Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

CAPÍTULO XLIX - DEPOIMENTO DE UM ESPÍRITO - Livro: Derradeira Chamada. Psicografado por Diamantino Coelho Fernandes. Ditado pelo Irmão Thomé.




Felizes, bem felizes mesmo, todos os homens e mulheres que puderem compreender toda a grandeza dos conselhos trazidos à Terra por este dedicado mensageiro do Senhor Jesus, e mais felizes ainda serão quantos souberem extrair deles os ensinamentos e advertências que os mesmos encerram. Somente uma disposição lamentavelmente refratária ao alcance da própria felicidade, pela resistência manifestada à palavra de Jesus no sentido da salvação de todos os encarnados da era presente, poderá impedir que todos os homens e mulheres se beneficiem do quanto lhes tenho dito e redito através das páginas do presente e do meu livro anterior. 

Nosso Senhor Jesus está acompanhando de perto as reações manifestadas por todos os meus queridos irmãos leitores em torno dos meus conselhos, e tudo induz a crer que Nosso Senhor recolherá somente vibrações positivas, sinal de aceitação, compreensão e prática de quanto venho aconselhando em favor do bem-estar e da felicidade de todos. 

Seria para lamentar, efetivamente, se algum dos meus queridos irmãos que estas páginas compulsarem, viesse a contestar a procedência ou mesmo a autoridade de quem as ditou, o que poderia equivaler ao cego congênito vir a negar toda a beleza primaveril por não conseguir contemplá-la com os olhos da carne. Acredito, entretanto, que tal não sucederá, recomendando eu àqueles que dúvida tiverem à leitura de qualquer dos capítulos deste livro, procederem a nova leitura atenta, na certeza de que isso lhes trará a compreensão necessária ao seu Espírito. 

Desejo repetir ainda uma vez para melhor compreendido, que minhas palavras se dirigem efetivamente ao Espírito de meus leitores e jamais à matéria, por ser em verdade o Espírito quem vive e pensa com as faculdades que lhe são inerentes. A matéria densa que forma o invólucro do Espírito encarnado nada pode entender nem compreender senão através da centelha divina que a anima e lhe dá vida e movimentos. Logo, pois, é ao Espírito unicamente que meus conselhos devem interessar, visto como é ele próprio e não à matéria que deverá encontrar-se em breve de regresso ao plano espiritual de onde proveio. 

Muitos são em verdade os planos espirituais existentes no Universo, cada um deles com sua categoria própria, segundo o grau evolutivo das Entidades que o povoam. Registra-se, porém, frequentemente, o acesso de Espíritos a planos mais elevados àquele de onde desceram à Terra, em consequência do bom aproveitamento que souberam dar no plano físico à encarnação que Nosso Senhor Jesus lhes concedeu. Espíritos que persistiram em viver uma existência de renúncia às grandezas da vida terrena, mais preocupados no cumprimento de deveres e assistência moral aos seus semelhantes, Espíritos que souberam reprimir certos ímpetos da matéria para o engrandecimento da própria matéria, na conquista de bens de ordem material, esses indubitavelmente serão conduzidos no seu regresso a plano de categoria mais elevada do que aquele de onde baixaram à Terra. 

A este respeito relatarei a seguir um fato que vos elucidará melhor o que venho de expor. Faz bem pouco tempo, encontrava-se este irmão que vos fala, em companhia de outros emissários do Senhor, em serviço divino num plano bastante evoluído, uma esfera por assim dizer, que em linguagem terrena seria designada o próprio Céu. Era aguardada nesse dia uma caravana de Entidades recém-encarnadas na Terra, as quais, pela retidão da existência que acabavam de cumprir, faziam jus a viver em tão bela morada espiritual. Eu pude, por conseguinte, testemunhar a imensa alegria que dessas Entidades se apoderou ao abrirem os olhos do Espírito na superfície dessa esfera, e bem assim a surpresa de que se sentiram possuídas ante o belo espetáculo do que não conseguiam compreender. A opinião primeira em todas elas era a de que viviam um sonho autêntico naquele momento, por não terem visto jamais coisa semelhante em sua já longa existência. 

Aquelas Entidades, como é de praxe, ingressaram através de local apropriado para receber quantos ali aportam, muito semelhantemente aos vossos aeroportos, onde são interrogados acerca de sua procedência, identidade e outros detalhes peculiares a essa esfera, para o registro indispensável da população. De uma dessas Entidades ouvi, algo emocionado, o relato de sua última viagem pela Terra em corpo físico, as lutas que teve de enfrentar contra o meio ambiente, assim as vicissitudes que ornaram de luz a sua personalidade. Ouçamos, irmãos e amigos leitores, parte do que relatado foi pela Entidade em referência: 

- Minha existência na Terra não oferece nenhum lance que eu possa classificar de heróico ou mesmo de grandioso - declarou a Entidade, prosseguindo: nasci num lar honrado, humilde, onde, juntamente com meus irmãos, trabalhávamos o dia inteiro no amanho da terra e serviços outros da cultura dos campos. Certo dia, ainda muito pequeno, manifestei o desejo de seguir para um país distante e realizei esse desejo. Lá chegando, trabalhei afincadamente sem outra proteção além da de Nosso Senhor Jesus, que eu invocava diariamente para poder sobreviver à luta quotidiana. Sentia em meu coração uma grande atração para Nosso Senhor, e o desejo de poder fazer algo que pudesse contribuir para o bem-estar dos meus semelhantes. Orava habitualmente uma vez ao dia mas me parecendo que era pouco, passei a orar duas vezes, de manhã e à noite. As dificuldades eram enormes para manter minha família condignamente, e o coração me dizia que se orasse duas vezes em vez de uma, tudo melhoraria. Assim fiz e meu pressentimento confirmou-se. Minha situação terrena melhorou, tornou-se tranquila, e eu, em consequência, ofereci minha vida terrena ao Senhor Jesus, pedindo inspiração e ajuda para poder dedicar-me ao seu serviço na Terra. Minha vida foi desde então visitada por luminosos mensageiros do Senhor, de quem um grande alento ia eu recebendo para prosseguir nos meus trabalhos terrenos, e dedicando uma parte do tempo ao esclarecimento dos meus companheiros de jornada. Eis que me chegou finalmente uma luminosa missão do Senhor em favor de quantos, como eu, se achavam na Terra. Dei a essa missão todo o esforço que pude, e a ela me dediquei com verdadeiro amor, no desejo imenso de corresponder à distinção com que Nosso Senhor houve por bem galardoar meu pobre Espírito. 

E assim concluiu a luminosa Entidade:  

- Pelo acesso que me foi concedido a este plano de intensa beleza e luminosidade, acredito ter podido corresponder à expectativa do Nosso Divino Mestre e Senhor. Louvado seja, pois, Nosso Senhor Jesus Cristo! - foram as palavras finais do seu depoimento.

Amigos e irmãos queridos: este é apenas um caso entre muitos, de Espíritos que ao término de uma reencarnação na Terra são agraciados com sua promoção - elevação - a mais altos planos de vida espiritual. Isto sucede efetivamente aos encarnados que, como aquele de quem venho de tratar, viveram sua existência terrena com Jesus no coração, e para Ele apelando quotidianamente por meio da oração. Não existem privilégios de nenhuma espécie na vida espiritual, recebendo cada um segundo suas obras. Quando o Senhor Jesus registra em seu magnânimo coração, dedicações como a daquele bondoso irmão, nenhuma ajuda espiritual lhes é regateada para que eles possam vencer lutas e dificuldades peculiares a quantos vivem no ambiente terreno. E como Nosso Senhor anseia por descobrir dedicações em quantos receberam permissão para uma nova reencarnação na Terra, reencarnação que, conforme disse antes, pode ter preterido várias de irmãos que igualmente aspiravam a reencarnar, a manifestação de quantos desejarem prestar serviço ao Senhor - o que apenas confirma promessa anterior – é sempre recebida com grande alegria pelo Senhor do Mundo. 

Os trabalhos agradáveis ao Senhor que um Espírito encarnado pode realizar, paralelamente à manutenção de sua família terrena, não têm conta, porque sua variedade é imensa. Citarei alguns deles apenas, porque vossos Espíritos identificarão vários outros. Para os irmãos menos bafejados, pela fortuna material, apresentarei como uma boa maneira de ajudar o próximo, a oração. Sim, a oração, irmãos meus, constitui um dos meios eficientes de ajudar, por exemplo, os irmãos necessitados de tudo para seu conforto, aqueles especialmente que não dispõem de um teto enxuto para repousar o corpo nas noites de chuva. Uma oração a Jesus em favor destes irmãos, sobretudo se diária e continuada, reúne no plano mental elementos poderosos em favor dessa classe de necessitados, que muito os ajudará. Nosso Senhor retribui sempre duplicada aos irmãos que oram, a ajuda solicitada para outrem. 

Mas há outras classes de necessitados que a oração muito ajudará igualmente, os cegos congênitos ou acidentados, uma classe de Espíritos bastante valorosos que aceitaram toda a dureza de semelhante encarnação, merecem que todos os seus irmãos terrenos orem por eles, pelo seu conforto e bem-estar, os enfermos que se encontram por toda a parte: nos hospitais, nas casas de saúde e nos próprios lares; os doentes mentais, cuja encarnação em tais circunstancias tem a sua explicação, muito se beneficiarão com a oração sincera dos encarnados que se disponham a pedir por eles a Nosso Senhor Jesus. Quero mencionar ainda uma classe também merecedora de vossas orações, meus queridos Irmãos leitores: são as crianças pobres de recursos para se encaminharem na vida, em face da míngua de tudo em seus lares. Vossa oração ao Senhor em favor das crianças pobres, terá o mérito de promover o seu encaminhamento para Jesus mediante a disposição de corações generosos em ministrar-lhes ajuda em tal sentido. Para este verdadeiro serviço prestado ao Senhor Jesus, não há necessidade de recursos materiais mas apenas coração.