Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

133ª MENSAGEM DE ENSINAMENTOS ESPIRITUAIS Livro: Nova Ordem de Jesus Vol II Ditada pelo Apóstolo Thomé Em 18-9-1971 Rio de Janeiro - Brasil TUDO ESTÁ ACONTECENDO PARA O BEM DE TODAS AS ALMAS ENCARNADAS – PALAVRAS ESCLARECEDORAS DO SENHOR – CARACTERÍSTICAS DA VIDA UNIVERSAL - A VIDA DAS ALMAS É INFINITA – UMA FÓRMULA DO SENHOR



OS FATOS que estão sendo divulgados pela imprensa mundial fazem parte do programa de trabalhos em andamento no planeta, com a finalidade de reformar determinados pontos da estrutura física da Terra, conforme tem sido anunciado pelo Senhor Jesus e por Seus emissários que ditaram as obras da Grande Cruzada de Esclarecimento. Já sabeis todos vós leitores das Mensagens do Senhor Jesus, que tudo está acontecendo para o maior bem de todas as almas encarnadas da atualidade, e das que devem vir no futuro. Está se procedendo em verdade uma adaptação da superfície do planeta às necessidades de sua população, dentro de um programa longamente estudado no mundo espiritual, o qual começou a ser executado.

Já foi dito pelo Senhor Jesus em Mensagens anteriores que tudo está sendo feito para o bem de todas as almas encarnadas, inclusive daquelas que partirem da Terra em conseqüência dos fatos que se estão verificando. Isto poderá parecer estranho ao entendimento das pessoas menos desenvolvidas espiritualmente, porém é muito fácil de explicar. Todas as almas que estão desencarnando por toda parte, por motivo dos fatos verificados na superfície terrena, já desceram à Terra com essa previsão em sua carta-de-vida, isto é, perfeitamente conscientes dessa ocorrência. São almas que aceitaram tal determinação, certas de alcançarem dessa maneira alguns novos degraus na sua escala evolutiva. O fato de regressarem ao seu plano espiritual em conseqüência dos acontecimentos telúricos, já foi explicado pelo Senhor, só lhes trará vantagens espirituais, dado que em muito breve prazo essas almas aqui estarão novamente encarnadas, já encontrando o planeta em melhores condições de habitabilidade.

Há que consolar entretanto as almas que ficam, chorando as que partiram assim inesperadamente dos lares terrenos. A essas almas deseja o Senhor Jesus dizer algumas palavras esclarecedoras para o seu consolo espiritual. Essas palavras do Senhor consistem na afirmativa de que os entes queridos que partiram, já nasceram com essa determinação em sua carta-de-vida, e nenhum sofrimento padeceram ao se desprenderem do corpo atingido pelos
fatos. Pode então assegurar o Senhor Jesus a todas as almas que ficaram, que aquelas que partiram se sentem imensamente felizes com o seu regresso ao mundo espiritual, onde passaram a orar pela felicidade, tranqüilidade e bem-estar dos seus entes queridos que ficaram. A estes as Forças Superiores estão procurando cercar de toda a assistência espiritual para que se refaçam do golpe sofrido, dando-lhes porém a certeza de que os entes que partiram se encontram vivendo no Alto uma vida de paz e tranqüilidade ainda desconhecida na Terra.

A vida universal caracteriza-se por uma seqüência de nascimentos e mortes, em muito parecidos com o ato de adormecer todas as noites e acordar nas manhãs seguintes, um ato peculiar a todas as criaturas humanas e também aos irracionais. O ser humano, por exemplo, entrega o corpo ao repouso noturno enquanto sua alma (Espírito) se afasta durante todo o período do sono. Esse período é verdadeiramente indispensável à vida e saúde do organismo físico, para que os centros vitais recebam o suprimento de energia despendida em suas atividades diárias. Na manhã seguinte a alma retoma a posse do organismo e dele se serve para cumprir suas tarefas materiais. A vida universal de todas as criaturas é constituída igualmente de alternativas semelhantes, que são os nascimentos periódicos das almas no plano físico, na posse de um organismo que as mesmas utilizam enquanto permanecerem, para o devolverem à Terra por ocasião de seu regresso ao mundo espiritual. Desta maneira, o fato mais natural é realmente o regresso das almas aos planos a que pertencem no mundo espiritual, segundo o que previsto estiver na carta-de-vida de cada alma. É certo que o nascimento de um ser humano nos lares terrenos, cria bem estreitos laços de afeto entre os familiares, mas especialmente entre os progenitores, os quais muito sofrem com o regresso inesperado ou não dos seus descendentes. Exatamente para dar lugar à criação desses laços de afeto entre as almas construtoras dos lares terrenos e os seus descendentes, é que existem as reencarnações. É através das reencarnações que as almas se afeiçoam e se amam, restabelecendo não raras vezes sentimentos de amizade que se haviam rompido em vidas anteriores.

A Sabedoria Divina encontrou nas reencarnações de almas que se inimizaram em vidas anteriores, o caminho certo para a sua reaproximação com o total esquecimento dos fatos antes verificados. Desta maneira muitos laços de amor e afeto se restabelecem para a maior felicidade das almas que reencarnam nos lares terrenos.

A partida de todas as almas de regresso ao mundo espiritual, de volta aos lares que lá deixaram é um fato real na vida universal, e que ocorre, portanto, em todos os planetas. À medida em que as criaturas humanas forem progredindo no seu desenvolvimento espiritual com a aquisição da certeza de que a morte é apenas do corpo, porque a alma é infinita e continua a viver no seu plano espiritual, nesse dia não mais será chorada a desencarnação de uma alma, como atualmente ainda acontece. A medida, pois, em que as almas encarnadas se forem esclarecendo acerca das leis divinas, a partida de uma alma será tida como um bem para ela, se o fato se houver verificado naturalmente. No caso em que essa partida se tenha verificado pela ação de terceiros, então os seus familiares devem orar pelas duas almas: por aquela que partiu, e igualmente pela que praticou o delito, a mais necessitada de orações. Estes fatos já foram explicados pelo Senhor Jesus em Mensagens anteriores, dos quais resultam encarnações bastante sofridas na Terra. É falta muito grave na vida de um ser humano a interrupção do fio de vida de outro ser humano, impedindo-o de cumprir o seu programa de aprimoramento moral longamente preparado no Alto para executar na Terra. O Senhor Jesus alimenta fundadas esperanças de que esses fatos lamentáveis cessarão de todo no solo terreno em face dos esclarecimentos agora difundidos através destas Mensagens. Sendo produto apenas da ignorância das leis divinas, os homicídios verificados no solo terreno desde as eras mais longínquas, devem cessar de agora em diante em face das luzes que o Senhor está difundindo através destas Suas Mensagens. Ninguém tem o direito de interromper o fio de vida das almas que se encontram na Terra em busca de luz e progresso espiritual. Aquelas que o fizerem estarão incorrendo em situação absolutamente semelhante em futuras encarnações, nas quais serão elas as vítimas do mal que houverem praticado, em conseqüência do seu estado de ignorância das leis espirituais ou divinas. Poder-se-á considerar já nesta época, como conseqüências de ocorrências verificadas no passado, certos fatos lamentáveis vitimando criaturas aparentemente inocentes. O Senhor diz aparentemente inocentes, porque uma causa deve existir nas obras do passado, em que tais criaturas terão praticado falta semelhante àquela de que agora padecem. Há necessidade, portanto, de que estes esclarecimentos do Senhor Jesus se difundam por toda população terrena, iluminando as almas que constituem essa população, para que não mais incorram na lamentável falta do homicídio, para que dela se livrem em futuras encarnações. A lei diz não matarás, e é necessário obedecê-la, para terminar de uma vez com os homicídios na Terra. Mas a lei diz ainda que aquele que mata será morto, e isto vem-se cumprindo através dos milênios. Gerações e gerações desenvolvidas no solo terreno através dos milênios decorridos, atingiram determinado grau evolutivo que lhes permitiu ingressar em mundos bastante mais adiantados do que a Terra. A infração do homicídio. porém, não chegou a desaparecer totalmente em nenhuma época do passado, não obstante o desenvolvimento espiritual alcançado pelas gerações pretéritas. Em nenhuma era, entretanto, o Senhor Jesus conseguiu falar às gerações pretéritas a Sua palavra esclarecedora como agora o está conseguindo por intermédio deste instrumento mediúnico. Com a difusão portanto, desta palavra esclaredora das almas encarnadas, espera o Senhor Jesus poder por fim a diversas das infrações praticadas na Terra contra as leis divinas, sendo uma delas a do homicídio, a mais grave de todas. Ficam os homens sabendo que a prática do homicídio contra o semelhante fere diretamente a própria Divindade, que é a fonte do mais puro amor a envolver todas as criaturas. Assim pois, a infração do homicídio, além de impedir a alma vitimada de prosseguir no seu aprimoramento moral e aquisição de novas experiências terrenas para o seu engrandecimento espiritual, ainda impõe a alma infratora a pena de ela própria de se tornar vítima da mesma infração numa encarnação futura, não obstante ter cumprido a pena imposta pelas leis humanas ao ter sido condenada pelo crime cometido.

O Senhor Jesus deixa aqui uma fórmula que é ao mesmo tempo um recurso para livrar as almas encarnadas de incidirem na infração do homicídio e de outras mais. A fórmula é a seguinte, que jamais falhará: colocar o joelho em terra diariamente na hora de deitar, e orar à Divindade pedindo a Sua proteção constante em todos os atos de sua vida diária. Esta fórmula tão fácil de praticar, livrará as almas de praticarem infrações às leis divinas.

O homicídio é a infração mais grave contra as leis espirituais.

O Espírito sendo infinito não há motivo para aflição no transpasse dos entes queridos.

As Almas encarnadas que interromperem seu progresso por causa de acontecimentos previstos serão ressarcidas no Espaço, pela “lei das compensações”.

O programa elaborado no Alto não será modificado – conscientizemos-nos disso para amenizarmos o impacto em todos os setores da vida.