Passa já da hora o vosso despertar espiritual . . . Saiba que a tua verdadeira pátria é no mundo espiritual . . . Teu objetivo aqui é adquirir luzes e bênçãos para que possas iluminar teus caminhos quando deixares esta dimensão, ascender e não ficar em trevas neste mundo de ilusão . . .   Muita Paz Saúde Luz e Amor . . . meu irmão . . . minha irmã

domingo, 21 de abril de 2013

60ª mensagem de ensinos espirituais - Livro: Nova Ordem de Jesus - Vol I




Ditada pelo Apóstolo Thomé
Em 3-1-1971
Rio de Janeiro – Brasil

COUSA QUE NÃO DEPENDE DO SENHOR JESUS – RETIRADA DAS ALMAS DESENCARNADAS – APROXIMAÇÃO DAS RIAS CONFRA-RIAS RELIGIOSAS – PRECEITOS ABSOLUTAMENTE INÓCUOS – A CHAMADA SAGRADA COMUNHÃO

OS FATOS PREVISTOS devem assinalar uma fase da maior importância histórica na vida deste pequeno planeta.Tais fatos foram longamente preparados nos laboratórios do mundo espiritual, onde são estudados e planificados os acontecimentos relacionados com a vida terrena. Devem registrar-se importantes acontecimentos na superfície do planeta, dos quais deverá resultar uma modificação substancial na topografia de várias regiões.

O Senhor Jesus está atento a todos os acontecimentos que deverão ocorrer, tendo providenciado também toda a assistência que se fizer necessária às almas que vierem a ser atingidas em sua vivência. Uma cousa apenas que não depende do Senhor Jesus e se apresenta de grande importância para as almas encarnadas, é a sua ligação bem sólida com a Divindade, pelo meio amplamente divulgado, que é o hábito das pessoas orarem diariamente, de preferência ao deitar. 

Desse hábito praticado com devoção e sinceridade resultará um grande bem para as almas porventura atingidas pelos acontecimentos em perspectiva. É tudo quanto compete aos seres humanos fazer no seu exclusivo beneficio, no caso de virem a ser atingidos pelos acontecimentos e em conseqüência chamados de regresso ao mundo espiritual. 

Dizendo o que aí fica, dispensa-se o Senhor Jesus de repisar o assunto em Suas Mensagens. Em seguida deseja o Senhor Jesus chamar a atenção dos leitores para os trabalhos espirituais em andamento no plano terreno, com a finalidade de retirar deste plano um grandíssimo número de almas desencarnadas que, à falta da necessária preparação enquanto no corpo, não tiveram condições de alcançar os respectivos planos espirituais ao se desligarem do corpo, e aqui permanecem sofrendo duramente as conseqüências. 

Contam-se por muitos milhares as almas nestas condições em todas as cidades e vilas, que tendo-se dedicado a uma vivência puramente materialista, subestimando e menosprezando os ensinamentos espirituais, chegadas ao momento da separação do seu veículo físico, não tiveram meios nem forças para se elevarem do solo terreno, aqui permanecendo no seu corpo fluídico. Não tendo possibilidades de se elevarem do solo terreno devido a ausência de fé em seus corações, essas almas sofrem duramente, como já foi dito, e, o que é pior, enveredam freqüentemente por caminhos condenáveis, procurando perturbar aquelas que vivem no corpo. 

O fato é bem conhecido de todos os leitores, porque tem constituído até hoje a razão de ser das numerosas organizações espiritualistas, no seu belo trabalho de esclarecimento desta categoria de almas. Como, porém, o trabalho das organizações espiritualistas já não consegue vencer o número crescente de almas desencarnadas nas condições citadas, o Senhor Jesus determinou a organização de numerosas caravanas de almas que passaram a recolher no solo terreno as almas aqui desencarnadas e conduzí-las a determinado plano onde as mesmas vão sendo esclarecidas.

Com esta prática dois importantes benefícios se consegue, que são: o afastamento das almas desencarnadas do solo terreno, deixando em paz e tranqüilidade as encarnadas, e o encaminhamento e esclarecimento daque-las almas aos planos a que pertencem no mundo espiritual. 

Dentro em breve estará o ambiente terreno completamente livre das influên-cias negativas das almas desencarnadas que nele permaneciam, desapa-recendo em conseqüência um grande número de inconvenientes para as almas encarnadas.

Este fato irá reduzir substancialmente o trabalho de esclarecimento atual-mente realizado pelas organizações espiritualistas, pela falta de almas desencarnadas a esclarecer. Deverá surgir então uma nova modalidade de trabalho espiritual nessas organizações, ou seja o esclarecimento doutrinário dos seus frequentadores, através da palavra iluminada dos seus Guias e Mestres espirituais. Sim, estimados leitores, numerosas Entidades já se preparam no mundo espiritual para virem ministrar ensinamentos através das várias modalidades mediúnicas nas vossas organizações espiritualistas. Isto deverá trazer um grande impulso ao estudo e prática das leis espirituais, da maior valia para todas as almas encarnadas. 

Os estudos religiosos do presente realizados em várias regiões da Terra, sofrerão a influência das Entidades que no Alto se preparam para lecionar espiritualidade na Terra, porque as populações passarão a ouvir exatamente os conselhos e ensinamentos de que necessitam, e assim se voltarão para as organizações que as satisfaçam.

O Senhor Jesus não deseja fazer outros prognósticos no campo religioso, certo de que o melhor será aguardar o que está por vir. Contudo sempre deseja informar que os majestosos templos religiosos que se erguem por toda a parte, e que estão ficando desertos, deverão recuperar vida nova mediante os ensinamentos espiritualistas que vêm chegando à Terra, voltando a encher-se de fiéis que neles desejam ilustrar-se e fortalecer a sua fé. 

É muito provável que a tribuna dos majestosos templos venha a ser ocupada
por Entidades do mundo espiritual por intermédio de seus instrumentos mediúnicos, para ministrar ensinamentos novos às almas encarnadas, ansiosas de ouvi-los. Para que tal aconteça mister se fazem algumas modificações no campo religioso da Terra, inclusive nas organizações religiosas atuais. 

Para esse fim e com tais objetivos estão reencarnando algumas centenas de almas devidamente preparadas para assumir a direção das instituições religiosas e nelas processarem as modificações necessárias. Pretendem as Forças Superiores do mundo espiritual aproximar e unificar as diversas confrarias religiosas existentes na Terra, de maneira a intensificarem os ensinamentos espiritualistas. 

Se tal fato ainda não se tornou possível nos dias presentes, pela tenaz oposição dos dirigentes religiosos, ele será uma realidade muito breve com a partida da Terra daquelas personalidades. O Senhor Jesus não pratica nem permite a violência em assuntos religiosos, porque, sendo vários os graus de entendimento e compreensão das almas encarnadas, o que umas estão em condições de compreender e aceitar em face do seu grau evolutivo, já outras não compreendem e não aceitam por motivos idênticos. O que há a fazer, por conseguinte, é apresentar os ensinamentos na sua simplicidade espiritual e deixar que os mesmos sejam absorvidos pelas pessoas preparadas para compreendê-los.

Ao fim de algum tempo o gosto por tais assuntos se ampliará de tal maneira, que as organizações religiosas que se recusarem a ministrá-los ficarão desertas, tendo, conseqüentemente, de cerrar as portas. As populações se encaminharão para aquelas que melhor as esclarecerem acerca das leis espiritualistas, e estará então transformado o panorama do ensino religioso na Terra.

A categoria de almas que estão chegando aos lares terrenos, todas elas já possuidoras de certo nível evolutivo, não aceitará jamais o tipo de ensinamentos religiosos delineados há dois mil anos, quando outro era então o nível evolutivo das almas encarnadas. Existem ainda em vigor alguns preceitos que podem ser considerados como absolutamente inócuos, que é preciso arquivar. 

A chamada sagrada comunhão, por exemplo, nada representa no campo da espiritualidade, onde não alcança nenhuma correspondência. Salva-se aí apenas o sentimento de fé e unção com que a mesma é recebida pelo penitente, na suposição de que absorveu o corpo e o sangue de Jesus crucificado, o que é mera ilusão. Em vez do sacrifício da comunhão deve ensinar-se ao penitente a entrar em meditação acerca daquilo que o tiver conduzido a comungar. Se no caso de existir falta moral, o ato de comungar em nada o beneficiou, antes o induziu a crer em seu coração que tudo tenha ficado anulado pela comunhão.

Como isto não passa de mera ilusão do penitente, o melhor é ensiná-lo a orar e meditar sinceramente sobre os seus atos, em cujo estado seu Espírito receberá esclarecimentos capazes de elucidá-lo acerca dos atos que houver praticado. A oração e a meditação como hábito diário, substituem vantajosa-mente esse preceito religioso.

A sua indispensável ligação com o Pai Celestial não depende do Senhor Jesus.

Consideremos que estas Mensagens devem ter prioridade como instrumento
de salvação.

Cabe às almas a condição do seu próprio progresso.

“As VERDADES não se inventam mas unicamente se constatam e perpetuam.”