Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

CAPÍTULO XXXV - A LEI DAS AFINIDADES - Livro: Derradeira Chamada. Psicografado por Diamantino Coelho Fernandes. Ditado pelo Irmão Thomé.






O Senhor Jesus observa do Alto com o maior carinho e interesse, os efeitos que estes conselhos estão produzindo no coração dos homens e mulheres que deles vão tomando conhecimento. Deseja o Senhor Jesus que todos os nossos irmãos encarnados recebam e cultivem com decisão o que em seus conselhos se contém, não apenas para maior alegria do Senhor, como, e muito especialmente, pela felicidade que daí certamente advirá para todos os Espíritos presentemente encarnados. 

Momentos realmente decisivos para a vida e progresso espiritual da Terra se encaminham para ela, momentos que serão vividos também por todos os seres humanos. Prevenindo-vos desse fato, meus estimados irmãos leitores, eu venho cumprir uma tarefa verdadeiramente sagrada, qual seja a de procurar, empenhadamente, evitar que vossos Espíritos venham a encontrar-se no amanhã que está próximo, em situação provavelmente difícil ou até mesmo irremediável. Por este motivo, para evitar que isso aconteça, foi que Nosso Senhor me enviou ao vosso meio para grafar conselhos que Ele próprio inspirou, para benefício exclusivamente vosso. 

Repetirei ainda uma vez o que antes escrevi a respeito do que tem sucedido a outros mundos maiores e menores do que a Terra, em fases semelhantes, cujos governadores, assim como o Senhor Jesus, enviaram emissários a instruir as respectivas populações. A um desses mundos sucedeu não acreditarem os seus habitantes nas instruções transmitidas por aqueles emissários, e a seu tempo os fatos se concretizaram e com tal rapidez, que mais de dois terços da população se viu cercada pelas águas, da noite para o dia, e ai pereceu sem mais possibilidades de socorro. Esse mundo sofreu então profundas transformações em sua estrutura, das quais resultou o desaparecimento de cerca de um quinto de sua superfície, levando consigo boa parcela de seus habitantes.

Isto já sucedeu, aliás, em vosso pequeno planeta, tendo submergido grande parte de um continente, até hoje desaparecido com toda a sua civilização. Não lhe citarei o nome por desnecessário, porque todos vós o recordais de imediato. Sabe-se que a população desse adiantado continente havia atingido a elevado grau de conhecimentos, os quais entretanto em vez de lhe proporcionarem maior felicidade e bem-estar, estavam contribuindo para a luta fratricida e a desagregação social. 

Advertidos de tempo em tempo, os dirigentes e dirigidos dessa fração da Terra preferiram ignorar o que os mensageiros do Senhor lhes diziam e pediam que aceitassem, até que recurso outro não houve senão deixar que os desígnios se cumprissem. No lugar em que tal fração da Terra existiu, passam hoje navios de grande calado sem encontrarem vestígios sequer do que foi a base duma adiantada civilização. 

Poderei adiantar-vos em palavras rápidas que esse continente emergirá em breves milênios, para nele se implantarem de novo, os marcos que deverão assinalar a evolução de uma nova raça a ser trazida para a Terra. Estas referências eu as faço com um único, exclusivo objetivo: o de que tomeis a sério as minhas palavras, grafadas com o empenho que faço em que nenhum dos meus irmãos encarnados venha a sofrer os efeitos duma possível desídia em seus deveres espirituais, como Espírito que é, ou em sua falta de crença nas palavras e conselhos trazidos à Terra por determinação do Nosso Divino Salvador. 

Irmãos queridos: invertamos por momentos as nossas posições. Imaginai-vos portadores, vós próprios, da sagrada missão de alertar companheiros vossos em face de perigo iminente, missão recebida diretamente dos lábios do Senhor Jesus, e vos empenhásseis em cumpri-la com verdadeiro amor, junto a esses companheiros. Qual seria a vossa situação, se esses companheiros, pelo fato de não enxergarem o perigo por deficiência visual, insistissem em permanecer inertes, totalmente inertes? Não tenho dúvida de que lançaríeis mão de todos os argumentos e imagens adequadas, no sentido de preservá-los de uma possível tragédia a curto prazo. Pois fincai-vos exatamente nessa posição de emissários do Senhor, e passareis a sê-lo realmente, levando aos vossos amigos a palavra que vos deixo nestas páginas, para que todos eles possam recebê-la e pô-la em prática sem mais demora, assim como vós próprios. Pedirei ao Senhor Jesus que vos confirme o que aí fica, delegando em cada um de vós, irmãos e leitores meus, a sagrada missão de alertar ao maior número possível de homem e mulheres da hora presente. Contai, ao final, com a recompensa que nunca falta aos bons trabalhadores de Deus na Terra. 

Tenho a seguir um assunto que certamente irá constituir motivo de grande alegria para quantos dele tomarem conhecimento, pelo bem que a todos irá proporcionar. Quero falar-vos aqui daquilo que tem constituído a preocupação de inúmeros estudiosos dos últimos séculos, sem contudo haver sido conhecido como fora de desejar. Trata-se do processo por meio do qual seja possível aos encarnados atraírem bens espirituais capazes de torná-los seres realmente ditosos na Terra. Bastante fácil de praticar, o processo em causa, que repousa inteiramente na lei de atração e repulsão, também designada Lei das Afinidades , qualquer pessoa poderá aplicá-lo com os melhores resultados. 

Sabendo-se que a Lei das Afinidades é a responsável pelo maior ou menor grau de simpatia entre os seres encarnados, o é também em relação às coisas e objetos do mundo invisível. Uma vibração emitida por uma mente terrena, atinge seguramente um alvo do mundo invisível que se encontre em idênticas condições vibratórias, isto é, em perfeita afinidade com a mente terrena. Assim, oferece-se um campo de operações mentais ao ser encarnado capaz de atrair do plano ou mundo invisível, coisas e objetos que lhe apraza atrair. Dir-me-eis que isso vos parece difícil senão impossível, em face do processo a empregar. Isto é verdade em parte, considerando que tudo dependerá de um pouco de exercício, de uma preparação, como de resto sucede com todas as atividades e especializações que conheceis. 

É realmente necessário ao ser encarnado preparar-se devidamente para alcançar o sucesso desejado neste particular. Mas se qualquer de vós desejar experimentar este processo, entregando-se ao exercício mental requerido, pode ter de antemão a certeza de ver largamente compensados os seus esforços. 

O processo é o seguinte: inicialmente o encarnado procurará elevar constantemente o nível de seus pensamentos, com o que desanuviará gradualmente a sua mente, a fim de torná-la uma fonte emissora da mais alta potência mental. Paralelamente tratará o irmão encarnado de policiar seus atos e ações no meio em que vive, a fim de eliminar as vibrações negativas produzidas por certos atos ou atitudes menos dignas, as quais impedem, frequentemente a aproximação das Forças do Bem.

Isto conseguido ao fim de certo tempo, que podem ser apenas meses, estará o encarnado em condições de iniciar operações do gênero a que me venho referindo. E nesta altura, o operador poderá iniciar o seu trabalho mental, no sentido de atrair do plano invisível tudo aquilo que possa constituir objeto de anseios ou aspirações. Para esse trabalho, que deve ser regular, metódico, o operador escolherá a hora que mais lhe convenha para projetar no plano mental ou mundo invisível a idéia do que deseja alcançar, e diariamente nessa hora projetará nova emissão mental do seu objetivo, que tanto poderá ser a solução de um problema sério, dificuldades financeiras do momento, a harmonia no ambiente doméstico, o encaminhamento de pessoa estimada, filho, irmão ou parente próximo, enfim aquilo que mais ardentemente deseje ver resolvido. Partindo da hora certa diária, durante a qual se esforçará em manter o pensamento no seu objetivo, o operador fará por alimentá-lo sempre que puder noutras horas, com o que estará reforçando a imagem do seu desejo, e, por conseguinte, atraindo-a mais rapidamente para si.

A projeção metódica, regular, ininterrupta, de um pensamento focalizando determinada coisa que possa constituir o desejo maior, a inspiração de um Espírito encarnado, produz no plano mental a reunião das substâncias ou partículas necessárias à formação do objeto assim projetado. A continuação dessa projeção diária, ininterrupta, tem a virtude de atrair para o operador o objeto de seus desejos dentro do menor lapso de tempo. Espero voltar ao assunto em nova oportunidade.