Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

CAPÍTULO XLVIII - DISTRIBUIÇÃO DOS NASCIMENTOS - Livro: Derradeira Chamada. Psicografado por Diamantino Coelho Fernandes. Ditado pelo Irmão Thomé.




A vida humana representou em todos os tempos e continua a representar no presente, a única maneira de os Espíritos alcançarem a evolução de que necessitam para aquisição da luz indispensável aos Espíritos de Deus. Não existe nenhuma outra maneira de ser isso conseguido senão através do mergulho na carne século após século, assim como à criança é necessário cursar a escola primária para aprender a ler e escrever. Com a única diferença de que a criança pode interromper seus estudos ao fim da escola primária ou prosseguir até ao grau superior, enquanto ao Espírito se torna indispensável alcançar o mais alto grau da escala espiritual, que é por assim dizer infinita. 

Isto posto, está na vontade e disposição de todos os encarnados aproveitarem o máximo em cada uma de suas existências na Terra, para o mais rapidamente possível poderem alcançar promoção a outros planos (mundos) mais adiantados do que este minúsculo planeta em que ora vivem. 

E como poderão os meus queridos irmãos encarnados, abreviar o seu aprendizado? Muito facilmente. Sabendo-se que o objetivo exclusivo das reencarnações outro não é que o aprimoramento das qualidades morais, o que vale dizer também espirituais de cada um, a melhor coisa ou atitude para o Espírito encarnado é fixar em sua mente este principio e dele se valer em todos os momentos de sua vida na Terra. Esclarecido fica uma vez mais, que a aquisição e posse de bens, fortuna, riqueza, em nada pode contribuir para a iluminação de cada um, a não ser quando usados esses bens para proporcionar a felicidade e o bem-estar aos menos afortunados.

Erro é, por conseguinte, empenhar-se o homem durante anos seguidos num esforço notável, no sentido exclusivo de se engrandecer aos olhos dos seus contemporâneos pela posse da riqueza terrena, se para isso conseguiu, ou manteve estacionário o seu progresso espiritual ou mesmo o prejudicou em consequência de certas atitudes ditadas pela ambição e egoísmo assinaladas pelos seus atos. Infelizmente todos temos contemplado do Alto esta má compreensão da maioria dos encarnados de hoje, como igualmente o fizeram os do passado, daí resultando a estagnação do progresso espiritual de milhões e milhões de almas, que a estas horas poderiam e deveriam participar da felicidade imensa que as espera há séculos, em planos bem mais adiantados do que a Terra.

E como tal estado de estagnação não possa perdurar indefinidamente, é que foi deliberado pelas Forças do Bem empreender-se a presente Grande Cruzada de Esclarecimento a todos os encarnados deste momento histórico da Terra, a fim de ajudarmos a todos vós, estimados irmãos, em vosso mais rápido progresso. Já descrevi em meu livro anterior o processo seletivo instalado no Alto, mediante o qual um sem número de irmãos nossos estão sendo encaminhados a mundos algo inferiores à Terra, porém mais de acordo com o nível de suas vibrações, resultantes de sua resistência aos conselhos e advertências seguidamente recebidos no Alto, ao fim de suas anteriores encarnações. Verificado, entretanto, que em nada lhes valeu a última que obtiveram com a promessa solene de se emendarem dos erros cometidos durante séculos, com sua única preocupação de desfrutarem ao máximo a existência terrena com esquecimento total de seus deveres para com Deus e o Senhor Jesus, não obstante ainda, os conselhos frequentemente recebidos durante o sono e mesmo no estado de vigília, de seus incansáveis Protetores, outro recurso não foi encontrado para suas vidas, e ei-los a caminho daquele planeta de que falei, cuja designação não me é permitido dizer aqui. 

Com a retirada do ambiente terreno de alguns milhões de Espíritos que só contribuíam para perturbá-lo, acredita o Senhor Jesus que os restantes lucrarão bastante com isso e melhor poderão planificar de novo o seu programa de vida, vivendo-a efetivamente para o bem do Espírito, como solenemente se comprometeram ao partirem para a Terra. A concessão da reencarnação, já o disse antes, obedece a determinado compromisso assumido pelo Espírito, devendo ser considerada como uma grande graça que lhe é concedida pelo Senhor do Mundo. Isto porque existem nos planos próximos à Terra, milhões de almas desejosas de reencarnarem uma vez mais, com promessas solenes de aqui promoverem o seu progresso, porém só a determinado número é que tal concessão pode ser dada, em face da exiguidade dos lares terrenos, em sua absoluta maioria a braços com obstáculos de toda a ordem para viverem condignamente. Por tal motivo torna-se necessário distribuir os nascimentos com certas cautelas, tendo em vista ambiente e possibilidades evolutivas a serem proporcionadas aos encarnados. 

Nosso Senhor Jesus tem o maior empenho em proporcionar aos seus guiados na Terra condições as mais favoráveis possíveis, à aquisição dos meios que lhes possam facilitar instrução adequada, para o desempenho de tarefas relacionadas com o progresso planetário e o seu próprio. Para isso investigam-se atentamente as condições dos lares mais abastados, regiões, países, e outras mais, mas tem sido desolador constatar que esses lares em sua maioria tudo fazem para restringir a vinda de novos seres como filhos, na ilusão de que isso lhes causaria transtorno. Ilusão, pura ilusão, irmãos e amigos meus. Ignoram esses nossos irmãos encarnados o valor do serviço prestado à Divina Providência com o recebimento em seus lares de Espíritos que necessitam de voltar à Terra, uns na continuidade do seu aprimoramento espiritual, muitos outros, no desempenho de tarefas nobilitantes para si e seus progenitores, igualmente galardoados pelo Senhor Jesus pelo agasalho concedido em seus lares a Espíritos missionários. 

Reflitam neste detalhe todos os irmãos que possuem lares constituídos, assim como quantos vierem a constituí-los, certos de que a Providência Divina saberá recompensar a todos com abundantes luzes e bênçãos em seu regresso ao Espaço, pela cooperação inestimável que lhe deram em sua presente encarnação. Ao contrário disso, incontáveis tem sido os casais que profundamente lamentam em seu regresso ao plano espiritual, a idéia infeliz que puseram em prática, de restringirem ou até impedirem totalmente a vinda de irmãos espirituais aos seus lares, como filhos portadores de alegrias e felicidades para seus progenitores.

Poderão alguns de meus leitores argumentar que nem sempre os filhos são portadores de alegrias e felicidades aos lares em que reencarnam. Conheço de sobra o argumento, e certo estou das causas que o podem determinar. Em troca direi que fatos lamentáveis que possam ocorrer, assim como têm ocorrido em todos os tempos, obedecem e tem por causa outros fatos verificados em vidas anteriores, que necessitam de ser definitivamente anulados. Os nascimentos na Terra, além do objetivo já mencionado, do progresso do Espírito, também servem para reconciliar irmãos desavindos no passado, sendo a reencarnação no mesmo lar, como irmãos ou como filhos, a única maneira de restabelecerem a cordialidade, o entendimento, o esquecimento enfim, de atitudes por demais prejudiciais à felicidade de ambos. 

Não tem mais conta, amigos meus, o número de Entidades que se reconciliam na Terra por meio da reencarnação nos mesmos lares, durante cuja existência se apagaram de todo quantos ódios seculares que impediam o progresso espiritual de cada uma. Ao passo que, reencarnando como filhos ou como irmãos em determinado lar, uma nova afeição vai tendo lugar, não obstante em vários casos se registrar certa falta de simpatia e entendimento. Com o tempo, porém, que tudo soluciona, todos temos a alegria imensa de constatar a chegada de regresso ao plano espiritual, de Entidades anteriormente inimigas irreconciliáveis, agora filhos ou irmãos que verdadeiramente se estimam. A chegada ao Espaço de Entidades nestas condições, é sempre motivo do maior regozijo para todos os Espíritos evoluídos, que as recebem com demonstrações inesquecíveis de amor e alegria. Essas Entidades por sua vez, prosternam-se agradecidas à Providência Divina, pela feliz oportunidade de reconciliação que lhes proporcionou.