Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

142ª MENSAGEM DE ENSINAMENTOS ESPIRITUAIS Ditada pelo Apóstolo Thomé Em 17-10-1971 Livro: Nova Ordem de Jesus Vol II Rio de Janeiro - Brasil TUDO É VIBRAÇÃO NO UNIVERSO – HÁ DOIS PLANETAS MAIS NOVOS QUE A TERRA – LAMENTÁVEL A EXISTÊNCIA DE ALMAS SUBVERSIVAS – MAS ISTO TERMINARÁ BREVE, DEFINITIVAMENTE – DEIXARÃO A TERRA PARA SEMPRE



A EVOLUÇÃO RELIGIOSA se processa lenta mas constantemente ao longo dos milênios em harmonia com a evolução de suas populações. Todos os planetas habitados registram adiantamentos periódicos em sua escala evolutiva infinita, tal como sucede a todos os seres espirituais. Embora se trate de corpos físicos como realmente são os mundos que rolam sobre si mesmos no espaço infinito, eles se beneficiam do progresso evolutivo alcançado por suas populações em sua renovação constante como na Terra se verifica. Sabendo-se que tudo é vibração no Universo, onde nada permanece estacionário mas tudo vibra segundo a categoria que lhe é própria, a evolução alcançada pelas almas encarnadas em cada um dos planetas existentes, se reflete sobre o planeta, assim contribuindo para o seu adiantamento. O adiantamento de cada planeta se afere então pelo conjunto vibratório condensado em torno de sua aura espacial, condicionando por sua vez a ambiência de suas populações. E à medida em que as populações evoluem moral, espiritual e cientificamente, suas vibrações se purificam e vão contribuindo para o refinamento do conjunto vibratório condensado em torno da aura planetária.

A Terra, por exemplo, um planeta ainda relativamente novo, embora existam pelo menos dois mais novos fazendo parte deste sistema solar, já conta um avanço notável a partir de sua formação, um avanço que se poderá dizer incomum nos registros planetários. Deve-se este avanço registrado pelo planeta terreno, em boa parte ao progresso alcançado por suas populações que aqui tem estado em gerações e gerações de almas em busca de progresso espiritual.

O Senhor Jesus, designado Governador deste pequeno planeta desde épocas mui remotas, não tem descansado no seu esforço em prol do aprimoramento das almas que aqui tem vivido, tendo tido a alegria de haver contado sempre com vários emissários encarnados que muito fizeram pelo progresso das populações terrenas.

Dentre os emissários do Senhor que mais se distinguiram por suas atividades junto às populações terrenas, é de justiça destacar as almas dignificadas pela Igreja de Roma pela sua canonização em face do reconhecimento do trabalho por elas realizado, quantas delas com dolorosos sacrifícios. Da soma de tão benéficas atividades é que resultou em grande parte o avanço registrado na escala evolutiva deste pequeno planeta, permitindo-lhe alcançar um novo degrau. É de lamentar, contudo, que ainda existam almas na Terra empenhadas na subversão da ordem material e jurídica firmada de longa data em quase todas as regiões geográficas, mas isto está em vésperas de terminar definitivamente com o afastamento daquelas almas do ciclo espiritual da Terra, a fim de se aprimorarem noutra escola planetária. O Senhor Jesus lamenta profundamente o fato, dado que se trata de almas já ingressadas no ciclo terreno após haverem peregrinado durante milênios em mundos inferiores, onde sofreram duramente o seu processo de lapidação. Note-se, entretanto, que nenhuma das almas transviadas do caminho da ordem nos diversos países, se encontrara na Terra pela primeira vez, mas aqui estiveram vezes seguidas nestes dois milênios, onde adquiriram os conhecimentos que possuem. Invigilantes porém, deixaram-se enlevar pelo canto da sereia e se lançaram no precipício da marginalização, no qual se encontram lamentavelmente. O Senhor Jesus, responsável pelo rebanho de almas que o Pai Celestial Lhe entregou para aprimorar na Terra, sente-se constrangido em ter de retirar do rebanho terreno as almas em referência, as quais terão de retornar ao seu planeta de origem a fim de lapidarem as arestas que ainda possuem, e que as incompatibilizam com as demais ovelhas do rebanho.

Mas isto acontece igualmente em outros planetas mais evoluídos, cujo único recurso consiste em retornarem as almas transviadas aos planetas de origem, sempre de grau inferior, onde as mesmas possam firmar-se no desejo de progredirem verdadeiramente, moral e espiritualmente, para voltarem então ao planeta em que faliram.

Existem numerosas maneiras das almas encarnadas demonstrarem a sua incapacidade para se manterem em meio de uma população realmente devotada ao trabalho honrado como meio de sua manutenção. Algumas dessas maneiras, de tão graves quanto prejudiciais à coletividade importarão de agora em diante, no afastamento das almas infratoras do ambiente terreno. Estas maneiras de todo condenáveis são o roubo, principalmente, pela baixeza de sua prática contra aqueles que ordinariamente se entregam ao trabalho honesto. Vem a seguir o ludíbrio praticado por criaturas inescrupulosas, com o intuito desonesto de enganar as demais em seu proveito. Esta prática identifica a falta de escrúpulos e de honestidade em certas criaturas, registrando com esse ato uma grave infração às leis divinas. As almas que ainda se prevalecem dessas infrações para viver, em vez de se dedicarem ao trabalho honrado, tal como sucede com as demais almas encarnadas estão caminhando para o seu afastamento deste planeta, ou em certos casos, a permanecerem de três a quatro séculos no mundo espiritual, privadas de voltarem à Terra. No mundo espiritual as almas faltosas irão freqüentar as numerosas escolas lá existentes de aprimoramento moral, com a finalidade de fortalecerem seus dotes morais e psíquicos, indispensáveis a uma vivência útil no ambiente terreno. Sucede que todas as faltas ou infrações  às leis divinas que estão sendo adotadas em relação às almas viventes na Terra no momento que passa, terão de ser resgatadas por elas próprias em encarnações sofridas quando esse momento chegar. Até lá essas almas tratarão de se esclarecer no Espaço acerca das leis divinas, mas principalmente nos seus luminosos mandamentos de que não matarás, não furtarás, não enganarás o teu próximo e outros mais.

O Senhor Jesus está seriamente empenhado em retirar do solo terreno todas as almas que tiverem dado provas de sua inadaptação ao sentimento de paz e harmonia que deve existir entre todas as populações da Terra a fim de que a vida terrena possa ser vivida pelas almas encarnadas em absoluta tranqüilidade.

Com o grau alcançado pelas almas que vivem presentemente na Terra não mais podem viver neste plano físico, almas cujo caráter se não harmonize com os elevados sentimentos de amor e fraternidade na quase totalidade da população terrena. As almas ainda desafinadas destes belos sentimentos, estão sendo retiradas do meio terreno e conduzidas para o Além a fim de serem julgadas e em seguida enviadas ao respectivo destino. Na Terra permanecerão apenas as almas que demonstrarem a posse das condições indispensáveis a vivência honrada pelo trabalho honesto, apoiadas em sua oração diária à Divindade. Deseja o Senhor Jesus que as populações terrenas adquiram um grau tal de confiança e fidelidade, que suas residências possam permanecer abertas dia e noite sem o menor risco, tal o espírito de honestidade reinante no mundo inteiro. Em tal propósito se desenvolvem a partir de algum tempo os esforços das Forças Superiores em toda a superfície do planeta, ultrapassando já de alguns milhares as almas retiradas definitivamente da Terra. Esta operação tem ocorrido por efeito da desencarnação natural de umas, e em conseqüência de sucessos violentos praticados por outras almas, recebendo as Forças Superiores umas e outras e as encaminhando ao plano que lhes está destinado. Como resultado de julgamentos realizados no mundo espiritual, muitas destas almas, talvez mais de um milhar delas, já seguiram para as suas novas escolas evolutivas, onde deverão permanecer longos séculos em fase de aprimoramento moral.

Confessa o Senhor Jesus toda a melancolia do Seu coração em ter de retirar da vivência terrena um tão grande número de almas que para aqui vieram como todas as demais, em busca de luzes e progresso moral. Seu comportamento, porém, de tal maneira contrário aos objetivos que as trouxeram ao solo terreno, incompatibilizou-as com os sentimentos que devem prevalecer na totalidade das populações, e daí a necessidade de as afastar do solo terreno, e algumas até do ciclo espiritual da Terra. O Senhor Jesus sente profundamente o fato em Seu coração, por se tratar de almas necessitadas de evolução através dos esclarecimentos espirituais adquiridos na vida terrena; Sua tolerância, porém, já ultrapassou os limites estabelecidos, e mais tempo não há para permitir a sua continuação na Terra. Apelos tem sido feitos pelo Senhor Jesus a numerosas das almas em referência, no sentido de que abandonem a prática de suas infrações às leis divinas e se reconciliem consigo próprias. Se tais apelos surtirem efeito, e aquelas almas se reintegrarem no procedimento honesto e pacífico de ora em diante, provavelmente ainda conseguirão superar o volume de seus malfeitos a fim de permanecerem no ciclo espiritual da Terra, e é isto precisamente o que o Senhor deseja.

O Senhor Jesus roga a todas as pessoas de boa vontade que orem à Divindade também pelas almas desviadas do bom caminho para que reflitam maduramente na própria situação e retornem ao seio da família humana da qual fazem parte. Orai, então, estimados leitores, por essas almas vossas irmãs, e a Divindade vos reconpensará.