Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

sábado, 18 de outubro de 2014

24. O BARCO PODE VIRAR ESTA NOITE... Livro: As Forças do Bem.





No dia em que os homens e as mulheres  puderem apreender toda a beleza da vida espiritual em sua esplendorosa vivência, nesse dia uma grande mudança se operará em todos os lares da Terra. Em todos os lares, digo bem, porque é nos lares que se encontram as raízes de toda a existência terrena. Nesse dia todos os homens e mulheres compreenderão em seu coração a grandiosidade da vida espiritual, e tratarão de se preparar convenientemente para dela participarem.

Embora muito se haja escrito e pregado a respeito das condições da vida espiritual, não estarei aqui exagerando se vos disser que muito pouco ou quase nada sabeis nesse particular. Permitido me não é, entretanto, descrever em minúcias o que se passa nesse plano de vida para aqueles que estiverem preparados, mas direi, contudo, que não existem na linguagem terrena expressões adequadas para traduzir as circunstâncias peculiares à vida nos planos do Além, onde a paz, a felicidade e a bem-aventurança constituem a constante permanente. E se os homens e mulheres do momento que passa desejarem preparar-se para viver num tal plano da vida, que o façam sem demora, aproveitando os dias que lhes restam para isso.

Não será demasiado insistir em que as atuais preocupações da maioria dos encarnados são todas de ordem material, e por isso contrárias à sua iluminação. Gostaria de poder fazer compreender a todos os meus irmãos encarnados que, sendo a vida terrena demasiado curta, ao passo que a vida espiritual é eterna, infinita, é para esta que devem tratar de preparar-se, construindo a luz de que hão de necessitar muito breve, num plano em que não existem empresas elétricas para iluminar caminhos e residências. Cada Espírito tem de usar ali sua própria luz para caminhar, e ai daqueles que a não possuam, porque terão de viver e caminhar nas trevas.

Missionários sem conta têm vindo à Terra precisamente para explicar este fato aos terrenos, e isto século após século, numa seqüência de milênios, mas infelizmente o cérebro humano, na sua impermeabilidade, não tem querido meditar sobre isto. Agora, porém, irmãos meus, não direi que os tempos são chegados, porque em verdade eles já estão chegando ao fim; os tempos já passaram.
A misericórdia de Nosso Senhor Jesus Cristo é porém tão grande, tão imensa, que ainda uma vez quer fazer compreender aos homens e mulheres da Terra, que dentro em pouco vão ser chamados de regresso aos planos de onde vieram, e devem cuidar desde já a sério deste importante problema: a sua iluminação espiritual. Vede, irmãos meus, que eu não venho pregar a luminosa doutrina do Senhor Jesus, porque tempo de sobra já houve para isso, e dela aproveitou quem devia aproveitar. O que eu venho agora dizer-vos, através destes conselhos, é que não há mais tempo para divagações doutrinárias. O que eu venho dizer-vos, no desempenho da elevada missão que o nosso Divino Mestre me confiou, é que deve cada qual apegar-se a estes conselhos com a mesma ânsia e decisão com que o marinheiro e passageiros do navio tratam de afivelar ao corpo o salva-vidas mais à mão, quando sabem que o naufrágio se aproxima.

Exatamente, irmãos meus, um como que naufrágio também se aproxima aceleradamente, repito, e não há como tratar cada um de afivelar desde já o seu próprio salva-vidas. E o salva-vidas neste caso não está em nenhum lugar onde haja necessidade de esforço para alcançá-lo. O salva-vidas dos homens e mulheres da era presente já está aposto desde muito ao Espírito, restando apenas utilizá-lo sem demora para evitar as piores conseqüências do naufrágio. O salva-vidas de cada um de vós consiste de muito pouca coisa, irmãos meus: apenas de um rigoroso exame de consciência, como faria o passageiro de bordo que foi avisado de selecionar a bagagem, para se desfazer do que não presta ou deve ser dispensado. Examine, pois, cada um sua bagagem moral; desfaça-se o quanto antes dos seus erros, injustiças, ódios e malquerenças; jogue tudo isso ao mar e cerque-se apenas dos atos bons, de suas ações meritórias, daquilo que aos olhos de Nosso Senhor possa ser desembarcado, e volte cada um seus pensamentos para Deus e para Jesus, pedindo ajuda e inspiração para o mais que faltar. Façam isso, mas façam-no a começar de hoje, porque amanhã podem não ter mais oportunidade... pode o barco virar ainda esta noite...

Irmãos meus, amigos meus: não julgueis que este enviado do Senhor que tanto vos quer, esteja exagerando nesta espécie de apelo que vos faz; absolutamente meus queridos. Tempos ou temporais de tal violência se aproximam, que minha tarefa, assim como a de muitos outros enviados, consiste em fazer compreender a todos os terrenos que cessou completamente a fase de doutrinação, durante a qual muito poucos irmãos a aproveitaram. Estes poucos são hoje Espíritos iluminados, no desempenho de missões relevantes como enviados do Senhor, e muito lamentam a grande maioria que preferiu continuar a viver a ilusória vida terrena. A fase atual é bem a do salve-se quem puder, a que aludi noutro capítulo, e daí a minha insistência em fazer-vos compreender a situação tal qual se apresenta.

Já sabeis que uma seleção está sendo procedida entre os Espíritos viventes na Terra, assim como se tivéssemos de usar uma peneira para a seleção de sementes. A imagem, conquanto imperfeita, deixar-vos-á compreender que não estará mais na vontade de cada um desembarcar ou continuar a bordo do barco terreno, para usar uma vez mais a imagem do naufrágio. A seleção já vem sendo feita há vários decênios, e muitos seres humanos que palmilharam o solo terreno, já foram encaminhados para outro planeta mais adequado.

— Melhor do que este? — perguntareis vós. Infelizmente tenho de responder pela negativa, meus queridos. Esses não voltarão jamais à Terra, onde usaram e abusaram de seu livre arbítrio. Muitos outros seres humanos dos vossos dias terão de seguir o mesmo caminho, se uma reviravolta não operarem em sua maneira de viver e de encarar o futuro.

Jesus, o Mestre Divino, que está auscultando o coração, os pensamentos, os sentimentos e as ações de cada um dos seus guiados terrenos, exultará de alegria se aqueles que ainda dispõem de tempo para fazê-lo, resolverem voltar seu coração para o Alto, orar e pedir ajuda para poderem corrigir suas inclinações porventura destoantes das boas normas, desejosos de prosseguir nesta onda de vida em que ingressaram há milênios.

Aqueles que assim deliberarem proceder, sentirão dentro em pouco inundar-se-lhes o coração de uma alegria e felicidade não sentida antes, prova evidente do atendimento de seu pedido pelas Forças do Bem que estão trabalhando no plano físico. A oração constitui por assim dizer o veículo que transportará o pedido dos encarnados aos pés de Nosso Senhor, por ser essa a única linguagem usada pelos bons Espíritos. Uma oração partida do coração mais que dos lábios, opera verdadeiros milagres no mundo espiritual. Quando houver oportunidade, verificareis vós mesmos que os Espíritos infelizes desconheceram ou fizeram por desconhecer esse mérito da oração. Ela pode ser ainda comparada a um poderoso avião em que desejásseis transportar-vos até aos pés do Senhor, para ali fazerdes o vosso pedido. E se não dispuserdes desse meio de transporte, como haveis de ir até lá? Respondei vós mesmos.

Encerrando o meu conselho de hoje, renovo a minha recomendação no sentido de que não deveis esperar pelos sinais visíveis da tempestade para ajustar o vosso salva-vidas. Fazei isso a partir de hoje e salvos podereis considerar-vos dos horrores que podem vir. Horrores sim, se considerarmos a violência dos elementos sob o ponto de vista terreno. Se nos colocarmos, porém, sob o ponto de vista da luz espiritual, teremos absoluta tranqüilidade porquanto a cada morte na Terra, seja ela de que maneira for, corresponde sempre um nascimento no Além. Entendido? Bom será por conseguinte que o Espírito se encontre preparado para a viagem.

Adeus por hoje, meus queridos. Meditai a sério no que aí fica, porque nada mais é do que um conselho de bom aviso do vosso dedicado — Irmão Tomé.