Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

quarta-feira, 1 de maio de 2013

68ª mensagem de ensinos espirituais - Livro: Nova Ordem de Jesus - Vol I




Ditada pelo Apóstolo Thomé
Em 31-1-1971
Rio de Janeiro – Brasil

JAZIDAS DE RARO VALOR AINDA OCULTAS SERÃO ENTREGUES AO HOMEM – A VIDA NUNCA FOI ABSOLUTAMENTE TRANQUILA MAS DE LUTAS COMO CONVÉM À EVOLUÇÃO DAS ALMAS – UMA EXISTÊNCIA TRANQUILA ASSEMELHA-SE À ÁGUA DOS LAGOS

ESTÃO ACONTECENDO fatos em diversas regiões deste mundo terreno, que outra cousa não são que efeitos dos trabalhos em andamento com vistas à modificação da estrutura terrena projetada há mais de quatro séculos. Desses trabalhos o Senhor Jesus tem dado notícia em Suas Mensagens an-teriores, e a eles deseja voltar ainda na presente, de maneira a bem escla-recer todos os seus afortunados leitores.

Assim é que, os fatos que se estão verificando no solo terreno hão de contribuir para o melhor aproveitamento da terra pelo homem, ampliando substancialmente os recursos alimentares dessas regiões. O desmoronamento de uma elevação, por exemplo, além de proporcionar nova superfície plana para a agricultura, poderá oferecer algumas outras vantagens em minerais e rochas de grande valor material. 

Existem ocultos em todas as regiões do mundo terreno algumas jazidas de raro valor, as quais estão sendo entregues ao homem para que as explore comercialmente. São reservas ali deixadas há milhões de anos para que melhor se condensassem e desenvolvessem no decorrer dos séculos e milênios, enquanto a população terrena igualmente se desenvolvia e aprimorava também.

Chegaram finalmente os tempos para isso, com o aprimoramento cultural e científico do homem, o qual se encontra hoje em condições de atribuir o devido valor aos recursos do subsolo.

O mundo espiritual acompanha atentamente o desenvolvimento das operações telúricas em andamento no subsolo terreno, a tudo assistindo e providenciando no sentido de corrigir quaisquer desvios operacionais. Aos homens cabe o dever de receber os fatos com tranqüilidade, certos de que não se trata absolutamente de tragédias ou infelicidades, mas sim de acontecimentos programados pelo mundo espiritual para se realizarem na Terra.

O fato de tais acontecimentos determinarem a partida inesperada de muitas almas encarnadas nessas regiões, deseja o Senhor repetir que isso se dará para o maior bem dessas almas, que serão recebidas e conduzidas carinhosamente aos planos espirituais a que pertencerem, e ali recompensadas em luzes e bênçãos de sua desencarnação prematura. 

Aquelas que sobreviverem aos acontecimentos serão por sua vez cercadas de toda a assistência espiritual, de modo a se sentirem confortadas e tranquilas enquanto viverem.

A propósito deseja o Senhor Jesus esclarecer nesta Sua Mensagem que a vida de todas as almas que vivem na Terra ou nos planos espirituais, nunca foi nem será absolutamente tranqüila, por mais elevadas que sejam em sua escala evolutiva. A vida em geral é feita de lutas, dificuldades e apreensões, representando o caminho do seu aprimoramento moral. Numa existência permanente de paz, tranqüilidade e fartura, as almas não sentiriam necessidade de pensar em dificuldades, mantendo-se num estado semelhante às águas dos lagos. 

Em tal situação não lhes seria possível desenvolver seus poderes latentes e teriam de viver uma existência privada das experiências que só a vida terrena pode oferecer. Se percorrerdes as páginas da história religiosa em todos os tempos, haveis de verificar quão atribuladas foram as vidas terrenas das Entidades que hoje venerais, exatamente o que forneceu os motivos de sua canonização. 

Sabeis que a violência determinada pelos potentados da época atingiu sem remédio seres humanos como os meus dedicados servidores Paulo de Tarso, Pedro o Pescador, Sebastião, Jorge e numerosos outros, sem o que as suas personalidades não teriam alcançado o nível de admiração que hoje desfrutam na Terra. 

Mas não apenas estes meus servidores foram sacrificados à violência da prepotência humana. Vários missionários da minha doutrina foram alvo também de violência em suas tarefas evangelizadoras, cujos nomes constam da história religiosa. O fato de seus corpos terem sido sacrificados até a desencarnação de seus Espíritos, só vantagens lhes trouxe, aureolando-os para todo o sempre. 

Saindo do campo religioso para o das atividades humanas, ireis encontrar o registro de muitos homens que sobressairam na fundação e direção de grandes empresas civis, numa preocupação constante e maior de cada dia, com o objetivo de oferecer trabalho remunerado a centenas ou milhares de trabalhadores. A vida desses homens deixou de ser tranquila desde o dia em que se lançaram ao seu empreendimento, porque dia após dia novos problemas lhes surgiam, desafiando o seu descortínio e apurado raciocínio.

Esses homens, que não tiveram os seus nomes canonizados, porque suas atividades se desenvolveram a margem do campo religioso, ostentam hoje seus Espíritos justamente aureolados de belas luzes brancas e azuis, sinal do merecimento alcançado em suas atividades benéficas na Terra.

Por este simples relato podereis verificar que a condição básica da evolução e engrandecimento da alma humana é o seu empenho em produzir algo que resulte em benefício para a coletividade de que faz parte. Para isso a alma encarnada - o homem como a mulher - trocam muitas vezes o sono pela vigília em torno do andamento dos seus empreendimentos, e isto resulta inclusive no apuro de suas faculdades mentais, com a ampliação do raciocínio.

A isto chamais vós a luta pela vida, e com certa propriedade. A vida realmente tem de ser ganha pela luta, assim conceituado o conjunto de atividades desenvolvidas pelos seres humanos, quando dirigidas em prol do engrandecimento da coletividade a que pertencem. 

Poderá algum leitor desejar indagar se o industrial que monta uma fábrica com o só intuito de ganhar dinheiro, estará incluído entre os benfeitores dos seus irmãos terrenos. A esta indagação imaginária esclarece o Senhor Jesus que a circunstância desse industrial oferecer trabalho remunerado aos seus operários e auxiliares, já representa um serviço prestado à Divindade, principalmente quando os salários pagos forem justos. 

A Divindade agradece e recompensa todas as almas encarnadas que oferecem trabalho remunerado aos seus semelhantes, destacando Entidades iluminadas para assistir e esclarecer o industrial em seus raciocínios e deliberações. Fica portanto claro, que o progresso de determinados empre-endimentos na Terra não decorre apenas da inteligência e capacidade dos seus responsáveis, mas também do apoio, ajuda e esclarecimento das Forças Superiores, representantes da Divindade junto ao plano terreno.

Vede, estimados leitores, uma parte do complexo que envolve a vida de uma alma em seu progresso milenar. Não é a simples estada num corpo de carne movimentando-se durante o dia e repousando à noite, o suficiente para que a alma consiga adquirir aquelas onças de luz que veio buscar no solo terreno. 

Há necessidade da alma, em primeiro lugar, manter-se ligada à Divindade por meio da oração e meditação diária na hora de deitar, e em segundo o seu desejo de produzir algo em benefício da coletividade. Este desejo tem o mérito de atrair outras Entidades ao seu campo mental a inspirar-lhe idéias e planos de poder realizar as suas aspirações. 

Se a alma possuir capacidades latentes, estas serão desenvolvidas pelas Entidades amigas, e algo poderá resultar então em favor da realização dos seus desejos de servir à coletividade, servindo igualmente à Divindade. As almas que assim se empenharem em realizar seja o que for de útil, vão acumulando onças de luz em seu diadema, e ao regressarem ao seu plano no Além, terão alcançado novos degraus em sua escala evolutiva.

circunstância de muitos milhões de almas terem vindo à Terra milhares de vezes e daqui regressarem, na situação em que reencarnaram, deve-se ao fato de terem tomado sua estada no solo terreno como simples vilegiatura, sem se preocuparem com o objetivo principal da sua vida terrena que é o de  obter novas luzes espirituais.

Esclarecendo este fato, deseja o Senhor Jesus recomendar a todas as almas encarnadas estas duas atitudes da maior valia para o progresso de cada uma: primeira, manter-se em contato diário com a Divindade por meio da oração e meditação noturna; e segunda, formularem aspirações de algo empreender em benefício da coletividade de que fazem parte. Estas aspirações podem ser várias. 

Pode servir à coletividade uma alma possuidora de uma indústria ou de uma loja ou conjunto de lojas nas quais ofereça trabalho com justa remuneração aos seus servidores. Pode servir à coletividade uma alma que ofereça alfabetizar outras almas, para que estas deixem a condição de cegas quando possuem vista; podem servir à coletividade ajudando a pobreza em suas necessidades, desde que isto não sirva para estabelecer e ajudar o vício das
pessoas pobres.

Mas existem ainda muitas outras maneiras de ser útil à coletividade, as quais serão dadas por intuição.