca de sua vinda e permanência no solo terreno, no que diz respeito à vida espiritual de cada um. É muito grande infelizmente, o número de criaturas humanas que, por falta dos necessários esclarecimentos, vivem a sua vida exclusivamente no sentido material, preocupadas em acumular bens de fortuna.

É este um direito de cada uma destas criaturas, de trabalharem e progredirem materialmente, direito que lhes assiste e jamais alguém poderá contestar. A vida terrena tem, porém, dois lados ou aspectos: um de ordem terrena, material, e outro de ordem espiritual que foi o que favoreceu a presente existência das almas na carne.

Que as criaturas se esforcem em construir situações de prosperidade, de abastança, de fortuna, devem fazê-lo no uso do seu direito, mas que esse esforço não importe no esquecimento da realidade espiritual da qual fazem parte como almas em peregrinação na Terra.

Que todas essas almas devotadas ao acúmulo de bens terrenos não descurem o seu dever de se manterem em permanente contato com a Divindade por meio da oração e meditação diárias, ao se entregarem ao repouso noturno.

O mundo espiritual está repleto de almas que viveram numerosas encarnações na Terra, e jamais se lembraram ou se dispuseram a cumprir o sagrado dever de orar à Divindade, apenas preocupadas com o seu engrandecimento aos olhos dos seus contemporâneos.

O resultado dessa preocupação foi despedirem-se da Terra deixando vultosos bens de  fortuna para seus descendentes, enquanto regressavam ao Espaço numa pobreza de bens espirituais de causar dó. 

Essas almas surpreenderam-se com o fenômeno ao aportarem de regresso ao seu lar espiritual, onde apenas se inteiraram do seu fracasso como almas encarnadas. São muitos os milhares de almas em tal situação, restando-lhes somente o direito de orar e pedir perdão à Divindade, e prometer corrigir a falta na primeira encarnação. 

Esta não poderá vir tão cedo, conforme tem sido dito, por ser muito grande o número de almas estagiárias que necessitam de vir à Terra. 

Este esclarecimento do Senhor Jesus tem o objetivo de despertar, prevenir ou alertar os milhões de almas que se encontram na Terra naquelas condições, para que passem a cumprir o dever espiritual de orarem diariamente à Divindade em seu exclusivo benefício. 

O Senhor Jesus deseja repetir que a oração de cada alma é do seu exclusivo benefício, o que é uma grande verdade. E por quê? - poderá alguém perguntar. A resposta antecipada do Senhor Jesus a essa pergunta imaginária é que a Divindade, representada pelas Forças Superiores, como o próprio Pai Celestial, não necessitam, nem tampouco se beneficiam das orações proferidas pelas almas encarnadas ou desencarnadas. 

E cabe aqui o seguinte esclarecimento: as orações proferidas diariamente, uma, duas ou mais vezes pelas almas, são imediatamente transformadas em luz para elas próprias, acrescentada à que cada uma possua.

Esta transformação se opera automaticamente por determinação da Divindade, que apenas assiste a essa operação. E a recomendação do Senhor Jesus aqui freqüentemente repetida, de que todas as almas encarnadas criem o hábito de orar diariamente à Divindade, tem o objetivo de contribuir para a iluminação crescente de todas elas em seu exclusivo benefício. 

Claro fica, por conseguinte, que a oração seguida de alguns minutos de meditação diária ao deitar, resulta num grande benefício para as almas que oram. Isto faz parte integrante da carta-de-vida de todas as almas que se encontram na Terra com o objetivo de adquirir novas e maiores luzes para o seu diadema. 

Os meios para isto são apenas estes dois: a oração e as boas ações. As atividades restantes das almas encarnadas redundam em benefícios materiais que não produzem luz espiritual. Vale a pena, por conseguinte, diz o Senhor Jesus, entregarem-se todas as almas encarnadas ao hábito da oração e meditação no momento de se deitarem, pelo excelente benefício que isso lhes trará ao seu progresso espiritual.

Em seguida deseja o Senhor Jesus abordar outro tema igualmente interessante para quantas almas se encontram na Terra. É o que diz respeito ao batismo dos recém-nascidos nos lares terrenos, uma prática que vem de longos, longos séculos ou milênios.

Deseja o Senhor Jesus esclarecer a respeito, que se trata de uma prática criada  pelos homens como preceito religioso, com a fina- lidade de integrar os recém-nascidos em suas religiões. 

O Senhor Jesus aceita integralmente essa prática pelo princípio de fé que representa, qualquer que seja o ritual de cada uma das religiões terrenas. Mas deseja esclarecer que a falta do ato batismal subor- dinado a qualquer dos rituais religiosos, em nada influi perante a Divindade em demérito para as almas recém ingressadas na Terra.

A prática do ato batismal tem apenas o valor que lhe queiram atribuir os progenitores do nascituro, perante sua própria consciência. Para as leis espirituais esse ato não tem maior valor, porquanto o próprio nascimento de um ente humano na Terra já recebeu as bênçãos da Divindade, e pode ser batizado por qualquer outra criatura humana, declarando fazê-lo em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

É este um esclarecimento que o  Senhor Jesus deseja deixar nesta Mensagem para conhecimento dos leitores, para que fique claro que a cerimônia batismal não é indispensável às almas recém-encarnadas, nem pode influir no seu futuro. O que apenas se torna indispensável a todas as criaturas humanas é a sua ligação constante com a Divindade no seu exclusivo benefício. 

E a prova é que existem milhares de seres humanos por esse mundo afora que não passaram pela pia batismal e assim vivem a sua vida perante a Divindade com o coração cheio de fé. Isto sim: a fé é que se torna o elemento indispensável no coração de todas as criaturas humanas. 

A fé transporta montanhas de obstáculos à frente das criaturas, e tem o grande poder de atrair bênçãos e luzes em todos os planos de vida. Cultivar a fé no coração é o mesmo que acumular bênçãos espirituais que se transformarão em luzes para os seus afortunados portadores.

Qual será a melhor maneira de um ser humano cultivar a fé? - poderá alguém querer perguntar ao Senhor Jesus. O Senhor responde com alegria a pergunta que alguém possa formular, esclarecendo que aí reside o princípio da maior felicidade de todas as almas encarnadas e desencarnadas.

Esclarece então o Senhor Jesus que a melhor maneira de uma alma cultivar a fé é o uso da oração diária praticada se possível em horas certas. A prática da oração à Divindade promove a própria sublimação das almas, eleva e engrandece-lhes a luz espiritual adquirida em séculos e milênios vividos em vidas anteriores e aproxima da  Divindade as almas que oram por devoção.

Uma alma cujo coração se encontre iluminado pela fé não pode temer nada, porque esse nada não existe para ela. Já vimos em Mensagem anterior o caso do viajante que se defrontou com a fera, e esta, deslumbrada pelo intenso foco luminoso de, sua quase vítima, desviou-se e fugiu. 

O que foi que afugentou a fera frente a uma desejada presa, senão a intensa vibração luminosa desta, utilizada e projetada sobre a fera pelas Entidades invisíveis que acorreram ao seu chamado? Quando todas as almas encarnadas souberem avaliar devidamente os incontáveis benefícios da fé, e tratarem de cultivá-la e engrandecê-la, quando isso ocorrer o mundo terreno já será um dos mundos mais felizes do seu sistema solar.

Este mundo está caminhando decididamente para lá. O Senhor ou Seus emissários visita os lares das pessoas que oram e vibram seus pensamentos Nele visando a estes dois objetivos: processar a limpeza psíquica dos lares visitados com a condução das almas neles encostadas para o plano espiritual, deixando os residentes livres dessas influências, e ajudar esses lares na realização de aspirações e necessidades para melhoria de sua vida. 

Em muitos dos lares visitados encontraram os emissários do Senhor certos obstáculos à felicidade e bem-estar das almas residentes, obstáculos neles implantados por algumas Entidades desencarnadas por motivos que só as mesmas dizem respeito. 

Afastadas, porém, essas  Entidades, e conduzidas ao plano espiritual a que pertencem, eis que as dificuldades desapareceram e a paz e o bem-estar ali se implantaram. Com a visita periódica dos emissários do Senhor a todos os lares, nenhum obstáculo surgirá no gênero, e seus moradores passarão a desfrutar a sua vida de paz, prosperidade e bem-estar a que tem direito. 

O Senhor Jesus deseja apontar outro tipo de benefício  levado aos lares dos leitores das mensagens da NOVA ORDEM, que não estava em Suas cogitações. É o seguinte: os emissários do Senhor en- contraram num lar por eles visitado recentemente uma jovem prendada aguardando que o noivo adquirisse condições de vida suficientes para a celebração do desejado matrimônio. 

Esta situação durava já de sete para oito anos e os dois esperavam pacientemente que a situação melhorasse. Examinado o coração do jovem noivo, verificaram os emissários do Senhor a sua sinceridade e bons propósitos, lutando apenas com dificuldades financeiras oriundas do seu modesto emprego. 

Autorizados pelo Senhor Jesus, os Seus emissários conseguiram emprego melhor para o jovem, cujos proventos vieram resolver a situação de ambos estando em vésperas de se realizar o desejado enlace. O mesmo realizar-se-á com as bênçãos do Senhor Jesus.

“Cultivar a fé é cultivar a certeza da sua própria felicidade.”

 Informe-se COM SEGURANÇA acerca de sua vinda e permanência no solo terreno.

 “Minha manifestação entre os homens constitui o prosseguimento da OBRA que fundei.”

Limpeza psíquica dos lares? Considere também a Mensagem 12 e muitas outras.