Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

segunda-feira, 15 de abril de 2013

55ª mensagem de ensinos espirituais - Livro: Nova Ordem de Jesus Vol I



Ditada pelo Apóstolo Thomé
Em 19-12-1970
Rio de Janeiro – Brasil

PALAVRA DE ESCLARECIMENTO DO SENHOR – FINALIDADE DAS REENCARNAÇÕES – NECESSIDADE DAS DIFICULDADES E TROPEÇOS NA VIDA HUMANA – AS ALMAS DITAS SELVAGENS – UM ENSINAMENTO NOVO DO SENHOR

APROXIMAM-SE OS DIAS previstos no planejamento levantado no mundo espiritual para os trabalhos de maior envergadura na modificação da estrutura terrena. Alguns ensaios estão sendo realizados em certas regiões, mas apenas ensaios, e por isso com resultados limitados. Cada dia que passa mais se afirma a necessidade da modificação da topografia em diversas regiões da Terra, conforme tem sido amplamente divulgado. 

O Senhor Jesus vem trazer agora a Sua palavra de esclarecimento à todas as almas encarnadas, para que, devidamente esclarecidas, possam preparar-se para viver os dias que se aproximam, e talvez partir algumas delas de regresso ao seu plano de vida espiritual.

Uma vez cientes as almas encarnadas de que fatos da maior importância devem ocorrer na Terra, tudo as aconselha a se voltarem para o Alto, para a Divina Providência, para que da mesma possam receber o socorro que se tornar necessário. 

Já foi também devidamente explicado em Mensagens anteriores, o verdadeiro motivo das reencarnações periódicas das almas que se encontram na Terra. Nenhuma alma vem à Terra numa peregrinação que pode durar de cinqüenta a setenta, oitenta ou noventa anos, com a finalidade de reunir bens e valores em torno do seu nome, mas com a finalidade verdadeira de adquirir novos focos de luz espiritual.

Para bem cumprirem esta finalidade, devem as almas encarnadas manter contato constante, permanente, com a Divindade por meio da oração, para que da Divindade possam receber a inspiração e ajuda no encaminhamento dos seus interesses materiais.

Isto porque agrada sobremodo a Divindade que as almas encarnadas se sintam tranqüilas e felizes enquanto na Terra, a fim de melhor se dedicarem à aquisição das luzes e bênçãos que vieram buscar no solo terreno. Tem-se verificado, porém, que a prosperidade material de muitas almas encarnadas só consegue desviá-las dos seus reais objetivos espirituais, decorrendo desse fato a necessidade de certas dificuldades e tropeços, para que as mesmas se disponham a meditar e, em seguida, apelar para o socorro espiritual.

Isto é um fenômeno que se verifica em toda a superfície terrena abrangendo todas as populações. Está então claramente comprovado que só as dificuldades e os tropeços têm força para levar as almas encarnadas a se voltarem para a Divindade em pedidos de auxílio. 

Com os esclarecimentos trazidos pelo Senhor Jesus, porém, é de se esperar que as almas esclarecidas se habituem à prática da oração e meditação diárias, momento em que receberão da Divindade a inspiração e ajuda de que estejam necessitando.

Não será demasiado insistir naquela imagem de que numa casa fechada nem o Senhor se dispõe a entrar para socorrer seus moradores. A casa fechada é a criatura que não ora à Divindade, e esta nada pode fazer em seu benefício. Aquelas almas, porém, que se habituaram a prática da oração à Divindade são residências abertas à inspiração e ajuda das Forças Superiores, e recebê-las-ão efetivamente.

Isto posto, o Senhor Jesus deseja abordar um tema de grande importância para todas as almas encarnadas em todas as regiões deste mundo terreno. É o caso das pessoas que por um determinismo espiritual se encontram em regiões onde não chegou a luz da civilização atual e aí cumprem uma vivência de privações de toda a ordem. Essas pessoas são almas em primeiros contatos com o mundo terreno, após haverem cumprido o estágio necessário nas escolas espirituais, provindas de um planeta de vibração inferior a do mundo terreno.

Estas almas ainda pouco desenvolvidas, requerem um tipo de tratamento adequado, capaz de despertar nelas os seus melhores sentimentos, e jamais
uma forma de tratamento rude que as possa exaltar. Estas almas podem ser comparadas às vossas crianças que tudo observam e procuram aprender. Assim as almas em referência. Do contato leal, sincero com as almas civilizadas, elas retiram os elementos que mais lhes agradem e passam a usá-los elas próprias como meio de se aprimorarem. 

Conheceis várias categorias, de almas assim pela designação de selvagens, pelo fato de viverem na selva, o seu mundo presente. Tratai-as então com brandura e consideração, como se o fizésseis à autênticas crianças. Com o perpassar dos tempos estas almas passarão a viver em meios civilizados como o vosso, a fim de darem novos passos no seu aprimoramento espiritual.

E ao cabo de um ou dois milênios haveis de contemplá-las executando tarefas semelhantes as que vos próprios hoje executais. Assim vos iniciastes todas vós, almas evoluídas do presente, quando ensaiáveis os primeiros passos num corpo humano na Terra.

Poderemos então comparar as almas ditas selvagens das várias regiões da Terra, aos vossos jardins da infância, onde as vossas crianças iniciam os primeiros contatos com os livros escolares, na preparação de seus Espíritos para as tarefas futuras. Essa é a posição em que se encontram as almas da selva ou arredores, em face da vossa civilização. Ajudai essas almas simples no que vos for possível, inclusive fundando pequenos cursos em que as mesmas possam desenvolver o intelecto.

Será esse um serviço que prestareis à Divindade, do qual recebereis oportunamente uma bela recompensa. Lembrai-vos de vós próprios, homens e mulheres do presente, que já trilhastes caminhos semelhantes num passado que não mais podereis recordar. O Senhor Jesus, por Sua vez também vos agradece o que puderdes fazer em favor do esclarecimento daquelas almas iniciantes.

Para concluir a presente Mensagem o Senhor Jesus deseja ministrar-vos um ensinamento novo, o qual muito haveis de lucrar em conhecê-lo. Trata-se da maneira pela qual as almas encarnadas podem contribuir para o progresso geral da humanidade, dele participando também. É uma maneira assaz eficiente das almas encarnadas se inscreverem no Círculo Universal de ajuda ao progresso geral da humanidade, existente no mundo espiritual. 

É muito simples e fácil de realizar o que apenas compete a cada alma fazer por si própria. Como vem sendo recomendado com empenho das Forças Superiores, o hábito da oração e meditação diárias de todas as almas encarnadas, é oportuno esclarecer e o Senhor Jesus agora o faz, o segundo sentido da prática da meditação. Trata-se, por assim dizer, do sentido esotérico, ou oculto, daqueles dez a quinze minutos de meditação recomendados a todas as almas. Entregando-se à prática da meditação, as almas encarnadas estarão contribuindo de modo bastante eficaz para o esclarecimento e conseqüente progresso de toda a humanidade, por um processo bem fácil de explicar. 

Entrando no estado de meditação, as almas projetam em seu campo mental uma vibração magnética de maior ou menor intensidade, segundo o estado de concentração da mente encarnada, vibração possuidora destas duas finalidades: uma delas reverte em favor do esclarecimento da mente emissora, atraindo para a mesma tudo quanto a mesma necessitar para o mais feliz encaminhamento de sua vivência terrena. Uma segunda parte é captada pelas Forças Superiores do mundo espiritual para o Círculo Universal de ajuda ao progresso geral da humanidade. Desta maneira, ficam sabendo os estimados leitores destas Mensagens, que também a meditação comporta os dois sentidos, o exotérico e o esotérico, como aliás sucede em todos os fenômenos do Universo.

Insistindo na necessidade da oração e da meditação diárias de todas as almas encarnadas, o Senhor Jesus tem em vista os dois importantes sentidos da mesma, ambos redundando em luz e progresso para as almas que a praticarem. Muitas coisas existem na vivência das almas encarnadas que uma vez conhecidas, muito gratas lhes serão, como sucede com a oração seguida da meditação diária. Fácil será avaliar o poder inerente a um estado de meditação realizado pelas almas encarnadas nos dois hemisférios, reunidos num só volume para ser distribuído à toda a humanidade encarnada. 

Só agora, porém, este fato começa a ser divulgado pelo Senhor Jesus em Suas Mensagens, para que as almas encarnadas se capacitem de mais um importante ensinamento do mundo espiritual. Já foi dito alhures que tudo é vibração no Universo, sem entretanto, se definir esse estado vibratório. Com o ensinamento que aí fica, esclarecido fica esse estado, do qual participam, tanto na sua formação como na sua utilização, todas as almas encarnadas que se entregarem ao hábito diário da oração seguida do estado de meditação. Estarão ajudando a construir um bem do qual vão participar.

São duas as fontes de luz: uma objetiva e outra subjetiva (Mens. 31) e a meditação comporta dois sentidos: o exotérico e o esotérico.

Certo do poder da oração e da meditação, não abdique dos direitos do seu TODO à frente.

As dificuldades e tropeços levam as almas a se voltarem para a Divindade - feliz daquele que reconhece nas provações o PRESSUROSO CHAMAMENTO do Pai Celestial.