Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

quarta-feira, 1 de maio de 2013

66ª mensagem de ensinos espirituais - Livro: Nova Ordem de Jesus - Vol I




Ditada pelo Apóstolo Thomé
Em 24-1-1971
Rio de Janeiro - Brasil

O DESPERTAMENTO DAS ALMAS ENCARNADAS – PODEM NÃO VOLTAR À TERRA TÃO CEDO – NECESSÁRIO CONCLUÍREM AS ALMAS O SEU CURSO DE APRENDIZADO – O SENHOR NECESSITA DE NOVOS GUIAS E PROTETORES ESPIRITUAIS – GRANDE EXEMPLO DE UM ESPÍRITO-GUIA EM BENEFÍCIO DO SEU GUIADO

UMA DAS GRANDES PREOCUPAÇÕES do Senhor Jesus  é o desperta-mento das almas encarnadas para os verdadeiros objetivos de sua vinda uma vez mais à Terra. O fato de uma alma tomar um corpo de carne, corpo por ela própria construído desde o ventre materno, apaga em sua memória espiritual quase todas as lembranças nela existentes, e isso resulta no esquecimento de compromissos da alma assumidos no mundo espiritual para realização na Terra. 

Daí o desligamento de muitas almas dos verdadeiros objetivos de sua vinda à Terra, para se entregarem totalmente aos interesses da vida terrena. O Senhor Jesus, preocupado em despertar as almas encarnadas, que são todos os homens e mulheres, para o cumprimento de quanto devem realizar na Terra, deslocou-se de Sua Corte Celeste para o solo terreno, onde pretende permanecer por enquanto.

Há outro motivo assaz poderoso para o despertamento das almas encarnadas, que é a impossibilidade de aqui voltarem talvez nos dois próximos séculos, em face dos vários milhões de outras almas que se encontram no Alto aguardando a sua oportunidade de reencarnar. Pode suceder, portanto, que a grande maioria das almas atualmente encarnadas não tenha oportunidade de voltar à Terra tão cedo, interrompendo a marcha do seu progresso espiritual, o que será para se lamentar. 

Diz então o Senhor Jesus à todas as almas que lograrem tomar conhecimento destas Mensagens, que, se resolverem fazer um pequeno esforço de espiritu-alidade, nestes anos finais de sua vida terrena, poderão concluir o seu curso de aprendizado terreno, e regressar ao Espaço, não mais na condição de alunos da escola terrena, mas já como futuros Mestres e Guias de outras almas. 

Poderão alguns leitores desejar indagar do Senhor Jesus, o que vem a ser esforço de espiritualidade, desejosos de empreendê-lo. Esforço de espiritualidade significa considerarem as almas encarnadas que sua condição de homens e mulheres é meramente transitória, para que possam manter-se no solo terreno para o necessário desenvolvimento de suas atividades de ordem material. 

Mas deverão considerar que antes e depois de serem homens e mulheres são almas em busca de progresso espiritual, numa trajetória que deve ultrapassar de onze a quinze mil anos só em corpo humano. Outros milhões de anos decorreram desde sua criação pela Mente Divina, mas esse período não conta mais em sua fase presente.

Conscientes, pois, desta grande verdade, cumpre a todas as almas encarnadas manterem-se numa ligação permanente com a Divindade através de sua oração diária, a quem darão conta de suas atividades materiais, e rogando saúde, ajuda e proteção para o dia seguinte.

Mas não só através da oração diária ao levantar e deitar, podem as almas encarnadas manter o chamado esforço de espiritualidade. Até na execução de suas tarefas de serviço, podem as almas encarnadas, homens e mulheres, manter contato com a Divindade. 

Um pensamento dirigido à Mente Divina em qualquer lugar e em qualquer momento, representa realmente um esforço de espiritualidade, porque em verdade consiste na ligação espiritual da alma encarnada com a Mente Divina. 

Aqueles dos leitores destas Mensagens que se habituarem a esta ligação também durante as horas de trabalho, hão de certamente surpreender-se com os resultados alcançados. O Senhor Jesus informa que a grande maioria das almas que estão descendo à Terra já está devidamente preparada para esta prática diária, por sua elevação espiritual.

Com a divulgação destes ensinamentos o Senhor Jesus visa a outro grande objetivo, que é preparar e desenvolver espiritualmente o maior número de almas encarnadas para servirem de Guias e Protetores espirituais das almas que devem reencarnar a partir do século XXI. Prevista como está uma população terrena de cerca de sete a oito bilhões de almas já no próximo século, o Senhor Jesus lança aqui um convite aos leitores destas Mensagens
para que se preparem convenientemente para essa luminosa tarefa.

O Senhor Jesus conta precisar de mais de dois milhões de novos Guias e Protetores espirituais, para acompanharem e assistirem as almas então encarnadas, e acredita poder dispor desses Seus auxiliares dentre os viventes atuais. Explica o Senhor Jesus que a tarefa confiada pelas Forças Superiores aos Guias e Protetores espirituais junto às almas encarnadas é sumamente leve e bem agradável, pela maneira pela qual é executada. 

O Guia e Protetor espiritual devidamente preparado e sinceramente devotado à sua tarefa, pode assistir e guiar até seis almas encarnadas sem prejuízo de nenhuma delas. Sua missão está ligada a determinado centro de trabalho no plano espiritual, com o qual o Espírito-Guia se comunica quando houver necessidade, dele recebendo quaisquer instruções de que possa necessitar. 

Alongando um pouco mais o assunto, o Senhor Jesus manda esclarecer que os Espíritos-Guias não são responsáveis pelos atos porventura cometidos pelos seus guiados no solo terreno. Sua missão consiste em os assistir, aconselhar e guiar espiritualmente pelo caminho reto, para que os mesmos possam alcançar o desejado êxito.

Durante o sono do corpo o Espírito-Guia se reúne com seus guiados e com eles parlamenta a respeito dos acertos ou desvios porventura existentes, e isso representa um trabalho notável do Espírito-Guia. Esse trabalho notável ainda se desdobra no afastamento de certos perigos que poderiam atingir as suas almas guiadas, o que acontece muito freqüentemente.

A propósito, manda o Senhor relatar o seguinte episódio: Estavam combina-dos alguns jovens a empreender determinada excursão, entre eles se encontrando um guiado de certa Entidade sinceramente devotada. A hora da partida estava marcada para as cinco horas da manhã para que pudessem alcançar a condução na estrada de ferro. Às cinco horas e mais dez minutos, faltando a presença de um dos jovens, os demais deixaram-lhe um recado e partiram para a estrada de ferro. 

O jovem faltante havia-se deitado tarde e pegara no sono até às seis horas, quando despertou aflito e muito desgostoso pelo fato. Como não poderia alcançar o trem para seguir com os amigos, conformou-se em desistir da excursão, dizendo de si para consigo que seguiria na próxima ocasião.

O trem que conduzia as duas dezenas de colegas ao interior, sofreu grave acidente, saltando dos trilhos e tombando dentro do rio com toda a composição. Mais da metade dos passageiros pereceu no desastre, inclu-sive parte dos jovens excursionistas. Ao receber a triste notícia do ocorrido, o primeiro pensamento daquele que ficou, era dirigido à Divindade por tê-lo impedido de seguir na excursão. E elevou nesse momento uma prece em favor dos que pereceram.

Durante o sono do corpo, nessa noite, o Espírito-Guia conversou com a alma do jovem a respeito do ocorrido, dizendo-lhe: - Eu tinha conhecimento do acontecimento, porque o mesmo se encontrava programado no plano espiritual. Verificando a tua carta-de-vida eu constatei a possibilidade de impedir o teu comparecimento, prolongando-te o sono. Foi o que fiz e disso me alegro, porque tive a felicidade de te livrar talvez de morte certa. A tua carta-de-vida permitiu-me esse ato e eu nele me empenhei.

O jovem indagou então ao seu Espírito-Guia: - Aqueles amigos que seguiram e pereceram, não dispõem, como eu, de um Guia espiritual ? - A minha resposta é sim, meu filho. Há, porém, circunstâncias na vida terrena, que podem resistir aos esforços dos Guias espirituais para evitá-las. Quando o guiado usa de sua força de vontade e a nada atende em contrário, podem dar-se fatos semelhantes ao verificado com os teus amigos. Verificando a tua decisão inabalável de seguir, apesar da minha inspiração em contrário, eu pedi permissão às Forças Superiores para te proteger e, obtendo-a, consegui prolongar-te o sono. Com isso aqui estás livre do perigo para continuares a viver no corpo.

Estes casos verificam-se muito freqüentemente em toda a superfície terrena. Já são incontáveis os casos em que pessoas perdem uma condução ou dela desistem na última hora, livrando-se dessa maneira de grave acontecimento. Isso acontece sobretudo as pessoas que se mantém em ligação com a Divindade por meio da oração, sendo desviadas do perigo iminente. 

Se outros argumentos ainda fossem necessários, além daqueles ditados pelo Senhor Jesus em Suas Mensagens, em favor da necessidade da ligação diária das almas, encarnadas com a Divindade, aí está o caso acima para confirmar as vantagens resultantes dessa ligação. E isto custa tão pouco! Ao regressardes ao mundo espiritual podereis certificar-vos pessoalmente das aludidas vantagens.

Nos momentos que puder, mantenha o ESFORÇO DE ESPIRITUALIDADE mesmo sem orar!